Principal / Uncategorized / Arroz geneticamente modificado pode gerar sangue humano

Arroz geneticamente modificado pode gerar sangue humano


O que é mais fácil: plantar arroz ou encontrar pessoas dispostas a doar sangue para desconhecidos? A pergunta parece absurda, mas quando ficamos sabendo que já é possível utilizar arroz geneticamente modificado para produzir sangue humano, tudo começa a fazer sentido – não muito, admitimos, mas dá para ficar mais claro.
Alguns cientistas da Universidade de Wuhan (China) estão trabalhando com modificação genética de arroz para que os grãos possam ser utilizados para produzir albumina, um dos elementos mais importantes para quem precisa de transfusões de sangue. As pesquisas já mostram avanços importantes na extração da albumina, o que anima os responsáveis.
De acordo com o jornal Telegraph, o doutor Daichang Yang (responsável pelo projeto) afirma que, com a possibilidade de produzir sangue a partir do arroz, os pacientes terão preocupações menores com possíveis doenças hematológicas. Bancos de sangue também devem sofrer menos com escassez, uma vez que a plantação de arroz é muito mais simples do que campanhas para arrecadar doadores.

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Sinais do fim: Rússia exibe ao mundo o Satan 2, seu novo míssil termonuclear

No meio de toda a recente tensão entre Estados Unidos e Rússia – com o …

2 Comentários

  1. Vampiros saindo do Armário kkkkkkkk

  2. E quem acreditava que as séries de TV e os livros são pura ficção hein?

    Charlaine Harris, a autora do livros da série The Southern Vampiries (que deu origem a série de TV True Blood), parece que estava prevendo o futuro afinal quando escreveu seus livrso… hehehe

    Agora só falta daqui um tempo o Apolink nos prestigiar com a notícia, junto com as mídias mundiais, dos vampiros saindo do armário (kkkkk, isso se eles realmente existirem… xD)

    Aí depois, vão estar vendendo por aí sangue engarrafado nos supermecados ou bares mais próximos… (comédia d+)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *