Principal / Uncategorized / OS NEPHILIM E A PIRÂMIDE DO APOCALIPSE: POTENTADO CELESTE – Parte 6

OS NEPHILIM E A PIRÂMIDE DO APOCALIPSE: POTENTADO CELESTE – Parte 6

Representação do deus Quetzalcoatl, a serpente emplumada dos Astecas

Antes do início do tempo, num reino celeste governado por Iahweh, havia uma multidão incontável de seres espirituais conhecidos como “Filhos de Deus”. Lúcifer era uma das estrelas mais brilhantes dessa congregação angélica. Era pleno de sabedoria, conhecimento e beleza. O Livro de Ezequiel conta-nos algo de sua glória passada no capítulo 28, onde ele é chamado “rei de Tiro”:

 11  Esta palavra do Senhor veio a mim:
 12  Fi­lho do homem, erga um lamento a respeito do rei de Tiro e diga-lhe: Assim diz o Soberano, o Senhor: Você era o modelo da perfeição, cheio de sabedoria e de perfeita beleza.
 13  Você estava no Éden, no jardim de Deus; todas as pedras preciosas o enfeitavam: sárdio, topázio e diamante, berilo, ônix e jaspe, safira, carbúnculo e esmeralda. [*]Seus engastes e guarniçõe seram feitos de ouro; tudo foi preparado no dia em que você foi criado.
[*] A identificação precisa de algumas dessas pedras preciosas não é conhecida.
 14  Você foi ungido como um querubim guar­dião, pois para isso eu o designei. Você estava no monte santo de Deus e caminhava entre as pedras fulgurantes.
 15  Você era inculpável em seus caminhos desde o dia em que foi criado até que se achou maldade em você.
 16  Por meio do seu amplo comércio, você encheu-se de violência e pecou. Por isso eu o lancei, humilhado, para longe do monte de Deus, e o expulsei, ó querubim guardião, do meio das pedras fulgurantes.
 17  Seu coração tornou-se orgulho sopor causa da sua beleza, e você corrompeu a sua sabedoria por causa do seu esplendor. Por isso eu o atirei à terra; fiz de você um espetáculo para os reis.

Não nos esqueçamos de que essa pessoa é um homem, um filho de Deus ou anjo, um ser sobrenatural que foi criado por Iahweh e recebeu uma tarefa especial. Mas por causa do seu orgulho arrogante, ele tropeçou e caiu, tornando-se um anjo caído. O Livro de Isaías nos proporciona mais informações a respeito dos antecedentes desse ente.

12  Como você caiu dos céus, ó estrela da manhã, filho da alvorada! Como foi atirado à terra, você, que derrubava as nações!
 13  Você, que dizia no seu coração: Subirei aos céus; erguerei o meu trono acima das estrelas de Deus; eu me assentarei no monte da assembléia, no ponto mais elevado do monte santo[43].
[43] Ou alto do norte. Hebraico: zafon.
 14  Subirei mais alto que as mais altas nuvens; serei como o Altíssimo.

Observem que o nome Lúcifer significa estrela da m anhã e também que ele disse no seu coração que exaltaria o seu trono acima das “estrelas de Deus”. Isso deixa claro que a estrela da manhã, Vênus, assim foi batizada em atenção a Lúcifer (ou vice-versa). Também está claro – e examinaremos
outras passagens para esclarecer esse detalhe – que os anjos de Deus são chamados de “estrelas”, e que aparentemente recebem seus nomes em homenagem a certas estrelas e planetas. Isso se tornará importante à medida que considerarmos as relações das pirâmides e de outros monumentos antigos com os movimentos de certas estrelas e constelações. A maior proeza que o diabo já aprontou foi convencer o mundo de que ele não existe. Foi o que disse Kaiser Solsa no grande filme ‘‘Os Suspeitos”. No processo de assimilar informações relativamente ao líder dos caídos “filhos de Deus”, nós o encontramos mencionado pela primeira vez com alguns pormenores já no terceiro capítulo do Livro de Gênesis. Em nenhum outro lugar, tanto quanto ocorre aqui, esse esquivo homem-espírito encobriu seus vestígios e camuflou sua existência num labirinto de fábula e conto de fadas. Pois aqui temos a história da Queda do Homem. Mas não há referência à “maçã”, nem à “serpente”. Contudo, menciona-se uma “serpente” e a Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal. Depois de criar Adão do pó da Terra, Iahweh decretou algumas regras de procedimento.

 16  E o Senhor Deus ordenou ao homem: Coma livremente de qualquer árvore do jardim,
 17  mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente você morrerá.

Gênesis, 2: 16,17

Isso parece ser uma declaração bem definida e direta. Se você comer desta árvore específica (não há menção de maçãs), você certamente morrerá. Agora, pela primeira vez aparece a “serpente”.

Representação egípcia da serpente alada

Capítulo 3

 1  Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais selvagens que o Senhor Deus tinha feito. E ela perguntou à mulher: “Foi isto mesmo que Deus disse: “Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim”?”
 2  Respondeu a mulher à serpente: Podemos comer do fruto das árvores do jardim,
 3  mas Deus disse: “Não comam do fruto da árvore que está no meio do jardim, nem toquem nele; do contrário vocês morrerão”.
 4  Disse a serpente à mulher: Certamente não morrerão!
 5  Deus sabe que, no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês, como Deus[12], serão conhecedores do bem e do mal.
[*] Ou deuses
 6  Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar, era atraente aos olhos e, além disso, desejável para dela se obter discernimento, tomou do seu fruto, comeu-o e ­o deu a seu marido, que comeu[13] também.
[*] Ou comeu e estava com ela
 7  Os olhos dos dois se abriram, e perceberam que estavam nus; então juntaram folhas de figueira para cobrir-se.

Gustave Dore's "Adam and Eve Cast Out" http://www.fivefoldministryireland.com:

A palavra serpente corresponde à palavra hebraica nachash e exige um exame mais minucioso a fim de nos proporcionar melhor entendimento do seu significado. As figuras de linguagem são empregadas amplamente no texto do Antigo e do Novo Testamento. Uma figura de linguagem é sempre empregada para chamar a atenção e intensificar a realidade do sentido literal e a veracidade do fato relatado. De maneira que, embora as palavras utilizadas na figura de linguagem possam não ser verdadeiras ao pé da letra, são tanto mais fiéis à verdade que expressam. Nas Escrituras, por exemplo, Herodes é chamado de “raposa”, Nero de “leão”, e Judá de “filhote de leão”. Figuras de linguagem, todas essas. Assim, quando Satã é chamado de serpente, a palavra não equivale a serpente, assim como “raposa”, no caso de Herodes, também não se refere a esse animal. Quando a palavra serpente é usada, tem o objetivo de expressar a verdade com maior impacto, e tem a intenção de ser algo bem mais real do que a forma da palavra. Muitas vezes alude-se ao Messias como “Cordeiro de Deus”. Todos sabemos que é uma figura de linguagem, assim como quando Satã é chamado de serpente; não se refere a uma serpente literalmente. A palavra hebraica nachash significa sibilar, murmurar, sussurrar (como o fazem os encantadores). Também significa ser brilhante. Às vezes nachash pode ser traduzida por serpente flamejante. Na passagem anterior que citamos, vimos que Lúcifer foi um ser celestial nobre, pleno de sabedoria e beleza. Nachash é semelhantemente empregada para indicar um ser sobrenatural glorioso.

No Novo Testamento, lemos que Eva foi enganada pela serpente de quem se diz ser um “anjo (mensageiro) da luz” (2 Coríntios 11:3). Assim, em todos esses indícios, temos a palavra serpente com o significado de espírito sobrenatural glorioso, de aspecto, conhecimento e sabedoria superiores, belo e fascinante, com a habilidade de enfeitiçar e seduzir. Foi para esse anjo de resplandecente fulgor que Eva deu tanta consideração e foi com quem manteve um diálogo. Não foi com uma simples serpente. Vale a pena observar que, ao descrever a queda de Lúcifer em Isaías 14, o texto refere-se a ele como sendo um “homem”, da mesma maneira como Gabriel e Miguel também são sempre tratados.

 16  Os que olham para você admiram-se da sua situação, e a seu respeito ponderam: É esse o homem que fazia tremer a terra, abalava os reinos,
 17  fez do mundo um deserto, conquistou cidades e não deixou que os seus prisioneiros voltassem para casa?

Livro de Isaías 14:16, 1

Lemos que seu coração se exaltou por causa de sua beleza.

 17  Seu coração tornou-se orgulhoso por causa da sua beleza, e você corrompeu a sua sabedoria por causa do seu esplendor. Por isso eu o atirei à terra; fiz de você um espetáculo para os reis.

Dizem-nos que a serpente era “mais sutil que quaisquer dos animais do campo”. Sutil significa sábio ou astuto. Em hebraico, animal é chay, que significa “ser vivo”. Portanto, a serpente era mais
sábia do que qualquer outro ser vivo criado por Elohim. A idéia de Eva manter um diálogo com uma serpente é algo difícil de compreender. Mas podemos ser sensíveis ao fato de ela ficar encantada e seduzida por um ser sobrenatural que apareceu como um anjo de luz, uma personagem gloriosa cheia de esplendor e possuidora de conhecimento e sabedoria sobrenaturais. Essa é a serpente de Gênesis 3 e a figura de linguagem é empregada para dar ênfase à verdade e à realidade da situação. Digno de nota, também, é que a palavra nachash (serpente) é frequentemente traduzida por encantar, fascinar, enfeitiçar em muitas outras circunstâncias no Antigo Testamento. Muitos acreditam que a serpente de Gênesis 3 é exatamente isto: uma serpente. Eu gostaria de citar um estudo profundo sobre este tema que consta do Apêndice 19 de The Companion Bible, de autoria de E. W. Bullinger. A maioria dos especialistas bíblicos reconhece Bullinger como um dos mais respeitáveis e eruditos de todos os estudiosos da Bíblia. Ele era fluente em grego, hebraico, aramaico, latim e outras línguas e a amplitude de trabalho a que ele se dedicou no campo das Escrituras não tem paralelo. Bullinger afirma que a serpente é uma figura de linguagem que se refere a Satã. Voltando ao núcleo do encontro entre Lúcifer e Eva, notamos que o versículo seguinte, depois que o homem e a mulher partilham do fruto proibido, diz que os olhos de Adão e Eva se abriram e perceberam que estavam nus. Isso é conhecido como a “Queda do Homem”. Mais tarde, fizeram trajes de folhas de figo para esconder sua nudez. E quando ouviram os passos de Iahweh no jardim, os dois ocultaram-se. E Iahweh confronta Adão e Eva e Lúcifer. E ao denunciar suas ações, Ele profere a primeira profecia do Messias e a da futura sina da serpente. Nesse único versículo resumimos a história da queda do homem e de sua redenção, abarcando toda a história, desde os primeiros dias de Gênesis até a futura extinção e destruição da serpente nas partes posteriores do Apocalipse. Esse versículo também inclui referência à morte do futuro Messias e esboça as configurações astronômicas que dominariam a história celestial. Trata-se do versículo 15, capítulo 3 do Gênesis:

 15  Porei inimizade entre você e a mulher, entre a sua descendência e o descendente[15] dela; este lhe ferirá a cabeça, e você lhe ferirá o calcanhar.
[*] Ou a descendência. Hebraico: semente.

https://i1.wp.com/s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/ea/cf/ec/eacfec6a55e4783368f86a545d1aa87f.jpg?w=618&ssl=1Uma representação artística da serpente alada flamejante do paraíso

Esse versículo é a primeira grande promessa e profecia e é também uma figura de linguagem. A descendência da mulher, aqui, refere-se ao Messias vindouro. Falando à serpente (Lúcifer), Iahweh diz: “tu lhes ferirá o calcanhar” – isto é, por algum tempo farás mal ao Messias, o descendente da mulher, referindo-se à Crucificação. Mas, ao fim e ao cabo, o Messias “esm agaria a tua (de Lúcifer) cabeça”, o que significa que a vitória final seria
conquistada em algum tempo futuro, quando a serpente seria inteiramente destruída pelo descendente da mulher. Assim, a figura de linguagem refere-se a um ferimento de pouca importância de uma pequena parte do corpo (o calcanhar) de uma maneira superficial. Em contraste, porém, aquele mesmo calcanhar esmagaria a cabeça da serpente, a parte mais importante do ser, visto que contém o cérebro, o entendimento e o centro de controle do corpo inteiro. Portanto, a figura de linguagem mais uma vez está realçando a verdade e a realidade daquilo que é dito. A esta altura, ainda não estamos inteiramente preparados para sair à procura das implicações astronômicas dessa e de outras passagens. Mas podemos perceber que “o descendente da mulher” aqui refere-se à virgem que no futuro daria à luz o Messias. Assim, a virgem está no signo zodiacal de Virgem . Seu descendente, cujo calcanhar seria ferido pela serpente é o Messias prometido e o signo é Leão. E a serpente que feriria o calcanhar do Messias, mas cuja cabeça seria esmagada na peleja final, está representada no signo de Escorpião. Mas, ouço o leitor dizer, a história de Adão e Eva não passa de uma fábula. E que dizer do homem pré-histórico e dos dinossauros e fósseis e dos bilhões de anos da Terra? Posso assegurar que de modo algum há contradição entre o homem pré-histórico e a pré-história e os primeiros capítulos do Livro de Gênesis, mas é uma discussão que ficará para outra ocasião. Por ora, continuemos
com nosso relato sobre esse ser sobrenatural angélico tão cheio de esplendor e sabedoria e conhecimento – esse supremamente sublime e poderosíssimo ser sobrenatural entre todos já criados por Iahweh, o Deus Altíssimo. Nunca a sabedoria da serpente foi empregada de maneira mais astuciosa do que nessa ocasião propícia visando à aceitação universal da história tradicional de uma “serpente” e uma “maçã”, impedindo-nos de perceber a verdadeira identidade da sagaz e sutil serpente, Satã. A maior artimanha que o diabo já aprontou foi convencer o mundo de que ele não existe.

Fantasy art - Page 77 - Dragons  Visit http://www.tranquilwaters.uk.com/fantasyart for HUNDREDS of fantasy art images

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Sinais do fim: Rússia exibe ao mundo o Satan 2, seu novo míssil termonuclear

No meio de toda a recente tensão entre Estados Unidos e Rússia – com o …

7 Comentários

  1. Ao amigo Clinton ,como consigo uma cópia do Bullinguer?
    charles.mesquita@yahoo.com.br

  2. Estudo bom, de caráter especulativo e direto nas questões antropomórficas do assunto proposto.
    Tenho uma observação a fazer: A bíblia é rica em simbologias, metáforas e figuras de expressão, porém isso não pode ser entendido e interpretado o
    tempo todo na sua totalidade, caso o contrário nada seria o que é. No caso de Gênesis 3, o texto é bem claro sobre a serpente ser um animal, e se destacar como sendo o mais astuto(pensante) entre os animais q Deus havia criado(o homem se comunicava com os animais na forma sonora q cada um emitia(mogir, quachar, relinchar, cacarejar,rugir, cibilar…etc), por isso ele tinha autoridade sobre todos eles(Deus outorgou essa habilidade ao homem como parte do seu plano, e o homem perdeu isso após o pecado. Satanás usou a serpente para persuadir a mulher à desobedecer seu Criador, por isso é que vemos quatro personagens recebendo cada um a sua sentença. Deus sentenciou os quatro seres, devido cada um ter suas responsabilidades e entendimento sobre o seu Criador e as consequências em desobedecê-lo. Essa é minha visão baseada na transliteração do hebraico de gêneses 3. Respeito e admiro o estudo do amigo, espero pelos próximos capítulos.

  3. Daniel de Queiroz Moraes

    Boa tarde Apocalink! Que a paz de nosso Senhor Jesus Cristo seja com você! Faz tempo que acompanho suas postagens e séries. Fiquei maravilhado especialmente com a série: Como foi nos dias de Noé – O Retorno dos Nephilins. Já tinha lido G. H. Pember, G. H. Lang e estudado o assunto da conspiração illuminati. Recentemente comecei a estudar o livro do sr. Bullinguer: “O Testemunho das estrelas” Porém seus textos forma sobremodo muito abrangentes e claros. Eu os compilei em forma de livro. Ainda os estou editando… Gostaria de Autorização para imprimir para grupos de irmãos e pessoas que tem interesse pelo assunto. Não será vendido. Apenas terá o custo da encadernação simples em espiral. Tem um irmão no Senhor, que é profundo conhecedor dessa área e um grande erudito da bíblia. Ele se interessou pelo material e me pediu para saber o seu Nome pois ele faz citações de obras nas palestras e pregações que realiza. E provavelmente fará citações desta série. Mas para ter embasamento, (pois ele é muito acadêmico) ele pediu para que eu perguntasse seu nome. Você ligaria de nos dizer? Se não quiser dizer por aqui, pode ser no meu e-mail: daniel_haugios@hotmail.com
    Agradeço imensamente sua contribuição para que as obras das trevas sejam desmascaradas e só a glória do Altíssimo prevaleça!
    A paz!

  4. CLARO, AMIGO CLINTON, PODE FAZER COMO CHAR MELHOR.

  5. Gostaria Sr. Apocalink de pedir a vossa permissão e autorização para poder postar algumas noticias apocalípticas em meu canal do youtube TV NOTICIAS APOCALIPTICAS, usarei algumas noticias diarias, mas sempre dando o credito e postando a fonte de vcs…

    Aguardo a resposta neste post desde já fico grato…

  6. É apocalink, certa vez conversava com um irmão a respeito destes eventos e perguntei como os crentes identificariam os tais, e sua resposta foi simples:
    NÃO TEREMOS PROBLEMA ALGUM…SE ESTIVERMOS NO ESPIRITO.
    PORQUE O ESPIRITO SANTO TESTIFICA EM NOSSO ESPIRITO TODAS AS REVELAÇÕES DO PAI.

    Olha posso estar errado, mas acredito que o começo, meio e fim da história da humanidade está em israel, quem quiser entender busque conhecer o porque de existir esta nação, pois tudo nos leva á sua atenção, aqueles que não compreendem e questionam até mesmo a existência de Deus, se surpreenderá muitissimo ao se deparar com tamanha força e influência de israel, e como consequência também terá noção do israel espiritual, saberá o porque de nós crentes em Cristo termos tanta confiança e certeza do arrebatamento, pois se tais acontecimentos bíblicos não fossem verdadeiros e sustentados pelo próprio criador, há muito que teria se perdido nas culturas humanas e teria se tornado apenas uma fábula, mesmo que muitos judeus ainda não acreditem e reconheçam que Jesus é o messias, não podem negar a sua própria história que é fascinante e importante.

    Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *