Principal / AGENDA SATÂNICA DE HOLLYWOOD / Agenda Satânica de Hollywood: Lúcifer, sua rebelião e a Propaganda

Agenda Satânica de Hollywood: Lúcifer, sua rebelião e a Propaganda

Por Fernando Ramos


Em diferentes religiões e culturas, o significado do anjo caído, Lúcifer, parece ter adotado profundos significados sobre o mundo espiritual. Quem é esse personagem e o que a Bíblia nos fala sobre ele? Ao definir seus adjetivos óbvios encontramos a razão pela qual Jesus o chamou de “príncipe deste mundo”.

 Independente de qualquer credo ou filosofia religiosa, na mente humana se ​​expressa a capacidade de reconhecer que há uma batalha espiritual, uma luta entre o bem e o mal, a luz e as trevas, a verdade e a mentira. Mas como todas as coisas no cosmos, teve um início em grande escala, uma disputa que se originou em um plano espiritual, mesmo antes da criação do homem e que permanece operando até nossos dias. Neste reflexivo web site, onde tanto se fala da manipulação por parte do mal, precisamos ter um conceito claro do orquestrador e a mente sinistra que opera por trás da elite. Examinaremos a origem do anjo caído, o mal que incendiou sua mente e o sua transformou em Satanás e, mais importante, as estratégias de propaganda de seus consortes terrenos, os illuminati.

 
Vida Pré-adâmica

Antes da criação do mundo, a Bíblia nos brinda com detalhes sobre seres criados semelhantes a nós, o termo hebraico Malak foi traduzido como anjos, para se referir a esses milhares de seres celestes que habitam no céu e vivendo sob a soberania de Deus. Em várias passagens da Escritura apenas três deles chamados por seus nomes próprios e por seus diferentes cargos, desempenhando papéis diferentes no plano espiritual. Gabriel (Lucas 1:26), e Miguel (Judas 9:1) e um terceiro descrito por sua grande beleza, poder, liderança e ocupando a posição mais próxima do trono de Deus, a Bíblia nos diz que seu nome era Lúcifer, o que significa “o portador da luz“.

 12 Filho do homem, levanta uma lamentação contra o rei de Tiro e dize-lhe: Assim diz o SENHOR Deus: Tu és o sinete da perfeição, cheio de sabedoria e formosura.
 13 Estavas no Éden, jardim de Deus; de todas as pedras preciosas te cobrias: o sárdio, o topázio, o diamante, o berilo, o ônix, o jaspe, a safira, o carbúnculo e a esmeralda; de ouro se te fizeram os engastes e os ornamentos; no dia em que foste criado, foram eles preparados.
 14 Tu eras querubim da guarda ungido, e te estabeleci; permanecias no monte santo de Deus, no brilho das pedras andavas.
 15 Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado até que se achou iniqüidade em ti.

 Ezequiel 28:12,15

“Lúcifero”, de Mario Rapisardi.

Aqui aconteceu algo muito complexo ocorreu no coração de Lúcifer, uma semente de rebelião incendiou sua mente, que começou quando cheio de orgulho, se vangloriou e começou a adorar a si próprio(possivelmente por causa de sua beleza, explendor e poder) em vez de adorar a Deus. Essa exaltação foi contra o primeiro mandamento da criação, que, provavelmente,  iniciou a filosofia de Luciferiana do gnosticismo em julgar Deus como um ditador ansioso para levar toda a glória. O profeta Isaías trata de mostrar-nos o que aconteceu na mente deste anjo enquanto imaginava-se como seria se ele se fosse Deus.

 12 Como você caiu dos céus, ó estrela da manhã, filho da alvorada! Como foi atirado à terra, você, que derrubava as nações!
 13 Você, que dizia no seu coração: Subirei aos céus; erguerei o meu trono acima das estrelas de Deus; eu me assentarei no monte da assembléia, no ponto mais elevado do monte santo[*]. [*] Ou alto do norte. Hebraico: zafon.
 14 Subirei mais alto que as mais altas nuvens; serei semelhante ao Altíssimo.

Isaías 14:12,14 http://images.sodahead.com/polls/0/0/3/2/3/4/1/4/1/5550758453_to_chain_the_beast.jpeg

Houve então uma guerra nos céus. Miguel e seus anjos batalharam contra o dragão, e o dragão e os seus anjos revidaram.

 

As escrituras nos ensinam que este ser convenceu a um terço dos anjos do céu a apoiarem sua rebelião, propagando a mentira de que eles deveriam igualmente terem a mesma glória de Deus e deixarem de viverem subjugados sob os mandamentos que o criador tinha estabelecido. Com quase metade dos anjos a seu favor uma batalha cósmica, uma guerra entre seres divinos, houve Guerra nos Céus, de tamanha magnitude, envolvendo seres poderosíssimos, uma guerra envolvendo trilhões de anjos no terceiro céu.

 

 7 Houve então uma guerra nos céus. Miguel e seus anjos batalharam contra o dragão, e o dragão e os seus anjos revidaram.
 8 Mas estes não foram suficientemente fortes, e assim perderam o seu lugar nos céus.
 9 O grande dragão foi lançado fora. Ele é a antiga serpente chamada Diabo ou Satanás, que engana o mundo todo. Ele e os seus anjos foram lançados à terra.

 Apocalipse 12:7,9

“Miguel lutando contra o Dragão” por Albrecht Dürer.

http://atravesdaslentes2.files.wordpress.com/2013/03/img1l.jpg

A grande guerra cósmica -Pintura de Doré

A queda de Lúcifer


Como resultado desta batalha Lúcifer foi atirado para a terra com seus seguidores. Isto é o que está descrito em Isaías 14:12 :

“Como caíste do céu, ó Lúcifer, filho da manhã”.  
 
Também descrito em Lucas 10:18 quando Jesus diz aos seus discípulos:
 
Eu vi Satanás cair do céu como um relâmpago.”
 
Outro detalhe importante é que este foi o momento preciso em que o portador da Luz, deixou o nome Lúcifer para ser Satanás, que significa “adversário”.
 

A queda de lúcfer , na interpretação de “Paradise Lost”, uma ilustração de Gustave Doré.
Honrando o poder enganoso que opera em  Hollywood, os artífices illuminati do entretenimento criaram sua própria versão da queda de Lúcifer, apenas para apresenta-lo  em um nível subconsciente    como o deus da humanidade. Este herói é sempre acompanhado por uma elevada moral e grandes superpoderes, não duvida de ”proteger” a terra de qualquer ameaça ou destruição iminente. No lado B deste personagem sempre existirá uma difusão de simbolismo maçônico e uma filosofia gnóstica ancestral.Em seguida, um pequeno compêndio de suas melhores performances apresentadas na mídia.

 

“Homen de Aço” (2013), a chegada de Superman à Terra. 



 

“Thor” (2011) cai na Terra, literalmente, como um relâmpago.

 

“Ironman 3″ (2013), sempre fazendo uma relembrança do antigo Prometeus.



Prometeus, o deus … que desceu do céu para trazer o conhecimento aos homens.


Goku, o Saiyajin extraterrestre.

 
O ET de Spielberg chega na Terra. 

 
Klaatu-Carpenter; de “O Dia em que a Terra parou.”

 

Personagens que descem das estrelas como ET, Hércules, ou o Superman, são usualmente arquétipos estratégicos de Lúcifer depois de sua queda na Terra. Tudo isso leva a uma guerra psicológico/satânica que, eventualmente, levará por transformar o cristianismo e inverter o que está escrito na Bíblia, o bom é mau, a verdade é uma mentira, Lúcifer é Deus.
 Grande parte dessa doutrina pode ser encontrada em um dos trabalhos mais populares da matriarca da Nova Era, Helena Blabatsky, A Doutrina Secreta. Ela menciona:

 Lúcifer representa … vida … pensamento … Progresso … Civilização … liberdade … Independência,  Lúcifer é o Logos .. a Serpente, o Salvador …. “

“Satanás é o Deus do nosso planeta e o único Deus …”
“A Virgem Celestial, que se torna a Mãe dos Deuses e Demônios é uma e ao mesmo tempo. Porque ela é sempre deidade benevolente … mas desde a antiguidade e realidade Lúcifer ou  Luciferius é o seu nome. Lúcifer é a Luz divina e terrestre, ‘Espírito Santo’ e ‘Satanás’ são um só e ao mesmo tempo “.

Sob a mesma teologia, Albert Pike, maçom grau 33 menciona em seu livro Moral e Dogma:

“O verdadeiro nome de Satanás, os cabalistas dizem, é Yahveh invertido, pois  Satanás não é um deus obscuro … Lúcifer, o portador da Luz. Estranho e misterioso nome dado ao espírito das trevas, Lúcifer! Filho da Manhã! Aquele que porta a luz  … Não hesite! “

 A Queda do Homem


 Na verdadeira história bíblica, Lúcifer estava vagando pela terra desértica por milhares de anos até a criação do homem. Em Gênesis capítulo 2 Deus coloca o ser humano no jardim do Éden, deixando-o ao encargo de toda a criação e instituindo regras da mesma forma que ele fez em seu reino celestial. Uma delas foi a de nunca experimentar o fruto proibido que estava em uma das árvores do Éden, de uma árvore chamada de“conhecimento do bem e do mal.” Muitos podem se perguntar o ‘por que” deste elemento negativo no jardim, e, em síntese, isso mostra que desde o princípio o homem tinha uma livre vontade para escolher amar a Deus ou rejeitá-lo.

 O Anjo Caído ao ver a subjugação do homem a Deus (exatamente como os anjos no céu) decide intervir em forma de cobra e através de mentiras  tentou Eva para logo fazer cair Adão (Gênesis 3:1,7). Este argumento satânico pode ser determinado como a primeira propaganda gnóstica contra a humanidade, também serviu para distorcer o conceito que o homem teria de Deus. Lúcifer levou os anjos a acreditarem que Deus era um tirano, e agora o homem tinha sido contaminado com a mesma semente de rebelião e orgulho. A mentira que trouxe a morte para a criação foi a total independência do criador.

“… No dia em que comerdes desse fruto, vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus“, a mesma mentira que convenceu os outros anjos a rebelarem-se funcionou com Eva, Adão e continua até os dias de hoje através das religiões que prometem ao homem tornar-se um espírito evoluído, elevado, um avatar, um  após a morte…

 Como consequência deste engano, Deus amaldiçoa a figura serpentina de Satanás, só para mostrar o fim de seus dias, como um lembrete de que  ele será julgado no fim dos tempos (Isaías 65:25, Miquéias 7:17):

14 Então o Senhor Deus declarou à ser­pente: Uma vez que você fez isso, maldita é você entre todos os rebanhos domésticos e entre todos os animais selvagens! Sobre o seu ventre você rastejará, e pó comerá todos os dias da sua vida.

 Gênesis 3:14   
Isto, porém, não terminou com seu poder temporal, Lúcifer (agora Satanás) reivindicou o domínio da Terra e  para si, e sob as mesmas leis de Deus, pois ele tinha vencido o homem, pois este domínio foi dado pelo homem. A Bíblia menciona que o homem em seu estado de pecado e morte já não tinha direito ao domínio da criação, muito menos a árvore da vida (Gênesis 3:24). O casal foi banido do jardim e a partir desse momento Lúcifer tentou levantar seu próprio governo mundial levando os seres humanos como a principal ferramenta. Personagens como Nimrod, Nabucodonosor, Alexandre o Grande, Napoleão, Hitler, entre outros, seriam usados ​​para esses fins de dominação mundial. Adão e Eva desconheciam o que o seu erro causaria nos próximos 6000 anos.

 

A Ciência do Bem e do Mal


Ao penetrarmos na imagem midiática de Satanás temos que fazer uma separação esotérica da exotérica, uma vez que para os profanos não ”illuminados, “ignorante”, imbecil, condicionado, matrixiano, etc, o conceito que eles tem de Satanás é de um ser vivendo no inferno com  cauda, ​​chifres e tridente, espetando as almas penadas e, possivelmente, ouvindo rock & roll , tomando cerveja e vendo tv. Muitos filmes incutem esta imagem na mente de pessoas sugestionáveis como “Nosferatu”, “Advogado do Diabo”, “Profecia”, “O bebê de Rosemary” ou vários outros que fazem a propaganda desse terrível ser que representa a personificação do mal.


No conhecimento esotérico das sociedades secretas e grupos sectárias têm Satanás  camuflado como “deus”, que também podem ser divididos em dois grupos principais. O primeiro nível Lúcifer tem conseguido negar sua própria existência aos seus seguidores, e no mais alto nível das sociedades herméticas este é apresentado como benigno, ao contrario das religiões judaico-cristãs que o ”caluniam” para sua própria conveniência. Um exemplo disso é a Igreja Satânica de Anton Lavey. Por mais estranho que possa parecer esta organização não acredita em Satanás como um deus real necessite de adoração, mas como uma alegoria do humanismo ou desinibição sexual humana, para eles Satanás é apenas um símbolo. Por outro lado, o Ordo Templo Orientisde Aleyster Crowley ensina seus adeptos que Lúcifer é muito real e deve ser adorado como o verdadeiro deus do conhecimento. 
Lúcifer, “o portador da luz”
 
Quanto a este último conceito apresentado acima, vemos que na obra de Madame Blabatsky, a oftalmologista introduziu este ensino como sendo a ”doutrina secreta” que os eleitos receberam de Lúcifer. Ela descreve este fruto como sendo a “independência” do Demiurgo, um atributo que os satanistas também acreditam que eles têm quando eles se recusam a aceitarem a mensagem de Cristo, preferindo a gnose de Lúcifer. Aqui há uma re-interpretação que a máquina midiática faz do anjo caído e sua parafernália como sendo o ”salvador”:
 

Σοφία” ou “Sophia” da Biblioteca Celsus de Ephesus, Turquía

 

Sophia, a deusa do conhecimento na mitologia gnóstica. 
 

Columbia Pictures, a deusa do conhecimento no topo dos degraus de uma pirâmide. 

Sim, embora seja difícil de acreditar, há uma estátua gigante de Lúcifer, em Nova York. presente dos Maçons francêses para os EUA 

A musa de George Melies em ” A Invenção de Hugo Cabret “.

 

Fada Azul do filme Pinocchio também é uma alegoria a Sophia, a única capaz de acabar com o trabalho alquímico do Demiurgo(Jesus).
 

 

Também visto no filme de ficção científica “Inteligência Artificial”. Ambos contam a história de Pinóquio como um robô criança,  altamente simbólico e ocultista.
 

No filme Inteligência Artificial, eles visitam Dr. saber(conhecimento), que é quem pode responder a qualquer pergunta. Dr. Saber lhes diz que devem ir  ao “ fim do mundo, onde os leões choram.” Esta consulta ao Dr. Saber(Conhecimento) é agnose, ou iluminação. A busca pelo conhecimento.  Um dos estágios de transformação de ser um robô para um ser ”illuminado” .

Liliandil em “As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada”.
 

Trinity(alegoria do conhecimento dado por lúcifer), guia de Neo para sair da Matrix .

 Sendo Lúcifer uma entidade adrógena(ele é o Pai do homossexualismo) não é de se estranhar suas manifestações femininas em diferentes partes do mundo travestido deIshtar, Inana, Isis, Vênus, Afrodite, Astarte, Ártemis, Lilith, Seminaris, Freya, Demetria, Diana, Deusa Mãe, Kali, Gaia, da mesma forma, ou as aparições de Nossa Senhora de Guadalupe /Do Perpetuo Socorro / de Fatima / Mercedes / Suyapa / Nossa senhora das dores / , Carmem, Maria de Nazaré, etc. É importante ressaltar que nenhum delas é a mãe de Jesus, que se existiu sob o nome de Maria. A imagem abaixo expõe cruamente essa metamorfose bissexual.

http://3.bp.blogspot.com/-hojRxoeREhM/T-8QC-E7qmI/AAAAAAAABjI/hkdzoEkCmEM/s1600/baphomet-yuri-leitch.jpg

Ephias Baphomet Levi retrata Satanás com seios femininos e falo masculino para representar a lei infernal ” tudo é feminino e masculino.”Note-se que a chama em sua cabeça é muito semelhante ao da primeira imagem de Sophia, em ambos os casos, isso representa a gnosis.

 

A estrela na testa representa o conceito humanista , “O homem não precisa de Deus.”

 

Há sete leis universais ocultas na figura sombria de Baphomet, todas as leis prometem ao iniciado ser partícipe da luz ou do conhecimento ancestral que gradualmente o levaram para um nível avançado de consciência ou como como gostam falar os novaeristas, um salto quântico de consciência. Isto de acordo com a Bíblia também, finalmente, separa o homem do seu verdadeiro criador por se entregar a “doutrinas de demônios” (1 Timóteo 4:1). A inversão do bem pelo mal satura a propaganda na mídia, que converte a escuridão de Satanás em uma luz adulterada. Paulo menciona em sua carta aos Coríntios: “E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz.” (2 Coríntios 11:14). Jesus também foi explícito em separar a luz das trevas: “Eu sou a luz do mundo:. Quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida”. Portanto, não há outra fonte que forneça luz ; muito menos por Satanás, o pai da mentira.


Outras manifestações da Estrela da Manhã em forma de “intelecto humano” no meio midiático são idealizadas por objetos, artefatos, livros, pílulas,  ídolos, símbolos, abduções(o abduzido sente a presença de algo maligno), epifanias, maçãs, aparições de parentes mortos, ”pílulas”(matrix), projeção astral, religiões politeistas, heresias, símbolos, totens, ou   pessoas possessas, homossexualismo, doenças, doutrinas da reencarnação, vidas passadas, etc. Seu rosto parece ser um inventário de formas colocadas para tornar a sua mensagem palatável. Aqui estão algumas referencias na mídia:

O monolito de Stanley Kubriuck, “2001: Uma Odisséia no Espaço”, que divide o homem primitivo do intelecto humano.

 

O refletor/estrela que caiu do céu com a inscrição Sirius em “Show de Truman”.

 

pílula vermelha do filme “Matrix”. 



 

Os Códigos de Lucinda (Lúcifer) no filme “Presságio”.

O mutante anjo do filme x-man. A partir deste prédio altíssimo (Céu), o anjo cai, significando queda de Satanás do Céu – notem a reflexão. Mas tenha em mente aqui que o Anjo não foi expulso deste lugar, ele deixou por vontade própria.  Anjo cai até quase atingir o chão, mas de repente sobe, voando alto acima da ”prisão” Alcatraz Lab. Mais tarde, ele chega à mansão mutante e os lados com os mocinhos contra Magneto.  O que está sendo delineado nestas cenas é a noção luciferiana da Nova Era que Lúcifer e Satã são entidades separadas – Lúcifer é bom, o portador da luz.

 

O despertar da consciência nos habitantes de “Pleasantville”.


Em todos os casos, o inimigo desse conhecimento ou o que se opõe à “libertação” do homem é o Demiurgo (terminologia gnóstica para descrever o Deus cristão)normalmente com conotações religiosas que acabam sendo substituídos pela mensagem de Lúcifer. Essa é uma cosmovisão que mostra o verdadeiro Deus como um tirano vanglorioso é já foi explicado no início do artigo e em diversas outras análises aqui no Apocalink, sendo muito divícil de ser percebida pelo cidadão comum ou leigo, essa visão de mundo foi um desejo que nasceu em Lúcifer e foi espalhada a uma grande dos anjos e, em seguida, ao primeiro casal criado por Deus.

 No último exemplo apresentado do filme “Pleasantville” esta inversão do bem pelo mal se mostra de forma muito contextual. Pleasantville é uma comunidade dos anos 50 vivendo monotonia e que dá importância a moralidade na família. Para simbolizar esse estado de inapetência,  a maior parte do filme se passa em preto e branco, é apenas até que os protagonistas entram neste mundo, é então que os elementos começam a passar do preto e branco para colorido. A mensagem simbólica é exposto quando vemos que a única coisa que faz com que essa mudança de cor aconteça é quando ocorre incorporação de adultério,  fornicação, a pornografia e violência na comunidade através dos protagonistas. No final o monocromia do Demiurgo é substituída pelas cores de Lúcifer, uma outra maneira de elogiar tudo o que é abominável a Deus. O profeta Isaías resume essa propaganda com as seguintes palavras:


“Ai dos que ao mal chamam bem e ao bem, mal, que fazem da escuridade luz e da luz, escuridade, que põem o amargo por doce eo doce, por amargo!” Isaías 5:20

 

Nomes, Números e Recursos


Os Evangelhos mencionam Satanás 52 vezes no Antigo e Novo Testamentos. Em cada uma delas, uma característica desta anjo caído é exposta, algumas resaltam as suas qualidades e sua estratégia elaborada para destruir o ser humano. Aqui estão alguns das mais relevantes:


Satanás = Adversário de Deus e os homens 

Cobra = Ser que se arrasta. 
Diabo = o acusador
Príncipe do poder do ar = Controle da atmosfera (atividade dos UFOS, OVNIS).
Deus deste mundo = O deus preferido dos habitantes da Terra .
O Poder da morte = Aquele que controla a morte daqueles que não acreditam em Jesus. 
Príncipe deste mundo = Governante em todas as áreas terrestres (política, religião, mídia, etc) 
Dominador do mundo tenebroso = Aquele que controla ou domina o plano astral 
Leviatan = Aquele que habita no mar. 
Lucifer = Portador de Luz (A falsa luz, somente portava a luz, não era a luz, JESUS disse” EU SOU A LUZ”)
Dragão = um qualidade que indica um monstro com asas, antiga Serpente – ou Exaltação de uma cobra com asas. 
Enganador = engana os seres humanos com “iscas” .
Destruidor = Sua missão é matar, roubar e destruir. A nossa destruição eterna. 
Belzebu = O Senhor das Moscas (animais imundos perseguidores), príncipe dos demônios. 
O acusador = acusa os filhos de Deus. 
Belial = Seja vil. 
O mal = ou seja, oposto ao bem. (a mídia na cultura pop inverte isto  gnosticamente)
O tentador = Isso nos tenta irmos contra o que Deus ensina. 
O Anjo de luz = Falso Anjo 
O mentiroso = Falsidades vestida de supostas verdades. O pai da mentira 
O inimigo= que está contra Deus e que ele representa. Basta ver que seus seguidores  enganados não lutam contra Confúcio, Maomé, Aleyster Crowley, Alan Kardec, etc, a luta é contras o Deus cristão e seus seguidores:

”…E o dragão irou-se… e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente,que são os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo.”
Apocalipse 12:12-17
 
Durante os últimos 2000 anos, uma guerra tem sido intensamente travada na Terra entre Satanás, seus anjos caídos e demônios  contra os cristãos. Os cristãos são aqueles que “guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus“.

Muitas dessas características parecem descrever algumas das divindades que retratadas em várias culturas há milhares de anos como sendo “deuses” que desceram dos céus.Talvez uma complexa manifestação deste ser angelical tentando resurgir como umportador da luz para a humanidade. Em muitos aspectos, eu diria um deus apócrifo em busca de adoração.

O dragão europeu … ou a antiga serpente do Apocalipse. 

 

Dragão chinês também apresenta a característica reptiliana de Satanás. 

Esta figura do dragão vistoso e imponente tem aparecido em diferentes partes do mundo como um símbolo de poder e sabedoria (Grécia, Escandinávia, China). Enquanto que a Bíblia fala sobre a cobra como animal rastejante, sem pernas, amaldiçoado  e condenado, Satanás conseguiu exaltar esta imagem que muitas vezes cumpre desejos ou influencia a vida dos seres humanos com uma imagem “positiva” aos olhos de seus iludidos(astrologia / calendário chinês).  Claro que detalhar a figura do dragão  levará a um artigo completo mais detalhando que espero fazer que no futuro. Estas são outras manifestações do caráter satânico na história da humanidade:
As deidades sumérias ou os Annunaki .
 

  Kukulkan, o deus-serpente da cultura Maya. A exigência de sacrifícios humanos era parte dos rituais de adoração.



Pirâmide de Chichen Itza no México expõe a sombra da serpente como se estivesse descendo as escadas, produto do Equinócio. 

 

Também representado como … Quetzacoalt na cultura asteca. 


 

A serpente do deus sol Ra da mitologia egípcia. 

Shiva, o deus destruidor do hinduísmo. Observe a cobra em volta do seu pescoço, a posição de lótus e o boi no fundo da cena  símbolo usado para a adoração a Baal . 

A cobra kundalini ascendente para o terceiro olho. As mãos fazem o complexo sinal do 666 = o homem ascendendo a divindade.

A partir de uma perspectiva parcial, não existe uma grande diferença de objetivos entre as tábuas sumérias ou o mais recente filme blockbuster. Em ambos os casos, vemos as tentativas apaixonados  e muitas vezes bem sucedidas de Lúcifer para exaltar-se como um deus onipotente e “sábio” como nenhum outro e em busca de exaltar a filosofia humanista. Esses tipos de mentiras são tão atraentes para o homem, como é um doce dado de presente para uma criança, o ser humano é muito fácil de ser enganado, por isso a tarefa de Lúcifer não é complicada de se reconhecer por causa da irremediável natureza religiosa dos seres humanos, com seu vazio espiritual, tanta preencher um vácuo que só pode ser preenchido pela luz verdadeira, Jesus.

Um príncipe Sentenciado


Jesus foi claro em dizer que estamos em um campo de batalha espiritual, os constantes ataques de seu adversário, o diabo iriam saturar as mentes dos homens com mais intensidade do que no antigo Éden. Da mesma forma, o que se torna ainda mais surpreendente é a facilidade com que Satanás tem para fazer essas artimanhas valendo-se de seu poder na terra, absolutamente todas as áreas de trabalho seculares para para promover a sua agenda em troca de fama e poder, absolutamente todas as sociedades secretas querem estabelecer seu governo mundial anti-cristão. Também é claro que essas pessoas decidiram, por vontade própria, fazê-lo seu senhor. Devido desta escolha o próprio Jesus lhe atribuiu um título de poder :

“Eu não falarei muito convosco, porque o príncipe deste mundo, vem aí e ele nada tem em mim.” João 14:30

Este título refere-se a Lúcifer não só como uma alegoria, mas uma manifestação real  que opera a fim de arrastar-nos em sua rebelião contra Deus. Que mente tão confusa e manipulada poderia estar a favor dessa vã rebelião? Lamentavelmente, você não precisa vender sua alma para estar no lado errado, o poder da ignorância recruta mais satanistas do que a própria igreja satanista de Anton Lavey e a Bíblia nos assegura que isso continuará a aumentar até o fim dos tempos, quando então lucifer terá atingido o objetivo de ser adorado por todos a terra:

”E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder; e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela?” Apocalipse 13:4

  Porém em última análise, a figura de Lúcifer como o anjo caído, nos lembra da existência de um Deus superior, capaz de supera-lo com facilidade e, eventualmente, jogá-lo no lago de fogo por o seu erro. O final doloroso para o príncipe deste mundo e de seus seguidores.  
Temos uma série mais detalhada sobre Lúcifer:  http://apocalink.com.br/o-guia-moderno-sobre-anjos-caidos-e-demonios-quem-e-satanas-capitulo-1/#sthash.36xZs4H5.dpbs

CARIMBO

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Agenda Satânica de Hollywood: Filme “Demônio de Neon” revela a Face Verdadeira da Elite Oculta

“Demônio de Neon”  é um filme sobre a indústria da moda e sua obsessão com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *