Principal / NEPHILIN / SÉRIE GIGANTES NA TERRA: NEPHILINS NO ANTIGO ORIENTE [PARTE I]

SÉRIE GIGANTES NA TERRA: NEPHILINS NO ANTIGO ORIENTE [PARTE I]

INTRODUÇÃO

Caro amigo ,peço que você faça apenas uma coisa ao ler esta série: Leia com sua mente aberta. E por abri-la, quero dizer que você irá suspender por um tempo suas idéias pré-concebidas (e   quero provar a você nesta série ) que você tem sido ensinado de maneira errada na escola, por livros e revistas e pela maioria dos outros estabelecimentos de ensino e formação de opinião, acerca dos “fatos” da ciência e da história.
Ao fazer isso, você irá descobrir que você está como as pessoas que dormem no filme Matrix. Você tem vivido em um mundo de sonhos, onde as coisas não são como parecem. Você está vivendo em um lugar que tem a verdade escondida, substituida por uma série de mentiras cuidadosamente preparadas para te manter permanentemente cego, com uma única verdade ao longo do tempo.
Esta série será a sua chance de enxergar a verdade e saber o que está acontecendo nos bastidores e os muitos fatos que foram cuidadosamente escondidos do seu campo de visão. Ao lê-la com a mente aberta, você será capaz de dar o primeiro passo para enxergar o que realmente está acontecendo, e verá os monstros por trás das cenas que estão tentando te esconder  a verdade  e impedindo que os fatos sobre eles sejam revelados , bem como do passado antigo e os caminhos que se efetuarão no futuro.
Por que você deve manter a mente aberta enquanto acompanha a Série?
Porque como a maioria das pessoas ao lerem esta série, você perceberá tem sido ludibriado pelos estabelecimentos de ensino, que intencionalmente ou por acidente, se tornaram os principais fornecedores das mentiras que compõem a “linha de partida” que mantém a verdade escondida. Este condicionamento tem sido tão profundamente arraigado em quase todo ser humano educado, de modo que as respostas e opiniões são como óculos de sol espessos que nos impedem de enxergar em um quarto mal iluminado. É somente através da remoção destes óculos que se poderá ver o que é real, e ajudar no processo de encontrar a verdade.
Devido a este condicionamento e treinamento através do sistema educacional, bem como dos meios de entretenimento e comunicação em massa, este ” esconder a verdade ” tem uma ferramenta muito poderosa: a negação. E muitas vezes eles não têm que empregá-la diretamente; como ratos treinados por choques elétricos, você desvia sua atenção e nega a verdade quando ela é apresentada a você. Anos de condicionamento com o choque elétrico do desprezo e do escárnio  te ensinaram a fazer isso. Você não só irá fazer o trabalho(deles) de esconder a verdade, mas por causa de seu condicionamento, você pode até humilhar aqueles que trariam a verdade até você.
Este condicionamento foi filtrado através do sistema educacional ao longo dos séculos, de modo que os cientistas de hoje, médicos e historiadores são também vítimas dele. Todos sentem que há algo de errado acontecendo ou que irá acontecer, mas não sabem o que é. Como vou documentar nesta série, você comprovará que  quando confrontados com as verdades históricas, artefatos, ou fósseis, que eles  aprenderam e ensinaram a você  fechar sua mente para os fatos através de seus condicionamentos educacionais.
Ou mesmo que a verdade seja forte demais para ignorar, então eles podem escondê-la e tentar esquecê-la. Porque se não o fizerem, eles irão rapidamente tornar-se objeto de escárnio e zombaria de seus consortes, sendo lançados a uma rápida viagem ao mundo dos “malucos” , “aloprados” e ”alienados”, sendo eles mesmos escravos de sua própria arrogância, em um mundo que  hoje está cheio de homens semelhantes que tentaram ter uma mente aberta e registrar  os seus pensamentos segundo as  reservas quanto ao dogma das  mentiras que a eles foram  ensinadas.
Assim, a negação é a primeira ferramenta demonstrada. É a “resposta educada”,  típica , quando a um pesquisador, jornalista, ou um cientista são apresentadas evidências anômalas e conclusões que não se encaixam perfeitamente na categoria de “contenção” da história padronizada por eles, pois também as academias de ensino de hoje são compostas de indivíduos que vivem nas prisões mentais da desonestidade intelectual.


 
 
 
 
  GIGANTES…
David displays Goliath's severed head as proof of his victory
Gigantes! Motivos de muito  mitos e lendas, os gigantes vivem na área acinzentada entre o mito e a história, esvoaçando sobre a periferia das memórias humanas, como máscaras de espíritos que partiram. Assim como a serpentes do misterioso Lago Ness , os gigantes povoam os mitos e lendas dos povos de todo o mundo. No entanto, ao contrário das serpentes do mar misterioso,  avistamentos de gigantes agora são raramente relatados, e as antigas histórias de gigantes na Terra – uma vez que foi destaque na memória humana – nas escalas das grande crenças humanas, estão desaparecendo rapidamente para o reino inferior dos mitos.
No entanto, este não foi sempre o caso. Referências de destaque na Bíblia e vários outros textos religiosos e históricos de todo o mundo,  fazem menção de  de um tempo distante da  humanidade em que os  gigantes,  em um passado distante , andaram na Terra. Ao mesmo tempo a crença em gigantes era tão prevalecente como a crença nos anjos, mas agora a crença no sobrenatural e coisas incomuns, em geral, parecem que cada vez mais se tornam vítimas do ataque implacável da era moderna do racionalismo e da ciência toda-poderosa. Parece que agora cabe a estes seres sombrios se darem a conhecer mais uma vez, ou então a desaparecerem para sempre nas fileiras do mito e da lenda. Ironicamente, pode ser a ciência , este inimigo implacável do mito, a que pode ressuscitar os gigantes , cuja existência ela tinha procurado em vão apagar da memória do homem.
 
 
GIGANTES, O MITO E A HISTÓRIA
David displays Goliath's severed head as proof of his victory
 

 

 
© Julek Heller
 
 
No antigo Oriente Médio, Américas, África, Ásia e Austrália, e na Europa em particular, todos têm histórias de seres humanos anormalmente grandes e  de estaturas variadas. A partir de tribos  invulgarmente altas , homens de forte constituição física, que vão de 3  a 4 metros de altura, aos solitários titãs gigantes de  mais 6 metros de  altura, histórias de gigantes estão entre as favoritos de contadores de histórias no mundo inteiro. No entanto, enquanto alguns gigantes eram tidos como calmos e inofensivos, até mesmo benéficos, na maioria das vezes, os gigantes foram descritos como sendo possuidores de mentes perversas e apetites insaciáveis ​​- engajaram-se em atos antinaturais, chocantes até mesmo para a mente moderna. Estes filhos de Belial, ímpios, eram conhecidos por seu tamanho imenso, o apetite feroz, mentes tortuosas, comportamento agressivo, sofisticação tecnológica e, sobretudo, a habilidade na arte da guerra.
Todos juntos, esses recursos provaram ser uma combinação mortal, e os gigantes conquistaram e escravizaram todos, até os mais fortes inimigos com facilidade. Como resultado, estes gigantes perversos(ou deuses)do passado eram normalmente encontrados decidindo sobre sobre os assuntos das grandes massas de tamanho normal, os seres humanos – que hoje conhecemos como homo sapiens – mantê-los como escravos e, sussurra-se, como matéria prima para vários usos e experiências desagradáveis. Constantemente em guerra contra o homo sapiens , a quem os gigantes consideravam inferiores(comparando-os a gafanhotos) devido ao seu pequeno tamanho e disposição moderada. Os gigantes sempre viveram no fio navalha de qualquer dominação absoluta ou o extermínio total – não dando misericórdia, e por sua vez, não recebendo nenhuma.
Mas de onde vem essa misteriosa raça de gigantes? Para aqueles que acreditam na existência dessas antigas aberrações , existem várias explicações:
 

1- MEIO AMBIENTE SAUDÁVEL:

Gigantes eram uma raça de pessoas invulgarmente alta que surgiram como resultado das condições de vida saudável e boa nutrição. O Homo sapiens de hoje, por exemplo, é mais alto do que ele foi por muitas eras, se não milhares de anos, devido em grande parte a boa nutrição e melhorias dramáticas nas condições de vida em todo o mundo.
 

2CRIAÇÃO SELETIVA:

Gigantes são o resultado de cruzamentos seletivos ao longo do tempo para criar uma “classe trabalhadora” dentro da população maior. Estes maiores, as pessoas mais fortes foram destinados a serem utilizadas como guerreiros, para trabalhos pesados, e em outras posições que exigem grande tamanho e força. Esta prática tem sido empregada em várias épocas e lugares na história com este mesmo motivo. Este tamanho incomum pode ter sido complementado pelo consumo de suplementos hormonais ou esteróides, como tem sido feito nos tempos atuais.

 

3- INTERVENÇÃO DIVINA:

Gigantes são o resultado de cruzamento entre humanos e anjos caídos, com a intenção de criar uma “raça superior”. Esta raça superior, alguns acreditam que, se destinava a reinar sobre a terra e sobre o homo sapiens , eventualmente suplantando homo sapiens completamente a qual é a versão defendida pelo Apocalink.

  Embora as duas primeiras soluções sejam razoáveis ​​- elas também podem ser parte da equação – é de longe a origem mais comumente relatada dos gigantes antigos , foi a de que eles nasceram de pais divinos. Como veremos na Parte II da nossa próxima série Atlântida , muitos dos textos antigos da humanidade falam de uma época em que os seres divinos desceram à terra e, tentados pela beleza das mulheres humanas, tomaram esposas dentre elas e os filhos que eles geraram, cresceram gigantescos em estatura. Veja como Larkin & Teale explicam em sua obra clássica,  sobre este assunto popular, Giants :

”Gigantes variavam de tamanho, mas foram certamente além da classificação pelos padrões humanos, tanto em termos de tamanho e poder. Por exemplo, o Livro de Enoque relata que anjos enviados por Deus para protegerem a terra foram seduzidos pela beleza das mulheres terrestres que posteriormente deram à luz a filhos demoníacos . Mais tarde, historiadores antigos dizem-nos, que Ogue, o rei de Basã, que viveu três mil anos, escaparou do dilúvio por que a água batia neles  até os joelhos  Ele foi capaz de assar um peixe recém  pescado,apenas segurando-o diante do sol. Após a sua morte, um de seus ossos foi usado como uma ponte para cruzar um rio. A tentativa de destruir um acampamento israelita, o poderoso Ogue rasgou uma montanha de seis milhas  até sua base e olhou em direção ao acampamento. Felizmente Moisés, um espadilha com  apenas dez côvados de altura, pulou alto no ar para atacar Ogue no tornozelo com um machado de dez côvados de comprimento, assim, o feriu e, finalmente, matou seu inimigo. ”

 
 
 
 
Embora o lendário material judeu sobre o tamanho enorme de Ogue e Moisés sejam claramente influenciados pelo Midrashi( hebraico מדרש, é uma forma narrativa criada por volta do século I a.C. em Israel pelo povo judeu. Esta forma narrativa desenvolveu-se através da tradição oral (ver Talmud) até ter a sua primeira compilação apenas por volta do ano 500 d.C. no livro Midrash Rabbah.) , a Bíblia não faz mistério sobre a existência de gigantes no mundo antigo, tanto no mundo antediluviano e tambem depois. Como Moisés disse em Gênesis 6:4 :
Havia gigantes na terra naqueles dias, e também depois”.
 Gigantes têm atormentado Terra desde os tempos mais antigos, e os primeiros registros conhecidos de gigantes na Terra vêm da terra Bíblica: o antigo Oriente Próximo.
 
 GIGANTES NO ANTIGO ORIENTE

 
Map of the ancient Near East
 
 
 
 Um mapa do antigo Oriente Próximo. O antigo Oriente Médio era uma região culturalmente definidas aproximadamente centrado em torno da área entre os rios Nilo e Eufrates, atualmente definido pelos países da Grécia sobre o noroeste, o Irã (Pérsia) no, nordeste da Arábia Saudita sobre o sudeste, e do Egito na sudoeste. Referências culturais na Bíblia também se referem a terras tão ao norte como a Rússia, ao sul até a Etiópia, tanto a leste como no Afeganistão e no extremo oeste da Espanha. Imagem deStudylight.org (Mapa 6) 
 

Exceto, talvez, pelos contos de Platão sobre os titãs – os filhos de Poseidon(  gigante que fundou a antiga Atlântida), os registros mais antigos conhecidos de gigantes vêm daquela região do mundo conhecida como o antigo Oriente Próximo, geralmente considerado o berço da civilização conhecida. Do antigo Oriente Próximo como a conhecemos hoje,  abrangeu uma região que é geralmente centrada em torno da área entre os rios Nilo e Eufrates – a área que Deus havia prometido a Abraão e seus descendentes para sempre. (Gn 15:18) – e se estende como Extremo Oriente como o Afeganistão e tão longe como a Grécia.

 

 
 
 
GIGANTES NA ÉPOCA DE ADÃO

Just Adam the First Created
As primeiras referências a gigantes ocorrem nos primórdios da história da Terra, antes mesmo antes de o tempo de Adão, quando(acreditado por alguns) uma “raça pré-adâmica” andou pela Terra. Estes  eram aparentemente de estatura gigantesca , foram criados por um misterioso grupo de seres divinos que haviam descido do céu e  manipularam artificialmente os genes dos vários tipos de vida animal que Deus havia criado a fim de criar uma forma de vida humanóide, de estatura gigantesca que exibi-se características de numerosos animais. Estes seriam de uma classe de gigantes conhecida como os ” pré-adâmicos “.
RAÇA PRÉ-ADÂMICA
Como será discutido em profundidade na Parte III da nossa futura sérieAtlantis , a origem do homem não parece  ser tão clara como alguns querem acreditar. É fácil dizer que Adão foi o primeiro ser humano, criado por Deus, de quem o resto da humanidade se originou, e que isso é o fim da história. No entanto, embora não conteste que Deus criou Adão, o primeiro homo sapiens , há alguma controvérsia quanto à existência ou não ou se o homo sapiens foi na verdade o primeiro tipo de ser neste planeta. Evidências significativas da existência de uma espécie antes de Adão, de uma
 
 
Adam and Eve tempted by the serpent
 
Adão e Eva tentados pela “serpente”, normalmente caracterizado por artistas como Satanás em uma forma semi-serpentina ou repitiliana. Alguns argumentam que “a serpente” era na verdade um dos anjos caídos, ou possivelmente até mesmo um da raça pré-adâmica que os anjos caídos  teriam criado, e que “a árvore do conhecimento do bem e do mal” era realmente um simbolo de uma fita de DNA, o DNA que foi exclusivo para esta raça pré-adâmica. Esta interpretação é chamado de “Tentação e Queda” versão clássica de Miguel Ângelo sobre a queda do homem, encontrado da Capela Sistina. daImagem:(Universidade da Pensilvânia)A Tentação de Adão e Eva
 
 
“raça pré-adâmica ” existe tanto em textos religiosos e históricos e no registro fóssil . Na verdade, numerosas formas de proto-humanos foram descobertas, incluindo algumas notáveis ​​como neanderthalis homo e homo erectus , cada um mostrando uma pequena melhoria em relação à forma anterior(Como tentivas de erro e acerto ). E cada uma dessas raças de seres proto-humanos apareceu de repente no registro fóssil, quase como se tivessem sido fabricados.
Essas raças,  ou precederam ou foram contemporâneas do homo sapiens , por isso, iremos agora nos referir a ela genericamente como homo artificialis : humanidade geneticamente fabricada artificialis , porque em vez de serem criados a partir de pano inteiro como foi homo sapiens , parecem ter sido tecidos através de um processo de experimentação genética e  coladas apartir de várias espécies de diferentes  animais pré-existentes  O DNA de espécies animais existentes foi emendado com o de outras espécies por estes seres divinos, a fim de criarem uma raça de seres que possuíam as características específicas que eles desejavam. Esta intromissão com a Criação de Deus, desses seres divinos – a quem passamos a nos referir como “anjos caídos”  aparentemente criou o homo artificialis como uma espécie de “veículo” através do qual poderiam operar de forma a interagir com o mundo material. Embora estes anjos caídos tenham sido originalmente enviados à Terra apenas para vigiar a Criação(segundo a Bíblia, o Livro de Enoque e textos relacionados) , porém esses anjos cairam em desgraça, desobedecendo aos limites conferidos por Deus de “olhar, e não tocar” , e se envolveram pessoalmente . Além disso, não só se envolveram no mundo, mas eles estavam muitoenvolvidos no mundo, levando as coisas do seu próprio modo e  ordem para reformar a Criação de Deus em uma forma que mais adequada a seus desejos, criando os meios físicos através dos quais eles poderiam moldar o destino terrestre por si mesmos, ao contrário do que Deus tinha previsto inicialmente. Descendo para a Terra, os anjos caídos, liderada pelos demônios Semjaza  e Azazel, dividiram Terra entre si, uma regra que continua até hoje.

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

GIGANTES NEPHILIM DA BÍBLIA: Instituto dos EUA divulga documentos sigilosos sobre esqueletos humanos gigantes

Uma decisão da Corte Suprema dos EUA pediu que o Instituto Smithsoniano tornasse públicos documentos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *