Principal / Uncategorized / Hackers vazam informações de agência das Nações Unidas

Hackers vazam informações de agência das Nações Unidas

Teampoison invadiu um servidor e vazou senhas e emails que, segundo porta-voz da ONU, são antigas e não mais utilizadas

Um grupo de hackers postou mais de 100 endereços de email e detalhes de senhas de logins que, segundo eles, teriam sido extraídos de um servidor da Organização das Nações Unidas (ONU), segundo informou a BBC nesta terça-feira.

Muitos dos emails envolvidos aparentemente pertencem a membros do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). O grupo, que se identificou como Teampoison, atacou o comportamento da ONU em um comunicado e qualificou a organização como uma “fraude”.

Um porta-voz do PNUD disse que a agência acredita que “um servidor antigo que contém dados velhos” foi o alvo do ataque. “O PNUD encontrou o servidor comprometido e o desligou”, disse Sausan Ghogheh. “O servidor era de 2007. Não há senhas ativas dessas contas listadas. Por favor, notem que o site UNDP.org não foi comprometido.”
Os detalhes do vazamento foram postados no site Pastebin, embaixo do logotipo do Teampoison. O comunicado que vinha antes da lista de logins acusava a ONU de agir “para facilitar a introdução de uma Nova Ordem Mundial” e perguntava: “Nações Unidas, por que vocês não esperavam por nós?”
Muitos dos endereços de email vazados continham a terminação undp.org, mas outros aparentemente pertenciam a membros da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), e a Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Escritório Nacional de Estatísticas do Reino Unido.
A empresa de segurança Sophos observou que os hackers da Teampoison atacaram antes o criador do website do smartphone Blackberry e publicaram informações privadas sobre o ex-premiê britânico Tony Blair (1997 – 2007). “A Teampoison anunciou recentemente que estava unindo forças com a Anonymous em uma nova iniciativa chamada de Operação Robin Hood, tendo como alvos bancos e instituições financeiras”, disse o consultour Graham Cluley.
Os grupos afirmaram na época que sua manobra tinha como objetivo retirar o dinheiro dos cartões de créditos e doá-lo para indivíduos e instituições de caridade. Eles disseram também que ninguém sairia prejudicado, uma vez que os bancos teriam que reembolsar as contas fraudadas.
Em sua mensagem sobre a ONU, a Teampoison acresentou um link para um vídeo do Youtube com mais informações sobre seu plano de ataque bancário.
Com BBC

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Macron avisa que anunciará seu próprio plano de paz se Trump demorar

Emmanuel Macron e Donald Trump. (Foto: Getty Images) Se o presidente dos EUA, Donald Trump, …

2 Comentários

  1. Amigo Clinton, também tenho este dilema.

  2. Legal isso não sei se este tipo de atitude é certa ou errada !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.