Principal / SÉRIE O MODERNO GUIA SOBRE ANJOS E DEMÔNIOS / Série o moderno guia sobre anjos caídos e demônios: Quem são os Demônios ? (Capítulo 4)

Série o moderno guia sobre anjos caídos e demônios: Quem são os Demônios ? (Capítulo 4)

;
Agora que cobrimos o assunto sobre anjos caídos, nós estudaremos sobre os demônios. Muitas pessoas pensam que os demônios são anjos caídos, mas a Bíblia repetidamente demonstra que existem diferenças claras entre eles.
Anjos caídos são chamados de “filhos de Deus, deuses, poderes, principados, autoridades, domínios, hostes do céu”. Anjos em geral são repetidamente mostrados interagindo com as pessoas e transmitindo uma mensagem de Deus através de sonhos e visões. Eles também aparecem em uma forma corporal humana, e interagem com as pessoas desta forma, sendo vistos como tendo um corpo. Sobre anjos caídos e demônios, é claro que há uma certa maneira que devemos repreendê-los, ou seja, não pedindo a Deus para fazê-lo, devemos fazê-lo pessoalmente e em o nome Todo Poderoso de Jesus.
 
“E , chamando os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem, e para curarem toda a enfermidade e todo o mal.” Mateus 10:1
 
Devemos usar a palavra de Deus para vencê-los. E o próprio Jesus nos deu um exemplo de resistência a Satanás, um anjo caído, usando as escrituras em Mateus 4 e Lucas 4.
Por outro lado, Demônios são freqüentemente chamados de ” Impuros, espíritos maus” e são geralmente mencionados em relação a alguém que está demonizado, em que o demônio fala através daquela pessoa. Demônios não aparecem em uma forma corpórea, em si, mas em interações  onde sempre envolvem um corpo de uma pessoa ou animal através do qual eles estão trabalhando. Jesus deixou claro que os crentes receberam autoridade por Jesus para expulsar os demônios em Seu nome.
 
“Então  os setenta  retornaram com alegria, dizendo: “Senhor, até os demônios se nos submetem em teu nome … No entanto não se alegrem no fato de que os espíritos se vos submetem, mas porque seus nomes estão escritos no céu.” Lucas 10:17,20
 “E fazia isto por muitos dias. Mas Paulo, perturbado, voltou-se e disse ao espírito : Eu te ordeno em nome de Jesus Cristo que saias dela . E ele saiu na mesma hora. ” Atos 16:18
 
Já teorizei da possibilidade de que todos os anjos foram criados no primeiro dia da criação, e são chamados de o exército dos céus, e até o final do 6 ºdia a Bíblia diz que Deus terminou de criar o céu e a terra e todos os seus exércitos. No entanto, os demônios nunca são chamados de o exército do céu, um termo que sempre se refere aos anjos, por isso não posso afirmar que os demônios foram criados junto com os anjos.
 
 

A ESTRUTURA ESPIRITUAL DE JESUS

https://i1.wp.com/web.archive.org/web/20150315040445im_/http://www.wisdom-square.com/images/maybe.png?w=618&ssl=1


Para entender de onde demônios surgiram, temos que entender algumas coisas, primeiro sobre Jesus Cristo, e sobre a reprodução humana.
Jesus Cristo é o filho unigênito de Deus, e a Bíblia ensina que ele era  totalmente homem e plenamente Deus. Jesus Cristo foi concebido pelo Espírito Santo, que é Deus e Pai de Jesus,  e por Deus, o Pai, e  Jesus Cristo, enquanto o filho de Deus, é também o próprio Deus. Mas Jesus Cristo também era filho de Maria, uma mulher humana, e Jesus Cristo também era um homem humano.
Jesus Cristo era metade homem fisicamente e semi-Deus fisicamente? Deus Pai é espírito, e o Espírito Santo é espírito.
 
 “Deus [é] um Espírito: e aqueles que o adoram devem adorá-lo [ele] em espírito e em verdade.” João 4:24
“Vede as minhas mãos e meus pés, que sou eu mesmo: apalpai-me e vede, pois um  espírito  não tem  carne  e  ossos, como vedes que eu tenho. ” Lucas 24:39
 
Como Deus Pai é um espírito, Ele não tem um corpo feito de carne e ossos, porque se o tivesse,  Jesus então poderia ser meio-Deus fisicamente em seu corpo. Na verdade Jesus Cristo é a “imagem do Deus invisível“ (Cl 1:15). E assim pode-se argumentar queJesus Cristo é a única pessoa de Deus com um corpo físico em todos os tempos, não há outro!
Mas é claro que Jesus se alimentava tanto quanto qualquer outro homem em carne e osso:
 
“Portanto, visto como os filhos participam da  carne  e  sangue , também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o poder da morte, isto é, o diabo ” Hb 2:14.
 
Isso significa que Jesus tinha um corpo que era totalmente carne e sangue humano tanto quanto de  qualquer  humano normal. E a Bíblia diz que Jesus Cristo veio em carne(2 Jo 1:7) e era um homem (1 Tm 2:5). Espiritualmente Jesus Cristo era um homem , ou ele era Deus espiritualmente ?
Espiritualmente Jesus Cristo foi, é , e sempre será Deus!
Nem poderia Jesus ser considerado um ser  espiritualmente misto , tipo semi-Deus espiritualmente e metade homem espiritualmente, pois isso faria com que ele fosse menos do que totalmente Deus espiritualmente. Jesus Cristo é Deus, e veio de cima, e existe eternamente, criando todas as coisas (Jo 8:23, 8:58, Jo 1). E a Bíblia ensina que, nele, habita toda a plenitude da Divindade, mas no corpo:
“Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade”
Colossenses 2:9
 
Na verdade, acreditar que Jesus Cristo era tanto plenamente Deus e plenamente homem,   o que também é conhecido como “união hipostática”, que é uma doutrina cristã essencial, fundamental para a fé cristã. Mas é importante entender que Jesus Cristo tinha um corpo totalmente humano, como qualquer outro ser humano. Mas Jesus também foi e é plenamente Deus, para que possamos entender isto ocorre no sentido espiritual, por isso ele era sem pecado, porque Deus é sem pecado, e que espiritualmente Jesus era totalmente Deus. Jesus não era como qualquer outro homem quando ele veio do espírito, e nem era metade-homem/metade-Deusespiritualmente falando, mas seu espírito era o de Deus Ô GLÓRIA, NOSSO JESUS SEMPRE FOI DIVINO!
Isso indica que o espírito de Jesus veio da parte de Deus Pai, no que diz respeito à reprodução e à concepção virgem pelo Espírito Santo. Isso é interessante porque a Bíblia diz que Jesus Cristo é o filho unigênito de Deus, e foi “gerado” por Deus. 
 
“Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus: e todo aquele que ama ao que  gerou , ama também ao que é gerado por Ele “
 1 Jo. 5:01
 
Mas a mesma palavra para “gerado” é usada muitas vezes e está relacionada aos os homens e seus filhos descendentes:
 
Mat. 1:02  “Abraão gerou Isaac; e Isaac gerou Jacó, e Jacó gerou Judá e seus irmãos”
 
Na verdade, o Antigo Testamento está cheio de exemplos de passagens em que os pais homens são citados como que ”gerando” a seus filhos, mas não há citações  em que as mães são citadas gerando a seus filhos. 
A Bíblia, portanto, tomada no sentido literal  , ensina que as crianças são geradas apenas por seus pais homens.No caso de Jesus, espiritualmente Ele era plenamente Deus, e gerado de Deus o Pai,  pelo Espírito Santo. Ele não tem um espírito meio-humano\meio Deus, ela não tinha um espírito humano como nós,  e ao que parece o seu espírito não era uma mistura 50% de Deus, o Pai e 50%  do espírito humano de sua mãe Maria. Pelo contrário, Jesus como o Filho de Deus era Deus, e do mesmo espírito de Deus,  o Pai.
 
 

A ESTRUTURA ESPIRITUAL DO HOMEM

https://i1.wp.com/web.archive.org/web/20150315040445im_/http://www.wisdom-square.com/images/maybe.png?w=618&ssl=1


 
O que a Bíblia realmente ensina sobre o lado espiritual da reprodução humana?
 
Vamos voltar ao início, quando Deus criou Adão,
 
“E  formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.Gênesis 2:7 “
 
Uma vez que o corpo de Adão recebeu o “sôpro de vida”, então ele se tornou uma alma vivente. Então, aparentemente, um corpo, que então tem o “sopro da vida” acrescentado a ele, resulta em uma nova alma viva. A palavra aqui para “alma” é esclarecido no Novo Testamento,
 
 “Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante.1 Coríntios 15:45
 
A palavra aqui para “alma” é “psique” e significa “vida”. Ela também é usada em:
 
 
Matt 10:28 “E não temais os que matam o corpo, mas não são capazes de matar a alma:. Temei antes aquele que é capaz de destruir a alma e o corpo no inferno”
 
Mas há uma palavra diferente que é usada em 1 Coríntios 15 para “espírito”, e que é “pneuma”.
Este é o “respirar da vida” em Gn 2:7, que é o “espírito” que dá vida.
 
“O Espírito de Deus me fez, e ao sopro do Todo-Poderoso me deu vida . ” Jó 33:4
“Que, enquanto em mim houver alento, e o sopro de Deus nas minhas narinas,Jó 27:3″
 
“E disse o Senhor, Meu Espírito (ruach) não permanecerá para sempre com o homem, por que ele também [é] carne:. Porém os seus dias serão cento e vinte anos” Gen 06:03
 
O espírito da vida do homem foi dado por Deus a Adão em Gênesis 2:7, e é o espírito do homem. Sem Deus,  o espírito do homem,  não tem mais vida, o homem morre. Mas, enquanto Deus dá o espírito ao homem, o homem vive. O ponto é que enquanto um homem estando vivo está ligado a ele, tem o espírito, o “sopro de vida” , dado pelo Senhor, como quando Deus soprou em Adão. Jó diz que o sopro do Todo-Poderoso lhe dera vida, mas ainda há um único momento em que Deus registra, em que deu vida a um homem, e foi  quando fez Adão. A Bíblia registra que Deus fez isso apenas uma vez, e foi com Adão. No entanto, Jó fala  que ele também recebeu o sôpro do Todo-Poderoso. Como tal não faria sentido que de alguma forma o “sôpro de vida” seja herdado e transmitido, a não ser através da reprodução, e  passe de Adão através de seus filhos para todas as gerações . Como pode o “sôpro de vida” ou espírito passar para outros através da reprodução? A Bíblia diz que o que faz com que a vida , que dá vida ao corpo, está no sangue,
 
”Porque a vida da carne está no sangue; pelo que vô-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pelas vossas almas; porquanto é o sangue que fará expiação pela alma. ”Levítico 17:11
 
E nós sabemos que o que faz com que a vida seja o “sopro de vida” ou “espírito”. E assim o “espírito” ou “sopro de vida” deve estar no sangue. Como tal, há uma conexão que a Bíblia faz entre o “sopro de vida” ou “espírito” e do sangue do corpo físico. Entende-se que uma criança é formado a partir de uma contribuição corporal a partir de ambos os pais no processo de reprodução. Talvez o “sôpro de vida” esteja ligado a contribuição do pai na reprodução.
Deus especifica que as pessoas se reproduzem através da multiplicação, dizendo:
 
“Sêde fecundos e multiplicaivos” (Gen 1:28).
 
O que é a multiplicação? Deus realmente demonstrou o processo da multiplicação para nós, pela forma como Deus fez Eva apartir de um pequeno pedaço de carne, uma costela, tirada de Adão (A nervura em si contém sangue na medula, e a vida do corpo está no sangue.)
 
“E o Senhor Deus fez cair pesado sono sobre Adão, e este adormeceu: e tomou uma das suas costelas, e fechou a carne em seu lugar; E da costela que o SENHOR Deus tomara ao homem, ele fez uma mulher, e trouxe ao homem. ”  Gen 2:21-22
 
Não está registrado que Deus soprou o espírito, o sopro da vida em Eva para que ela se tornasse uma alma viva. Também não esta registrado na Bíblia que Deus repetiu  este processo com Caim, Abel, Set, ou qualquer de seus filhos. Deus soprou o espírito de vida em Adão, que se tornou uma alma vivente, e Deus registrou  isso apenas uma vez somente, com Adão. Em seguida, Adão tinha um espírito e uma alma e estava vivo. Obviamente os filhos de Eva e Adão estavam vivos e tinham almas vivas também, ainda que nenhum registro fosse feito que Deus tenha soprado o sopro da vida neles como fez com Adão. Tudo isso indica que Deus colocou o sôpro da vida, um espírito, em Adão, ede alguma forma esse espírito foi multiplicado para todas as outras pessoas descendentes de Adão.
 
Seja por uma costela de Adão, no caso de Eva, ou através da reprodução de seus filhos, o processo que a Bíblia chama de “multiplicação”, parece que foi  passado a todas as pessoas ​​através do sopro da vida em Adão.
Portanto, faz sentido que, quando Deus fez Eva, Ele não só multiplicou seu corpo através do corpo de Adão, mas que também Deus multiplicou o seu espírito que veio ou saiu através do espírito de Adão. Como uma semente que nasce e se multiplica. E então ela se tornou uma alma vivente individual, bem, como ela tinha um corpo e espírito (o sopro da vida) que está localizado no sangue. E tudo isso ocorreu através do processo de “multiplicação”, uma lei da natureza estabelecida por Deus.
 
Como tal, Eva foi multiplicada de Adão, em corpo e espírito, e então se tornou uma alma vivente. Deus fez isso com Eva , mas apartir desse ponto em diante este mesmo processo aconteceria com Adão e Eva através da multiplicação dos filhos, através do processo natural que Deus colocou no lugar do processo inicial feito em Adão
 
”Isto significa que durante a reprodução, o novo espírito, ou sôpro de vida que cada criança tem, seria multiplicado e cresceria de uma pequena semente do espíritoou “sopro de vida” da geração anterior.”
Isso não nega que que Deus faz  cada pessoa no ventre (Is 44:2,24), mas o ponto é que os materiais de construção, uma semente, já estão no lugar de  para a construção , não apenas em relação à multiplicação de um novo corpo, mas a multiplicação de um novo espírito também. Não são herdadas somente características físicas somatórias de pai e mãe, mas a formação da alma e espírito também são herdados de ambos. Todas as crianças são multiplicadas a partir do que já existe no pai ou mãe.
Sendo assim,a criança herda características do corpo e da alma(mente, emoções, vontade) da mãe , isto é óbvio, as crianças olham como suas mães, têm traços psicológicos como suas mães, a inteligência de sua mãe, etc . E assim sabemos que o corpo e a alma da mãe contribuem para o corpo e a alma (mente / vontade/ emoções) da criança. Tanto a mãe quanto o pai , com sua alma e corpo contribuem no processo de multiplicação para formar uma criança, assim  é óbvio que a criança se pareça com ambos os pais. Cada um contribui com um número igual de cromossomos, para combinar na sua concepção, para o corpo físico, e o mesmo tipo de coisa faria sentido da alma (mente / vontade / emoções) também.
 
Mas isso é divisão de 50% de cada , e no caso do espírito da criança, o sopro da vida, que realmente dá vida ao filho e faz a criança tornar-se uma alma vivente? Se tudo no processo reprodutivo é uma divisão 50/50 entre a mãe e o pai, então por que a Bíblia universalmente diz que o pai gerou as crianças? Muitas pessoas afirmam que o espírito de uma criança é depositada por Deus no momento da concepção,  Deus manda do céu a adição de um espírito novo no indivíduo dentro da criança. Mas Deus diz que eles se reproduzem por “multiplicação”. Se o espírito de uma criança foi adicionado por Deus, ou é 50% da mãe 50% e do pai, junto com o corpo da criança ou alma sendo 50/50 da mãe e do pai, em seguida, ao que parece contra-intuitivo ao que a Bíblia sempre fala sobre  homens gerarem os filhos. De fato,  pois é apenas no corpo da mãe é que cresce e se desenvolve o corpo da criança durante a gravidez, então faria mais sentido dizer que elas geraram os filhos. No entanto, a Bíblia cita  sempre o pai gerando o filho, assim como cita Deus, o Pai que gerando a Jesus Cristo. Como o espírito da criança, o sôpro da vida, é o que faz a criança estar viva e tonar-se uma alma vivente, então isto é essencial para a criança estar viva. Se a parte da contribuição paterna(Os 50%) é dar  o espírito que dá vida ao filho, isso poderia explicar porque a Bíblia cita que uma criança foi gerada apenas por seu pai. E este ingrediente é essencial para  dar um equilíbrio com a maior contribuição da mãe na gravidez. Só a mãe pode passar por uma gravidez, talvez da mesma forma, apenas o pai possa dar o espírito, o sopro da vida, e isso é o que talvez signifique que o pai gerou o filho. Há mais na Bíblia que parece apontar essa idéia :
 
 “Porque o homem não provém da mulher, mas a mulher do homem. Porque também o homem não foi criado por causa da mulher, mas a mulher por causa do homem…Todavia, nem o homem é sem a mulher, nem a mulher sem o homem, no Senhor. Porque, como a mulher provém do homem, assim também o homem provém da mulher, mas tudo vem de Deus.”1 Coríntios 11:8-12
 
A Bíblia diz que as crianças vieram através de Eva, como uma “passagem”. A palavra  “dia” significa “um movimento através de”. A distinção é feita claramente que, enquanto Eva veio de “fora ” de Adão, mas que seus filhos “passaram por” ela. E assim também, enquanto filhos e filhas “saem” de seus pais, todas as crianças têm vindo “da”  sua mãe, e não “fora de” . Não pode ser o nascimento físico de que se fala aqui, como, obviamente, vêm os bebês de suas mães. Não poderia ser a multiplicação do corpo que está sendo referenciado aqui, como nós sabemos que o corpo da criança é multiplicado a partir de ambos os pais igualmente. Pelo contrário, essa diferença deve fazer referência indicando a multiplicação espiritual. Aplicando isto a Eva, isso significa que seus filhos vieram através dela, mas apenas de “fora ” de Adão. Deve ser o espírito que está referenciado aqui, o sopro da vida, um ingrediente essencial, que quando adicionado ao corpo faz com que uma criança a tornar-se uma alma viva . Isso é indicativo de que o espírito de uma criança (masculino ou feminino) vem somente do pai de uma criança, e é multiplicado somente dele . Mas por outro lado, o corpo e a alma de uma criança claramente têm traços de ambos os pais da criança. Se gerar significa dar a vida, e o espírito é o sopro da vida, então faz sentido que o espírito venha apenas do pai da criança, porque a Bíblia diz que só os pais têm filhos(concepção espiritual)
E no esquema maior das coisas, se apenas o pai  foi a fonte de multiplicação para o espírito de uma criança, isso seria para equilibrar a maior contribuição da mãe na “multiplicação” do corpo da criança durante a gravidez.
Há mais na Bíblia para confirmar esta idéia. De acordo com isto, a Bíblia confirma que foi por Adão sozinho (não Eva) que passou o estado pecaminoso / morte espiritual para toda a humanidade.
“Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, e assim a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram para até a lei havia pecado no mundo, Porque até à lei estava o pecado no mundo, mas o pecado não é imputado, não havendo lei. No entanto a morte reinou desde Adão até Moisés, mesmo sobre aqueles que não pecaram à semelhança da transgressão de Adão, que é um tipo daquele que estava por vir. Mas o dom gratuito não é como a transgressão. Porque, se  pela ofensa de um morreram muitos , muito mais a graça de Deus e o dom pela graça de um só homem, Jesus Cristo, foram abundantes sobre muitos. O dom não é como o que veio por um só que pecou, ​​pois por um lado o julgamento derivou de uma só ofensa para condenação, mas por outro lado, a graça transcorre de muitas ofensas para justificação. Porque, se  pela ofensa de um só, a morte reinou por esse , muito mais aqueles que recebem a abundância da graça e o dom da justiça reinarão na vida por um só, Jesus Cristo. Portanto, assim como através de uma transgressão que resultou a condenação para todos os homens, mesmo assim através de um ato de justiça resultou há justificação de vida a todos os homens. Porque, como  pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores , assim pela obediência de um muitos serão feitos justificados. A Lei veio de modo que a transgressão iria aumentar, mas onde o pecado aumentou, a graça abundou ainda mais, de modo que, como o pecado reinou na morte, também a graça reinaria pela justiça para a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor “.  Rm 5 :12-21 (NASB)
 
“Porque, assim como por um homem veio a morte, por um homem veio também a ressurreição dos mortos. Para  como em Adão todos morrem, assim em Cristo todos serão vivificados. E assim está escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito alma vivente;. O último Adão em espírito vivificante ” 1 Coríntios 15:21-22, 45
 
Parece que a mudança espiritual ocorreu quando Adão comeu do fruto, quando seus olhos se abriram, e o seu espírito tornou-se em um estado morto / pecador, passou somente dele a toda a humanidade. A Bíblia deixa claro que esse estado espiritual veio de Adão . Isso faria mais sentido se todos os seus filhos fossem multiplicados exclusivamente apartir de seu próprio espírito. Parece que após ele comer da árvore, o seu espírito ganhou essas qualidades de um estado de  morto / pecador, e todos os espíritos multiplicaram-se de seu original e herdam essa estado morto\pecador também. Estas passagens Adâmicas são um paralelo bem próximo ao efeito da graça de Jesus . É verdade que através de Jesus Cristo, singularmente, todos os cristãos tornam-se espiritualmente renascidos para a vida. Isso corresponde mais de perto com o conceito de que através de Adão, singularmente, todas as pessoas nasceram espiritualmente para a morte. Do mesmo modo que em Adão todos morrem, espiritualmente, todos são vivificados espiritualmente por Jesus Cristo, através de um novo nascimento pelo Espírito Santo.
 
E assim há vários pontos conclusivos que a Bíblia parece dar a entender sobre como os humanos se reproduzem por multiplicação, que se alinham com o que conhecemos sobre as caracteristicas do nascimento corpóreo de Jesus Cristo. Se multiplicação humana foi criada por Deus para que o espírito da mãe não fosse multiplicado para a criança em qualquer parte, então isso poderia permitir que Jesus Cristo fosse plenamente Deus espiritualmente, Seu espírito foi gerado exclusivamente por Deus Pai, não tendo nada de Maria! Alguns ensinamentos parecem argumentar que como Jesus era plenamente Deus e plenamente homem , isto seja um mistério inexplicável. Mas este ensinamento que colocamos aqui permitiria a Jesus Cristo ser plenamente Deus espiritualmente sem que nada tenha acontecido na reprodução que violasse a forma como Deus estabeleceu multiplicação humana , no começo. 
 
”Este ensinamento faz com que a plena natureza espiritual de Deus em Jesus Cristo seja totalmente consistente com o processo de reprodução através do processo de multiplicação espiritual que Deus estabeleceu originalmente.”
 
Se todas as pessoas recebem o seu espírito multiplicado exclusivamente do espírito de seu pai, então a estrutura espiritual de Jesus Cristo sendo plenamente Deus é explicado sem contradição, obedecendo a lei estabelecida em Adão, que se originou de Deus, pois Jesus se originou de Deus. Mas se o espírito da mãe também é multiplicado,   combinando assim para desenvolver o espírito da criança, então podemos argumentar que isto esta em desacordo com Jesus sendo considerado plenamente Deus espiritualmente. Ele não era metade homem espiritualmente, mas plenamente Deus espiritualmente. Jesus certamente não é metade homem e metade-Deus ( espiritualmente), com uma contribuição de sua mãe Maria afetando sua plenitude espiritual de Deus, mas sim Jesus Cristo era totalmente Deus. Isto se alinha com o espírito da criança vindo unicamente do espírito do pai.
Ao mesmo tempo, Jesus era plenamente homem em seu corpo, recebendo tanto de sua mãe … e, paradoxalmente, de si mesmo … porque Ele é a imagem do Deus invisível.
 
“Quem é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda criatura” (Cl 1:15).
 
A contribuição 50/50 do corpo de Jesus da parte de Deus Pai e de Maria, só pode ser compreendido porque Jesus Cristo é eterno, e sempre foi assim … Seu plano corporal paterno veio de Si mesmo. Isto não significa, em que Jesus era seu próprio pai, como isso iria contradizer que Deus é Pai, e eu não estou afirmando o contrário, nem suja a doutrina da Divindade ou da Trindade. Mas o que eu quero dizer é encontrado na verdade que Jesus falou,
“Antes que Abraão existisse, Eu Sou”,  que Jesus Cristo eternamente sempre foi, é sempre será Deus, e  Ele fez(Criou) o tempo em si, um paradoxo que só é resolvido por um Jesus Cristo eternamente existente. Col 1:15 também significa que todos foram feitos à imagem de Deus, o que significa que todos foram feitos à imagem de Jesus Cristo, desde o início. Ele sempre foi e será Deus.
 
Quando o corpo de uma criança vem, é multiplicado a partir da mãe e do pai, como visto em Adão e Eva. E o corpo é cultivado unicamente pela mãe durante a gravidez. Mas ao mesmo tempo o espírito, o sôpro da vida da criança, é multiplicado vindo apenas do espírito do pai da criança. Esta parece ser a definição de “procriação”. E o espírito da criança, portanto, herda as qualidades do espírito do pai, como a  natureza pecaminosa e a morte espiritual que passou de Adão a todos os seus descentes.
E assim parece que a Bíblia ensina que a multiplicação do corpo da criança será a metade da mãe e metade do pai, mas que o espírito da criança virá exclusivamente do pai da criança ,que é quem dá a respiração, o sôpro da vida, o que torna a criança  uma nova  alma viva.
 
 

A ESTRUTURA ESPIRITUAL DOS DEMÔNIOS

https://i1.wp.com/web.archive.org/web/20150315040445im_/http://www.wisdom-square.com/images/maybe.png?w=618&ssl=1


Entendendo que este seja o caso, há um relato na Bíblia que se destaca, em relação de onde vieram os demônios . Ele se destaca porque a compreensão dessa multiplicação sobre o ser humano que explicamos anteriormente,  requer algumas estranhas implicações.
Voltando à primeira onda de anjos caídos, os “filhos de Deus”, mensageiros do tipo anjos que pareciam homens:
 
“E Quando os homens começaram a multiplicar-se na terra e lhes nasceram filhas,os filhos de Deus viram que as filhas dos homens eram bonitas e escolheram para si aquelas que lhes agradaram. Então disse o Senhor: “Por causa da perversidade do homem, meu Espírito não contenderá com ele para sempre; e ele só viverá cento e vinte anos”. Naqueles dias havia nefilins na terra, e também posteriormente, quando os filhos de Deus possuíram as filhas dos homens e elas lhes deram filhos. Eles foram os heróis do passado, homens famosos.”Gênesis 6:1-4
 
Aqui os “filhos de Deus” tiveram filhos com mulheres humanas. Com base no que nós já estudamos, isso tem algumas implicações interessantes. Estes “filhos de Deus” eram do tipo anjos mensageiros, que universalmente, estão descritos como tendo aparência dos homens humanos. Aparentemente, eles foram capazes de reproduzir, por ter uma forma corporal dos homens humanos. Outra coisa que sabemos sobre os anjos é que eles são espíritos imortais. Seus filhos são descritos como tendo sido valentes e gigantes (Nephilim, em hebraico). Eles são descritos como homens, e assim eles pareciam humanos, mas eram gigantes. O que aconteceria se um anjo de aparência humana do sexo masculino tivesse filhos com uma mulher humana? Se este fosse o caso, então o resultado como aqui descrito, seriam homens gigantes. Entender o que nós aprendemos sobre a multiplicação, então faria sentido que o espírito nessas crias tivesse vindo apenas de seus pais, esses anjos pecaminosos. Mas os anjos são espíritos imortais. Usando Adão como um exemplo dos inerentes traços espirituais passando unicamente do pai para a criança, não faria sentido que a descendência desses anjos também tivessem espíritos imortais, e tinham um tipo de espírito, vindo apenas de seus pais que eram anjos.
 
Por outro lado, seus corpos eram uma combinação de suas mães e pais humanos, os anjos com aparência humana! Inacreditável não? Aparentemente, esses anjos mensageiros que pareciam humanos tinham corpos espirituais, mas quando  tomaram uma forma física, seus corpos possuíam DNA e cromossomos que eram quase idênticos às dos seres humanos. De acordo com a ciência da genética, o DNA e cromossomos contribuem juntos, dos 2 pais, tem que coincidir  estreitamente para serem capazes de combinarem. Assim, qualquer que seja o seu DNA e cromossomos destes anjos caídos contribuíram, porque seriam  praticamente idênticos à de um homem humano, o que faz todo o sentido, como DNA humano é o modelo utilizado para dar forma ao corpo humano por dentro e por fora. DNA cromossômico e a função de informação como um modelo para o corpo. Pequenas diferenças podem fazer grandes mudanças, que tornam 2 criaturas incapazes de terem filhos. Por exemplo, o DNA de um chimpanzé é estimado em cerca de 95% semelhante à de um ser humano, e os chimpanzés têm 24 pares de cromossomas, enquanto os seres humanos têm 23. As diferenças são apenas uma questão em números de  cromossomos e 5% de DNA. No entanto, os corpos de humanos e de chimpanzés são muito diferentes, e eles são impossíveis de se misturarem. E assim o conhecimento da ciência indica que o número de cromossomos pares desses anjos com aparência humana do sexo masculino tinham, provavelmente, também 23, e que o seu DNA era provável 99,9% ou mais semelhante aos dos seres humanos que vivem atualmente. Na verdade, em Gênesis na história de Abraão, a Bíblia chama de anjos mensageiros que pareciam homens, e comiam como homens, “homens” em um verso, e mesmo “anjos” em outro verso. Parece que enquanto anjos mensageiros estão em uma forma física corporal ”masculina” podem às vezes ser como os “homens” em seus corpos, mesmo a um baixo  nível de DNA e de cromossomos. (Gn 18:22, 19:1). O corpo humano é mortal, e morre, enquanto o espírito humano é eterno. Será que esses filhos de anjos triam a imortalidade corporal? Deus parece falar diretamente com esses anjos humanos e suas esposas, e dizendo-lhes:
 
“Meu espírito não permanecerá para sempre com o homem, por que ele também [é] carne: porém os seus dias serão cento e vinte anos”. 

E assim, a Bíblia indica que estes descendentes gigantes não receberam a imortalidade física em seus corpos, mas vez disso  seu corpo seria mortal. Não só isso, mas que estas crianças só viveriam até a idade de 120 anos. Esta foi uma queda drástica na expectativa de vida, porque muitas pessoas foram registradas na Bíblia como vivendo cerca de 850 anos em média. O verso do pronunciamento de Deus encurtando a duração da vida é colocado entre os versos descrevem esses anjos  tomando esposas e o verso que fala de seus filhos gigantes. Como tal, parece claro que Deus estava falando principalmente para estes pais sobre seus filhos.  Mas também tinha um significado secundário profético.

As crianças gigantes (Nephilim)parecem ter herdado um par de anormalidades de seus pais anjos, com novas e peculiares características físicas. O primeiro traço foi um reduzido tempo de vida de apenas 120 anos, e o segundo foi o gigantismo em seus corpos. O Gigantismo é causado por um tumor cerebral em seres humanos , essencialmente, ele é causado pelo cancro. Parece óbvio que a herança genética física de seus pais humanos com aparência de anjo era falha e imperfeita. Ou talvez uma mutação genética que bombou os corpos nefilímicos. No entanto corporalmente eles eram humanos, porque são chamados  de ” homens“.
 
Claro, o pronunciamento de Deus é geralmente tomado para ser aplicado a toda a humanidade como uma profecia, pois após este tempo, está registrado que a duração de vida foi encurtada para 120 anos. Mas o que parece ter acontecido aqui liga os pontos, é que esses filhos nefilins foram os primeiros a viverem apenas 120 anos, e então isso se espalhou para o resto da humanidade.
 

Como poderia ser esse o caso? Parece que estes gigantes (Nephilim), essencialmente, que tinham corpos humanos, apesar de sua genética estar deteriorada com imperfeições, causando o câncer e um reduzido tempo de vida. No entanto, eles são chamados de ” homens “e tinham corpos humanos.  

Jesus Cristo é talvez o único exemplo semelhante que temos na Bíblia de alguém que teve uma mãe humana e um pai não humano

Como Jesus Cristo é o único exemplo bíblico que temos de algo semelhante, Ele é o exemplo bíblico, que devemos usar. Jesus Cristo era totalmente Deus espiritualmente, mas seu corpo era plenamente humano. E também parece o mesmo resultado aconteceu no caso destes gigantes (Nephilim), que eram sementes de anjos caídos em espírito, mas que tinham corpos totalmente humanos, ainda que eles contivessem anomamalias ou deterioração genética.Seus pais tinham espírito de anjo, e órgãos de anjo, e suas mães tinham espíritos humanos e corpos humanos. Mas eles pareciam ter o espírito de seus pais, mas os corpos mortais como suas mães. E este parece ser o mesmo padrão que houve com Jesus, que tinha o mesmo espírito que o seu Deus Pai, mas um corpo humano frágil como sua mãe Maria, e era um ” homem “.

Em se tendo o espírito de seus pais (embora não os seus corpos), seria lógico que estes gigantes (Nephilim) tenham espíritos imortais. Se os seus corpos  físicos mortais morriam depois de 120 anos, é lógico que seus espírito era  imortal e continuavam vivendo sem um corpo. Está escrito na Bíblia que os demônios são espíritos malignos que parecem estar à procura de corpos para habitarem. E assim a origem mais provável dos demônios na Bíblia é que eles são espíritos imortais desses gigantes mortos (Nephilim). Estes são os espíritos demoníacos que agora vagam sobre a terra, soltos de seus corpos.
 
Se esta prole de gigantes(Nephilim) tiveram corpos humanos, então é lógico que eles também poderiam se reproduzir com mulheres humanas. Na verdade, eles teriam uma combinação física mais compatível com mulheres humanas do que seus próprios pais. E nada nestes versículos indica que estes gigantes (Nephilim) eram estéreis. Ao contrário, eles são chamados de  “poderosos homens de outrora, os homens de renome”e que eles aparentemente eram homens famosos, que não tinham nenhum problema em conseguirem esposas. Sem uma exceção expressa, estes ” homens ” geralmente eram capazes de se reproduzirem.
 
Se estes gigantes (Nephilim) tomaram esposas e tiveram filhos, o mesmo padrão de herança espiritual também deveria ter ocorrido. Eles teriam tido filhos com corpos humanos, mas como seus pais, os espíritos dos filhos também teriam sido como dos anjos caídos, e imortal. E que seus filhos  se tornaram demônios,  após a morte de seus corpos mortais. Há toda uma razão para pensar o que pensei que essas crianças poderiam ser masculinas ou femininas. Isto significaria que os demônios de hoje podem ser  ao mesmo tempo os tinham corpos masculinos ou femininos.
 
Isto também significa que um homem humano poderia ter filhos gerados com a filha de um gigante (Nephilim). Se isso tivesse acontecido, os filhos de tal união teriam espíritos humanos de seu pai, e também corpos humanos. No entanto, seus corpos teriam herdado as características de deterioração genética de sua mãe, levando a uma vida útil encurtada pelo câncer e gigantismo. E, desta forma continuada, toda a humanidade veio a ter  o tempo de vida encurtado, e para estar em risco de gigantismo, e do cancro, que é a causa de gigantismo. Gigantismo parece ser uma característica recessiva mais rara, enquanto um curto tempo de vida útil  parece ter sido mais dominante. Isto significa que pessoas humanas , eventualmente, poderiam ter tido um ancestral materno que era filha de um Nephilim, mas eles mesmos não seriam gigantes, mesmo que eles não tivessem uma curta vida útil .
 
Se essa teoria estiver correta sobre a herança espiritual e as obras do patrimônio físico, em seguida, vemos porque que todos nós vivemos apenas 120 anos hoje, no máximo, e que as pessoas ainda sofrem de gigantismo hoje, e muitos outros tipos de câncer, podemos muito bem concluir que esta miscigenação foi precisamente o que aconteceu. E assim foi o mundo antes do dilúvio.
Também deve ser notado que tudo isso começou a ocorrer “quando os homens começaram a se multiplicar sobre a face da terra, e  nasceram-lhes filhas”   tão cedo,  as filhas de Adão. “Havia gigantes na terra, naqueles dias, e também depois … “ significa que não eram gigantes (Nephilim) nascendo  imediatamente, da época de Adão até aos dias de Noé. Esta miscigenação teve muito tempo para ter um efeito cumulativo e tornar-se generalizada, já que este é um período de pelo menos 1650 anos (hebraico) aos 2200 anos(LXX) diante de Deus, quando enviou o dilúvio mundial.
Por que Deus enviou o dilúvio? A Bíblia especifica no verso seguinte, que:
 
”E Deus viu que a maldade do homem [foi] grande na terra, e [que] toda a imaginação dos pensamentos de seu coração [era] continuamente mal. Então arrependeu-se o SENHOR de haver feito o homem sobre a terra, e pesou-lhe em seu coração. E disse o SENHOR: Destruirei o homem que criei de sobre a face da terra, o homem e o animal, os répteis e as aves do céu, pois me arrependo de os haver feito. ” Gen 6 :5-7
 
Estes gigantes (Nephilim) foram chamados de “homens”em Gênesis 6:4. Deus estava tão triste por causa da maldade dos homens,  referindo-se a gigantes (Nephilim), bem como Deus decidiu destruir a humanidade. Sabemos hoje que os demônios são espíritos maus, e que oprimem as pessoas com muitas coisas negativas. Eles eram maus. Foi por causa da maldade dos homens, gigantes (Nephilim) ou não (apesar de serem incluídos nesta contabilidade), que Deus escolheu  destruir o mundo. Devemos notar que a maldade de todos os homens foi a razão para o dilúvio.
 
Se miscigenação aconteceu como descrito acima, ela pode ter a ver com o porquê de Deus ter poupado Noé. Isso remete à profecia de Ezequiel 31, que descreve uma árvore gigante tão alta, e com tantos galhos mais altos, e ramos, que superou todo o resto. Estes gigantes (Nephilim) são chamados de “homens” pela Bíblia, e  que seus filhos eram todos “homens”também. Seus corpos teriam sido humanos, e assim Deus os considerava humanos. Mas se você fosse  tirar uma foto instantânea dos espíritos de todas as pessoas que pareciam com humanos na Terra naquela época, e olhasse para eles, o que você veria? Pode ser que a grande maioria da população tivesse espíritos imortais originalmente gerados desses anjos que geraram os gigantes (Nephilim), enquanto apenas uma pequena minoria de pessoas que tiveram os espíritos mortais humanos que foram originalmente geradas  por Adão. Aqueles com espíritos imortais não iria parar na morte, mas se tornariam o que conhecemos hoje como demônios. Olhando para o simbolismo de Ezequiel 31, parece possível que a humanidade estava espiritualmente tornando-se uma espécie em extinção, embora não fisicamente. Fisicamente havia muitos que tinham corpos humanos, todos tinham um corpo humano, mas espiritualmente apenas alguns tinham espírito humano gerado originalmente de Adão !
 
“Mas Noé encontrou graça aos olhos do Senhor. Estas [são] as gerações de Noé. Noé era um homem justo [e] perfeito em suas gerações , [e] Noé andava com Deus “. Gen 6:8-9
 
Noé teve uma linhagem perfeita que remonta a Adão, como está registrado em Gênesis. Parte da razão pela qual Noé achou graça aos olhos do Senhor, foi porque ele era um homem justo. Mas o outro motivo que Noé achou graça diante de Deus foi porque o seu espírito era humano, e remonta até Adão. Para sabermos o quanto da humanidade ”pura” foi deixado no mundo na época de Noé. Deus disse que “toda carne” havia corrompido o seu caminho, e  havia violência causada  por eles.
 
“E viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda a carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra. E Deus disse a Noé: O fim de toda carne é chegado perante mim, pois a terra está cheia da violência dos homens, e eis que os farei perecer juntamente com a terra … E eis que eu, eu mesmo, trarei um dilúvio de águas sobre a terra, para destruir toda a carne, em que há o fôlego de vida debaixo dos céus;. [e] cada coisa que há na terra morrerá ” Gen 6:12-13,17
 
E assim Deus enviou um dilúvio mundial, que destruiu todas as pessoas exceto Noé e sua família.
 
“Os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava nos dias de Noé, enquanto a arca era uma preparada, na qual poucos, isto é,  oito  almas  se salvaram pela água ” 1 Pe 3:20
 
Podemos saber que Noé era “perfeito em suas gerações” e, portanto, tinha um espírito humano, tendo sua linhagem pura que remonta a Adão. Portanto, seus três filhos também tinham espíritos humanos, e assim toda a humanidade que se seguiu após o dilúvio teriam espíritos humanos também. Mas, aparentemente, enquanto Noé foi perfeito em suas gerações, seja sua esposa ou filha não eram perfeitos nas suas gerações. Os oito almas na Arca eram todas humanas, incluindo a esposa de Noé e filhas. No entanto, o fato de que a humanidade caiu para  120 anos de vida se estendeu por várias gerações após o dilúvio, e o gigantismo apareceu em seus descendentes, mostrando que nem todos na Arca era “perfeitos em suas gerações”. Apenas Noé foi especificado como sendo.
Muitas pessoas pensaram que a mudança que encurtou a duração da vida após o dilúvio foi devido às mudanças atmosféricas. Mas, na verdade um cientista  cristão, o Dr. Carl Wieland, teorizou que a perda de longevidade poderia ter sido causado pela genética.
 
… “Todas as suposições que tentam explicar o ‘encurtamento da vida” em termos ambientais tem outro bit de dados para explicar  a persistência temporária de longevidade após o Dilúvio. Noé tinha 600 anos na época do dilúvio, mas viveu mais 350 anos depois, no ambiente pós-enchente! Mesmo em termos  pré-diluvianos, Noé já estava em idade relativamente avançada. Alguém poderia supor que, se a atmosfera pós-diluviana / ambiente tem efeitos devastadores sobre nós agora, então  Noé teria sido imediatamente exposto a esses mesmos efeitos, que deveriam ter encurtado a sua vida muito mais rapidamente. Na verdade, apenas Matusalém e Jared viveram mais de Noé “…
“Mesmo que o declínio pós-Diluviano seja óbvio, notamos que oito gerações após o Dilúvio, as pessoas ainda estão vivendo mais do que o dobro do tempo do  que é comum hoje. Pareceria muito mais fácil  explicar esta situação se alguma alteração genética ocorreu dentro da composição dos seres humanos, em vez de alguma influência externa sobre eles. Se a nossa longevidade é geneticamente pré-programada, em seguida, isso pode explicar por que Noé ainda viveu por um tempo considerável após o Dilúvio, independentemente de qualquer alteração na radiação ou na pressão atmosférica. Em outras palavras, ele estava cumprindo o seu potencial genético, tanto quanto tempo de vida estivesse em curso (na ausência de morte acidental ou doença)”…
“Eu sugiro que os nossos antepassados
​​simplesmente possuíam genes para uma maior longevidade e que causou esse” limite genético ‘para a saúde humana em idades fixadas a um nível mais elevado no passado “…
“Se essa sugestão tem o mérito como a principal (se não a única) causa de maiores idades pré-diluvianas, então a pergunta óbvia é a forma como alguns destes genes da longevidade foram perdidos. A população humana passou por um gargalo genético severo na época do dilúvio, de apenas oito pessoas. O fenômeno da ‘derivação genética’ é bem conhecida por ser capaz de ‘Randomizar'( Random
é palavra inglesa, de origem francesa, usada na expressão at random, cujo sentido é “ao acaso”, “a esmo”, “sem seleção ou critério de escolha”. At random deve traduzir-se por aleatório, palavra derivada de igual vocábulo latino, com o significado de fortuito, casual, acidental, dependente de fatores incertos e sujeitos ao acaso. )alterações seletivamente neutras nas frequências de genes (incluindo a perda ou a ‘extinção’ de genes a partir de uma população), que pode ser bastante rápida. Além disso, a perda de genes é muito mais provável em uma população pequena. “…
“Este breve ensaio destina-se apenas a estimular a pensarmos mais, não como um modelo preciso de eventos. No entanto, parece que uma explicação ao longo destas linhas seria praticável, especialmente se vários genes contribuíram para tal longevidade. Este cenário para trabalhar os filhos de Noé e suas esposas teria que ter heterozigosidade(
Perda de um alelo em um locus específico, causada por mutação de deleção, ou perda de um cromossomo a partir de um par cromossômico, resultando em uma hemizigosidade anormal. É detectada quando marcadores heterozigóticos para um locus parecem monomórficos porque um dos alelos foi deletado. Quando isto ocorre em um locus gênico de supressão tumoral onde um dos alelos já é anormal, pode resultar em transformação celular neoplásica.)  significativa nos loci(Locus , do latim “lugar” , no plural loci: é o local fixo num cromossomo onde está localizado determinado gene ou marcador genético.) de genes relevantes. Que isso poderia muito bem ter sido assim é sugerido pela idade de Sem ao morrer , 600 anos, consideravelmente menos do que a de seu pai. A ‘Vida curta’  dos alelos dos genes em causa, podem sempre ter estado presente, o que significaria que, no mundo pré-diluviano, não teria sido sempre alguns indivíduos homozigotos para tais alelos) que drástica diminuição de vida, bem inferior aos registrados para as idades dos patriarcas . “…
Dr. Carl Wieland,
 
A idéia é que antes do dilúvio havia pessoas com genes de longevidade, e também aqueles com genes para uma vida útil mais curta. O pequeno número de pessoas que sobreviveu ao dilúvio poderiam ter resultado do gene da longevidade sendo perdido, prevalecendo o gene para uma vida útil mais curta que veio exclusivamente para dominar o pool genético. Se, de fato, os gigantes (Nephilim) e seus descendentes tinham genes para 120 anos de duração de vida, e estes genes foram trazidos para a arca por uma das mulheres humanas,então tudo isto está perfeitamente alinhado. Noé “, foi perfeito em suas gerações” e tinha um espírito humano, como seria de todos os seus descendentes, e ele tinha genes de longevidade. Mas é possível uma das mulheres na arca tivesse genes para uma vida útil encurtada, porque ela, apesar de humana, era descendente de um filho de Adão e uma filha dos gigantes (Nephilim). A mulher de Noé (Gênesis 6:18; 7:7, 13; 8:16, 18), segundo a tradição judaica não bíblica, é chamada de Noéma ou Naamá (Na’amah – cheia de beleza) uma mulher canaanita. Há quem a identifique[quem?]como proveniente da descendência de Caim, sendo irmã de Tubalcaim que era filho de Lameque. Por ter sido considerada de menor importância, o seu nome não vem mencionado no Pentateuco ou no Torá, na história de Noé. No livro dos Jubileus, o seu nome é conhecido por Enzarae seria sobrinha do Patriarca. E através de um tal ”efeito gargalo”, como proposto acima, os genes mais  de tempo de vida mais curto vieram a dominar a população universalmente. Isto está em contraste com os genes mais raros e mais recessivos que causaram o gigantismo, que parecem que surgiram  apenas em uma minoria da população depois do dilúvio.
É muito importante observar que, como Noé tinha um espírito humano, assim como todos os seus filhos Sem, Cam e Jafé, e de seus descendentes. Todas as pessoas depois do dilúvio eram, portanto, humanas, com os espíritos humanos e corpos humanos, mesmo que esses corpos tivessem genes que foram corrompidos pela insurgência dos anjos decaídos antes do dilúvio. Todas as pessoas que viveram depois do dilúvio eram humanas, embora, eventualmente, todas as pessoas passassem a viver não mais de 120 anos, e apesar de uma minoria de pessoas após o dilúvio terem desenvolvido o gigantismo.
 
No entanto, se essa teoria toda que montamos sobre como funciona a estrutura físico/espiritual de reprodução e multiplicação através da linhagem estiver incorreta, então o que a Bíblia ensina?
 
 
Então, a Bíblia simplesmente descreve estes gigantes (Nephilim) como sendo “os homens”, e não há argumento bíblico a ser feito (ou que eu encontrasse)que explique quem são os demônios e de onde vieram. Como tal, na ausência de qualquer argumento bíblico, a única coisa a assumir-mos sobre os gigantes (Nephilim) é que eles eram “homens” em todos os sentidos. E então teríamos que concluir que espiritualmente eles não eram diferentes do que quaisquer outras pessoas humanas, apesar de seus pais serem anjos. Só podemos bolar este argumento de que os gigantes (Nephilim) se tornaram demônios com apoio bíblico e de argumento bíblico que  aceite que o espírito das criança são multiplicados por parte dos pais, e são geradas apenas por parte do pai da criança, como foi com Adão e Jesus.
 
Mas se alguém aceita que o espírito da criança é gerado apenas pelo pai da criança, então isso também significa que, se os gigantes (Nephilim) tiveram filhas. Mesmo que a filha de uma mãe\pai e filha Nephilim humano teria corrupção genética com reduzido tempo de vida e/ou gigantismo, essa criança seria humana espiritualmente. E se uma criança do sexo feminino estivesse na Arca, esta poderia ter levado a duração de vida mais curta e o gigantismo para humanidade depois do dilúvio.
 Google Image Result for http://th01.deviantart.net/fs71/PRE/f/2012/112/f/6/the_mermaid_and_the_angel_by_luna133-d4x91hp.png
Não se pode escolher quais partes das ramificações desta teoria é aceitável, sem ignorar as implicações da simples lógica desta teoria. Se a Bíblia ensina que podemos saber que os gigantes (Nephilim) se tornaram demônios, com base no espírito da criança vindo do pai da criança, em seguida, pelo mesmo ensinamento deve ser aceito que um homem humano poderia ter  espírito humano e gerar crianças com uma filha de gigantes (Nephilim).
Assumindo que essa teoria sobre a multiplicação e procriação está errada, então tudo que eu poderia dizer que a Bíblia, inspirada por Deus Sagrada Escritura, ensina é:
 
1. Os gigantes (Nephilim) são chamados de “homens” e deve ser assumido como tendo sido humanos em todos os sentidos, incluindo os seus espíritos, e, como tal (eles tinham conhecido Cristo) teriam sido regenerados, e poderia ter sido, teoricamente, salvos pela fé em Jesus Cristo, como qualquer outro ser humano.
 
2. A Bíblia não especifica de onde os demônios vieram, esses espíritos malignos que não têm corpo físico e não são vistos em uma forma física, mas parecem querer entrar em corpos de pessoas e animais. É, portanto, um grande mistério a respeito de quando  se originaram os demônios e de onde eles vieram.
 
Concluímos que os demônios vieram dos gigantes (Nephilim). Mas os 2 pontos acima são as únicas coisas que podem ser encontrados na Bíblia, ou argumentados apartir da Bíblia, a menos que essa teoria sobre o espírito da criança que está sendo multiplicado e gerado pelo espírito do pai, etc , seja aceito como correto.
Em alguns ensinamentos e teorias em nossas séries aqui no Apocalink, tecemos  idéias que os gigantes depois do dilúvio  devem ter se originado por uma segunda incursão dos anjos caídos, onde houve um cruzamento de anjos com as mulheres humanas, mas ressalte-se que baseamos isso no que houve anteriormente ao dilúvio, mas nenhum evento está registrado na Bíblia, depois do dilúvio com graves problemas da primeira incursão dos “filhos de Deus” na Bíblia.  Os seres humanos tiveram gigantismo desde antes do dilúvio, como está registrado na Bíblia, e os seres humanos tiveram duração de vida encurtada para 120 anos desde o dilúvio, tal como registrado na Bíblia.

 E ainda há pessoas que sofrem com o gigantismo de hoje, que também são humanos.

A falta de uma incursão segundo cruzamento depois do dilúvio, juntamente com o fato de que toda a carne foi destruída no Dilúvio em todo o mundo (exceto aqueles na Arca), indica que, se havia alguma relação entre o gigantismo antes do dilúvio e após o gigantismo da inundação, que deve ter vindo através daqueles que estavam na Arca. No entanto, as 8 almas na Arca eram todas humanas. Delineando aqui uma explicação bíblica do que aconteceu, e como ambos,  o encurtamento do tempo de vida física e gigantismo ainda ocorreram após o dilúvio, relacionando-a com o Nephilim, enquanto todas as pessoas sobre a Arca ainda eram plenamente humanas. Exceto essa explicação, teríamos que concluir apartir da Bíblia e que o gigantismo das pessoas antes e depois do dilúvio fosse mera coincidência…mas não foi.
Retomamos que os demônios tiveram a sua origem nos gigantes (Nephilim), que só existiam antes do dilúvio, e que todos morreram no dilúvio (porque “toda a carne” foi destruída, menos as 8 almas humanas sobre o Arca), e que os demônios são os espíritos malignos sem corpos desses gigantes (Nephilim).
Depois do dilúvio de Noé , os demônios estavam ao redor, e parecem estar envolvidos com pessoas de muitas maneiras. Uma maneira eles parecem ter se envolvido com pessoas estava na idolatria.
 
“O que estou dizendo, então? Que o ídolo é alguma coisa, ou o que é oferecida aos ídolos é alguma coisa? Em vez disso, que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios e não a Deus, e eu não quero que você tenha comunhão com os demônios. Você não pode beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios, você não pode participar da mesa do Senhor e da mesa dos demônios “. 1 Coríntios 10:19-21
 
Mesmo já no tempo de Jacó em Gênesis (1900 aC), está registrado que Labão tinha ídolos (Gn 31). Parece que estes ídolos foram inspirados por demônios, e a adoração deles devia ter uma interação envolvendo os demônios. Muitas nações tinham ídolos e praticavam a idolatria e os demônios parecem estar envolvidos em tudo isto, em todo o âmbito mundial de muitas culturas. No tempo de Moisés (1400 aC) Deus proibiu a confecção de ídolos nos Dez Mandamentos:
 
“Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança de qualquer coisa que há em cima no céu, ou que esteja em baixo na terra, ou que está nas águas debaixo da terra: Tu não te encurvarás a elas nem as servirás: porque eu, o SENHOR, teu Deus, um Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam; e mostro misericórdia a milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos. ” Ex 20:4-6
 
Deus também proibiu os israelitas se envolverem com vários tipos de magia, espíritos e necromancia.
 
“Qualquer homem ou mulher que evocar os espíritos ou fizer adivinhações, necromancia será morto. Serão apedrejados, e levarão sua culpa”.Levítico 20:27
 
De acordo com a Concordância de Strong, a palavra aqui para o “espírito familiar” significa “fantasma, o espírito de um morto, necromancia, aquele que evoca um morto, um com um espírito familiar”. Se considerarmos que os demônios são realmente os espíritos dos gigantes mortos (Nephilim), então  faz muito sentido que sejam os demônios que estão sendo referenciados aqui como  “fantasma, ou espírito de um morto”.E é proibido para o povo de Deus  “evocar o espírito de um morto”, ou ter alguma coisa a ver com um demônio, muito menos ter familiaridade ou tentar ganhar dinheiro através de adivinhações com um. O termo aqui para  “necromante”, mais uma vez, liga isso a um relacionamento com um demônio.
 
“Quando tu entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. Não se achará entre você [qualquer um] que faça seu filho ou sua filha passar pelo fogo, [ou] que use a adivinhação , [ou] agoureiro, ou um feiticeiro, ou uma bruxa, nem encantador , ou um consultor de espíritos familiares, nem mágico, ou um necromante . Para todo aquele que faz estas coisas [são] uma abominação ao Senhor:. E por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti ” Dt 18:9-12
 
Alguns desses mesmos termos são usados ​​novamente em Dt 18, proibindo as pessoas de praticar, ou de consultar com alguém que praticou, tendo um relacionamento com um demônio. Deus chama isso de abominação, e deixa claro que essas nações ao redor ,  praticavam essas coisas. Como tal, podemos saber historicamente que os demônios estavam interagindo com pessoas em todo o mundo neste período de tempo, como espíritos familiares em várias práticas mágicas.
No tempo de Jesus muitos em Israel e as nações vizinhas, passaram a ser satanizados e uma parte importante do ministério de Jesus estava expulsando demônios daqueles que foram demonizados, e, assim, curando-os.
 
“Jesus foi expulsar um demônio que era mudo. Quando o demônio saiu, o homem que tinha sido mudo falou e a multidão ficou admirada. Mas alguns deles disseram, “por Belzebu, príncipe dos demônios, ele está expulsando os demônios.” Outros ,para testá-lo, pediam um sinal do céu. Jesus conhecia os seus pensamentos, disse-lhes: “Todo reino dividido contra si mesmo será arruinado, e uma casa dividida contra si mesma cairá. Se Satanás está dividido contra si mesmo, como subsistirá seu reino? Digo isso porque você afirma que eu expulso os demônios por Belzebu. Agora, se eu expulso os demônios por Belzebu, por quem seus seguidores os expulsam? Então, eles serão os vossos juízes. Mas se eu expulso os demônios pelo dedo de Deus, então o reino de Deus chegou até vós. ” Lucas 11:14-20
 
É lógico que os demônios também afligiam as pessoas em épocas anteriores, então, como já havia judeus que estavam expulsando demônios  antes de Jesus fazê-lo. Jesus também deixa claro que Satanás tinha poder sobre os demônios, e Jesus o chama de “príncipe dos demônios” ou “Belzebu”, que é Satanás. E assim torna-se claro que os demônios estavam trabalhando para Satanás.
Uma confirmação adicional de que os demônios eram os espíritos desencarnados dos gigantes mortos (Nephilim) é visto em que eles pareciam estar familiarizados com  punição do Abismo , algo específico para seus pais, os anjos:
 
“Ao ver Jesus, prostrou-se diante dele e gritou em alta voz:Por que te ocupas de mim, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Rogo-te, não me atormentes!Porque Jesus ordenara ao espírito imundo que saísse do homem. Pois há muito tempo que se apoderara dele, e guardavam-no preso em cadeias e com grilhões nos pés, mas ele rompia as cadeias e era impelido pelo demônio para os desertos.Jesus perguntou-lhe: Qual é o teu nome? Ele respondeu: Legião! {Porque eram muitos os demônios que nele se ocultavam.}E pediam-lhe que não os mandasse ir para o abismo. Lucas 8:28-31 “
 
O termo aqui para Abismo é a mesma palavra que é usada em Apocalipse, o mesmo lugar de onde os gafanhotos satânicos são libertados. E como nós já cobrimos este assunto em vários capítulos de nossas séries, sabemos que isto é sinônimo referente a parte mais baixa da Terra mencionado em Ezequiel 31, o Tártaro, a prisão dos anjos que pecaram antes do dilúvio. E assim os demônios estão cientes de que os seus pais  anjos ou antepassados ​​paternos estão presos no abismo, e temem ser presos por lá.
Também é interessante notar que os demônios sabiam que Jesus era o filho de Deus. Em muitos lugares, a atitude dos demônios para Jesus parece ser de medo, e eles imploram e suplicam-lhe para não atormentá-los, perguntando se ele vai destruí-los.
 
“Ah! O que você quer de nós, Jesus de Nazaré? Vieste para nos destruir? Eu sei quem você é, o Santo de Deus! ”  Lucas 4:34
 
“E clamavam com grande voz, e disse: Que tenho eu contigo, Jesus, [tu] Filho do Deus Altíssimo? Suplico-te por Deus, para que tu não me atormentes. ” Marcos 5:7
 
 Que parecia  medo é confirmado em:
 
Você acredita que há um só Deus. Fazes bem. Até os demônios crêem e tremem de medo. ” Tiago 2:19
 
Autoridade sobre os demônios nefilins, filhos dos anjos decaídos:
Como parte de seu ministério, Jesus deu autoridade aos seus discípulos para expulsar demônios.
 
“E quando ele chamou-lhe [a ele] aos seus doze discípulos, deu-lhes poder [contra] os espíritos imundos, para expulsá-los, e para curar toda sorte de doenças e toda sorte de enfermidades.” Mat 10:01
 
E eles saíram e pregaram que todos se arrependessem. E expulsavam muitos demônios, e ungiam com óleo muitos doentes e curou [eles]. Marcos 6:12-13
“E voltaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, até os demônios se submetem a nós em teu nome. E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu. Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo, e nada vos fará dano algum. Não obstante nesto não se alegrar, porque os espíritos se vos submetem. Alegrai-vos antes porque os vossos nomes estão escritos nos céus ” Lucas 10:17-20
 
Jesus deixou claro que no futuro seus seguidores também continuarão a expulsar os demônios.
 
“E estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas” Marcos 16:17
 
E os crentes fizeram exatamente isso, como Paulo, que é registrado ter expulsando um demônio em nome de Jesus em Atos.
 
“Ora, aconteceu que, quando fomos à oração, que uma escrava que tinha um espírito de advinhação nos encontrou, que dava a seus senhores muito lucro por adivinhação. Essa moça seguia a Paulo e a nós, e clamou, dizendo: “Estes homens são servos do Deus Altíssimo, que nos anunciam o caminho da salvação.” E isto fez ela por muitos dias. Mas Paulo, perturbado, voltou-se e disse ao espírito: “Eu te ordeno em nome de Jesus Cristo que saias dela. “E ele saiu na mesma hora.” Atos 16:16-18
 
Os cristãos têm expulsado demônios em nome de Jesus Cristo desde aquele tempo, e ainda o fazem hoje. Demônios estão localizados aqui na terra a muito tempo, e no livro do Apocalipse não parece haver nenhuma mudança nesse sentido acerca do futuro. Eles estão na terra e demonizam pessoas. No livro do Apocalipse é um lugar onde os demônios parecem ser mencionados  específicamente  como desempenhando um papel importante , trabalhando para Satanás.
 
“E eu vi três espíritos imundos semelhantes a rãs saírem da boca do dragão, da boca da besta e da boca do falso profeta. Pois eles são espíritos de demônios, realizando sinais, que vão ao encontro dos reis da terra e  de todo o mundo, para os congregar para a batalha, naquele grande dia do Deus Todo-Poderoso. (Eis que venho como um ladrão Bem-aventurado aquele que vigia, e guarda as suas vestes, para que não ande nu, e se veja a sua vergonha.).  E eles os congregaram no lugar que em hebraico se chama Armagedom “. Apoc. 16: 13-14
 
Esses demônios realizam sinais e reúnem os governantes da terra para a batalha do Armagedom. No entanto, eles fazem isso antes de Jesus Cristo  realmente voltar. E assim, eles estão levando os reis a se reunirem para a batalha antes de Jesus,  e Jesus volta. Eles parecem saber Jesus está voltando, mas é muito questionável que os reis da terra estejam cientes contra quem é que eles estão reunindos para lutar . Parece provável que eles não percebem que é contra Jesus que eles estão se preparando para a batalha, mas sob uma grande decepção, eles acreditam que estão se reunindo para lutar contra outra pessoa.
A outra coisa interessante aqui é que os demônios, que não têm corpos ou podem parecer com qualquer coisa, se diz pareceram com rãs. A palavra aqui para “como” significa “semelhante” ou “comparável”. Se esses demônios possuíram os corpos de alguns sapos reais, então eles são sapos. No entanto, a interpretação que os reis da terra seguem o comando de rãs endemoninhadas para uma batalha, mesmo que estes sapos pareçam estar realizando sinais? Parece duvidoso. Eu tenho algumas idéias novas sobre isso, que você pode ler sobre no Apocalink , que liga isto a crença da teoria da evolução, baseada em crescimento das manifestações “alienígenas” .  Depois do reino milenar de Jesus Cristo na terra, Satanás deixará o Abismo por pouco tempo, e depois será jogado no lago de fogo, derrotado para sempre. Depois vem o julgamento.
 
“Então vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença a terra e o céu fugiram. E não se achou lugar para eles. E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante de Deus,  se abriram livros. E outro livro foi aberto, que é o Livro da Vida. E os mortos foram julgados segundo as suas obras, pelas coisas que estavam escritas nos livros. O mar entregou os mortos que nele havia, e a morte e o Hades entregaram os mortos que neles havia. E foram julgados, cada um segundo as suas obras. Então, a morte eo inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte. E alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, foi lançado no lago de fogo. ” Apoc 20:11-15
 
Parece que no dia do Juízo será quando essa profecia será cumprida:
 
Jurei por mim mesmo, A palavra saiu da minha boca em justiça, e  deve  voltar não, isso para mim cada joelho deve  curvar-se, cada língua  deve  fazer um juramento.
Isaias 45:23
 
Pois está escrito: “Enquanto eu viver, diz o Senhor, todo joelho se dobrará a mim, e toda língua louvará a Deus.”
Rm 14:11
 
No julgamento, tanto grandes e pequenos, todos os mortos, vão ser julgados. Demônios parecem ser referenciados como espíritos dos mortos no Velho Testamento. E todo joelho se dobrará e toda língua louvará a Deus. Como os demônios foram em uma época chamados de “homens” e tinham  joelhos e línguas, é lógico que também terão que, no Juízo , curvarem-se e confessarem e serem julgados. E se os seus nomes não forem encontrados escritos no Livro da Vida, eles serão lançados no lago de fogo, que é a segunda morte.

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Série o moderno guia sobre anjos caídos e demônios: Resumo das Atividades dos demônios e anjos caídos nos dias atuais (Capítulo 6)

 14  São espíritos de demônios que realizam sinais milagrosos; eles vão aos reis de todo …

3 Comentários

  1. AMIGO LENDO ESTE POST MUITO BEM FEITO POR SINAL E TODA A LINHA DE RACIOCÍNIO DA SERIE LI ALGUNS LIVROS E ESPECIFICAMENTE O DE ENOC, NASCEU DE MIM UMA TEORIA NÃO SEI SE CONFLITANTE QUE SÓ OUVE UMA QUEDA DOS ANJOS OU SIMPLIFICANDO A QUEDA DOS ANJOS FOI AQUI EM NOSSO PLANETA AO NASCER AS FILHAS DOS HOMENS, PENSE BEM NÃO SABEMOS COMO E POR QUE SATANÁS CAIU APENAS UM TEXTO BASE QUE DIZ QUE ELE CAIU DO CÉU E ANTES DISSO QUE CRIOU UMA REBELIÃO MAS SERÁ QUE NÃO SERIA A MESMA SERÁ QUE ESSE O ANJO CAÍDO NÃO QUERIA SER COMO DEUS CRIANDO UMA ESPECIE AFIM DO SER HUMANO QUE DEUS CRIOU ALGO HIBRIDO? ESTOU TRABALHANDO EM UMA TEORIA MAIS CONCRETA GOSTARIA DE SABER SE JÁ PENSOU NISTO E SE NÃO PENSE BEM A LINHA DE RACIOCÍNIO TEM SENTIDO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *