Principal / Uncategorized / O APOCALIPSE SEGUNDO O APOCALINK: O JARDIM SECRETO – Parte 9

O APOCALIPSE SEGUNDO O APOCALINK: O JARDIM SECRETO – Parte 9

O amigo leitor do Blog e do forum Apocalink já se perguntou como seria viver num mundo sem conflitos? Não ter mais de competir no local de trabalho, sem ansiedades a res­peito de contas a pagar, violência, assassinatos, estupros. Não ter de to­lerar o mau tempo e as más notícias. Um mundo no qual ninguém tem de se preocupar com a segurança de seus filhos ou do futuro deles. Um lugar onde cada um ama a todos os outros e onde há abundância de ali­mento e vida longa. Sem mais guerras, ou fome, sem desigualdades e in­justiça. Bem, o leitor chegou ao lugar certo.
Quando o Messias voltar para estabelecer Seu reino, o mundo en­trará num período de bênçãos maravilhosas que durará mil anos. Será o Paraíso Reconquistado. A palavra hebraica de onde nos vem “Éden”, no Livro de Gênesis, significa “jardim dos deleites”. O paraíso é mencionado apenas três vezes na Bíblia e refere-se sempre a um lugar na Terra. Nada tem a ver com o Céu. Quando o Messias vier para reinar, estaremos entrando no Paraíso. Esse reino futuro será regido pelo Messias e Ele o re­gerá com justiça inequívoca.
Quando Jesus estava morrendo na Cruz, três dos quatro homens que estavam sendo crucificados ao mesmo tempo blasfemavam contra ele: “Se tu és o Filho de Deus, salva-te a ti mesmo.” Mas o quarto homem lhes disse para se calarem e assim falou a Jesus: “Lembra-te de mim quando entra­res no Teu reino” (Lucas 23:40-42). E Jesus respondeu a esse homem que estaria com ele no Paraíso. (Observe o leitor que quatro homens foram crucificados com Jesus, e não dois, mas isso é uma outra história.)
Aqueles de nós que forem salvos estarão com Jesus nesse reino do Paraíso juntamente com crentes (santos) que não sucumbiram à marca da Besta e, assim, sobreviveram à Grande Tribulação. Os crentes que fo­rem mortos pelo Anticristo durante os sete anos serão ressuscitados e reinarão com o Messias por mil anos. Ademais, santos judeus do Antigo Testamento serão ressuscitados e estarão presentes nesse reino mile­nar. Será nossa tarefa trazer a ordem de volta à Terra depois da devastação causada pelo holocausto. O Antigo Testamento nos dá mui­tas informações referentes a esse período. Por exemplo, não haverá mais guerras nesse tempo glorioso, pois os homens das suas espadas forja­rão relhas de arados e de suas lanças podões. Uma nação não levan­tará a espada contra outra nação, nem se adestrarão mais para a guerra. (Isaías 2:4)
Consideremos os bilhões de dólares que são gastos atualmente em armas e na manutenção de forças de defesa. Isso cessará, pois nesse tempo fu­turo usaremos nossas energias para cultivar alimentos para todos – uma grande abundância de alimentos:
“Eis que vêm dias”, diz o Senhor, “em que o que lavra segue logo ao que ceifa, e o que pisa as uvas, ao que lança a semente. Os mon­tes destilarão o mosto, e todos os outros se derreterão.”
Amós 9:13
Em outras palavras, haverá tanto alimento ano após ano que, en­quanto um homem ainda estiver fazendo a colheita, outro homem esta­rá se preparando para arar o campo novamente. De modo que não teremos de nos preocupar com nossa próxima refeição. Ela virá com cer­teza, de um lugar ou de outro. Não existirão mais fome e escassez de ali­mentos. Haverá uma renovação da atmosfera terrestre e do solo e dos reinos animal e vegetal. Isaías nos conta como será esse futuro “Jardim dos Deleites”:
O lobo habitará com o cordeiro, e o leopardo se deitará junto ao cabrito.
O bezerro, o leão e o animal anejo andarão juntos, e um menino os guiará.
A vaca alimentará o urso, e as suas crias juntas se deitarão, e o leão comerá capim como o boi.
O bebê brincará sobre a toca da serpente venenosa, e a criancinha enfiará a mão no ninho da serpente.
Ninguém agirá mal nem fará dano algum em todo o meu Monte Santo, porque a Terra se encherá do conhecimento do Senhor, assim como as águas enchem o mar.
Isaías 11:6-9
Parece um lugar muito aprazível! Nossa expectativa de vida será muito mais longa do que o é atualmente. Na verdade, morrer com a ida­de 100 anos será considerado morrer jovem. Entretanto, nem tudo será perfeito. Dizem-nos que Jesus reinará com um “bastão de ferro”, o que sugeriria que algumas pessoas sairão da linha de vez em quando. Con­tudo, a visão geral da situação é de uma existência abençoada de paz e prosperidade, com o Messias supervisionando tudo de sua sede de go­verno em Jerusalém. Quando ele voltar à Terra para viver e reinar du­rante mil anos, as promessas que Ele fez em sua primeira vinda serão cumpridas.
Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o Reino dos Céus.
Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados. Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a Terra. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.
Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão miseri­córdia.
Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus. Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chama­dos Filhos de Deus.
Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, por­que deles é o Reino dos Céus.
Mateus 5:3-10
Curiosamente, mais adiante nesse mesmo capítulo, Jesus faz uma afirmação instrutiva:
Com efeito, eu vos asseguro que se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, não entrareis no Reino dos Céus.
Mateus 5:20
Sempre nos disseram que quando uma pessoa morre ela vai para o céu ou para o inferno, mas isso não é verdade. Quando o Senhor voltar para levar consigo os crentes na época do Arrebatamento, aqueles de nós que estiverem vivos serão levados ao lugar chamado Céu, onde ficarão durante os sete anos da Grande Tribulação. Todos os cristãos que atravessaram o portal da morte desde o dia de Pentecostes serão ressuscita­dos e estarão lá também. Mas para nós e para o resto da humanidade, o futuro é aqui na Terra. Primeiramente, no Reino de Cristo dos mil anos, e mais tarde no Novo Céu e Nova Terra. Ele vai voltar para reinar, e nos­so futuro é estar com Ele neste planeta, mas em condições infinitamen­te melhores.
O que os olhos não viram, os ouvidos não ouviram, e o coração do homem não percebeu, isso Deus preparou para aqueles que o amam.
1 Coríntios 2:9
Durante esse período de mil anos, Satanás estará confinado e não poderá enganar as nações. Com o passar do tempo, a população cresce­rá extraordinariamente. Finalmente, ao término dos mil anos, Satanás será libertado por um breve período. Em seguida a sua soltura, Satanás corromperá grandes números daqueles que vivem na Terra e com astú­cia os levará a armar um ataque contra o povo de Deus. Temos poucas in­formações a respeito desse período, de maneira que poucos comentários podemos fazer. Contudo, não é surpreendente que depois de viver num Paraíso autêntico durante mil anos jubilosos sob a orientação do Filho de Deus, o homem possa uma vez mais rebelar-se e preferir rejeitar Deus e Seu Messias? Isso ressalta a depravação absoluta e a maldade do coração humano. Mas isso não deve nos surpreender totalmente, pois Adão e Eva viviam num mundo perfeito, e no entanto, por livre-arbítrio, resolveram desobedecer a Iahweh. Do mesmo modo, antes de sua queda, Lúcifer era o “querubim ungido” (Ezequiel 28:14) e “morava no Jardim de Deus e era perfeito” (Ezequiel 28:13), e contudo, por seu livre-arbítrio escolheu re­belar-se contra o Altíssimo. De maneira que, durante esses mil anos, as pessoas viverão num Paraíso quase perfeito, mas ainda terão livre-arbí­trio e, portanto, serão responsáveis por seus atos e decisões. Quando os seguidores de Satanás lançarem seu ataque, serão consumidos pelo fogo do Céu. E então, o diabo, que os enganou, será lançado ao lago de en­xofre ardente, onde a Besta e o Falso Profeta haviam sido lançados mil anos antes (Apocalipse 20:7-10).
Depois virão os chamados julgamentos do “Grande Trono Branco”. Todos os mortos serão julgados aqui. Aqueles cujos nomes não estiverem escritos no Livro da Vida serão lançados no lago de fogo.
Os últimos dois capítulos do Apocalipse descrevem um Novo Céu e uma Nova Terra. O próprio Deus, nosso Pai, virá morar com Jesus, Seu Filho, e conosco nesse novo Reino Eterno. Toda a história do passado é apenas um mero prefácio àquele dia no futuro quando Iahweh será reu­nido com Sua família. Ele estará com Seus filhos e filhas que escolheram amá-Lo por livre-arbítrio. Ele terá, então, o que todo pai quer: filhos com os quais compartilhar seu amor.
E vi um novo Céu e uma nova Terra, pois o primeiro Céu e a pri­meira Terra passaram, e o mar já não existe. Vi também a Cidade Santa, a Nova Jerusalém, que descia do Céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo.
Então, ouvi grande voz vinda do trono que dizia: “Eis o taberná­culo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus e Deus mesmo estará com eles. E lhes enxugará dos olhos toda lágrima. E a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram.”
Apocalipse 21:1-4
Que dia glorioso será esse! Toda dor e todas as lágrimas e todo pe­sar e sofrimento desta vida serão esquecidos quando esse futuro des­pontar.
Porque para mim tenho por certo que os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória a ser revelada em nós.
Romanos 8:18
Essa é a boa nova. Temos de aguardá-la ansiosamente. É a razão pe­la qual o Messias sofreu e morreu e ressuscitou. Para que nós pudésse­mos viver. Que prazer e alegria esperam por aqueles de nós que crêem n’Ele e aguardam Sua volta com paciência. Mas só aqueles cujo nome es­tá inscrito no Livro da Vida desfrutarão desse futuro Paraíso:
O deserto e a terra seca se alegrarão; o ermo exultará e florescerá. Co­mo o narciso, florescerá abundantemente, jubilará de alegria e exul­tará. Deu-se-lhes a glória do Líbano, o esplendor do Carmelo e de Sarom; eles verão a glória do Senhor, o esplendor do nosso Deus. Fortalecei as mãos frouxas e firmai os joelhos vacilantes. Dizei aos desalentados de coração: “Sede fortes, não temais. Eis o vosso Deus. A vingança vem, a retribuição de Deus; ele vem e vos salvará.” Então se abrirão os olhos dos cegos, e se desimpedirão os ouvidos dos surdos. Os coxos saltarão como cervos, e a língua dos mudos cantará; pois águas arrebentarão no deserto, e ribeiros, no ermo. A areia esbraseada se transformará em lagos, e a terra sedenta, em mananciais de águas. Onde outrora viviam os chacais, crescerá a erva com canas e juncos. E ali haverá bom caminho, caminho que se chamará o Caminho Santo. O imundo não passará por ele, pois será somente para o seu povo. Quem quer que por ele caminhe não errará, nem mesmo o louco. Ali não haverá leão, animal feroz não passará por ele, nem se achará nele; mas os remidos andarão por ele. Os resgatados do Senhor voltarão e virão a Sião com cân­ticos de júbilo. Alegria eterna coroará a sua cabeça; gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido.
Isaías 35:1-10
Mas como poderá, cada um de nós, ganhar acesso a esse Jardim dos Deleites e ser poupado de uma extinção horrível durante o Apocalipse? Para isso, deveremos participar da Grande Evasão.

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Sinais do fim: Rússia exibe ao mundo o Satan 2, seu novo míssil termonuclear

No meio de toda a recente tensão entre Estados Unidos e Rússia – com o …

2 Comentários

  1. Concordo com muito do que já foi dito acima; Salmo 2:6-9; Mateus 25:31-33 diz claramente que o senhor Jesus foi empossado como Rei para gonernar no meio das nações terrestres.A oração do Pai nosso ensina a orar-mos pela vinda de um Reino,além do mais,apoc 21:1-4 afirma que o tarbenáculo de Deus vem morar com os homens.O arrebatamento, certamente,irá acontecer;mas não diz que as pessoas serão levadas para o céu, e sim,para um encontro com o senhor nos áres.Não diz que o senhor jesus volta para o céu com essas pessoas, e depois de sete anos retorna a terra de novo.Nem sempre o arrebatado ou transladado conforme já houve no velho testamento,signifa ir para o céu e sim transferido de lugar para não passar por uma situação.Veja os casos de Elias e Enoque;eles foram arrebatados..mas foram para o céu? Veja ll Crônicas 21:12 Elias enviando uma carta para o rei Jeroâo depois de 12 anos; dá mesma forma,Enoque,está na galeria dos heróis da fé em Hebreus 11:5 e 13 como alguém que teve um bom testemunho mas morreu!

  2. As pessoas nos consideram loucos (crentes em Jesus) por acreditarmos em tais coisas, mas vejam que são muitas as citações bíblicas, não somente o livro da revelação para os últimos dias, mas todos os livros fazem menção a essas coisas, de forma que muitas ainda não conseguimos capturar, acho que aqui também cabe este versículo:

    Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam. Hebreus 11:6

    Quando temos luz para entender os propósitos de Deus não dá pra ser incrédulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *