Principal / Uncategorized / Kanye West – Vídeo “Sensual” para Nova Revista de Moda

Kanye West – Vídeo “Sensual” para Nova Revista de Moda

Aviso: Este post contém cenas de nudez e temas adultos.
Para o lançamento da nova
revista Anja Rubik, o fotógrafo e diretor Barnaby Roper, 25 anos, entrou
em parceria com Kanye West para fazer um vídeo dedicado
ao tema “erotismo”. O resultado é, bem, hum … satânico. Eu realmente
não posso encontrar uma outra maneira de descrevê-lo, porque não é nem
legal, nem divertido ou mesmo interessante.
Misturar imagens cristãs com BDSM tem sido feito ad nauseam
por praticamente todas as estrelas pop que a indústria tem decidido
enfiar em nós goela abaixo, e este vídeo só está querendo manter o
padrão. No entanto, hoje, na indústria não se trata mais em ser
“original”, “artístico” ou mesmo “chocante”, hoje a indústria é sobre
bombardear os jovens com um mesmo conjunto de imagens e significados até
que estejam completamente doutrinados.
Enquanto dizem que o vídeo fala
sobre fazer o erotismo “bonito”, muito provavelmente, a sensação é de
que ele está fazendo o erotismo parecer maligno e errado. Está cheio do
que eu chamo de “semi-subliminares”, imagens que são flashes de
uma fração de segundo, mas o tempo suficiente para serem reconhecidas. E
essas imagens não são muito bonitas. Vejamos algumas das cenas do
vídeo.
Kanye com um olho escondido e pentagramas
 invertidos … você sabe o que isso representa.
O vídeo começa com Kanye dizendo:

“Através de mim, o caminho para a cidade sofredora,
Através de mim, o caminho para a dor eterna,
Deixai toda esperança, ó vós que entrais aqui “.
Este é um trecho do poema épico
de Dante, “Inferno”, especificamente “Canto III: A Porta do Inferno”.
Como seu nome indica, essa parte do poema descreve o que está escrito no
Portão do Inferno – que é uma introdução um tanto estranha para um
vídeo sobre sexualidade. Convém um pouco, todavia, porque o vídeo fala
de dor, sofrimento e do mal.
O vídeo então é composto por
imagens de pessoas vestidas em cativeiro com um monte de efeitos
caleidoscópicos. As imagens piscam rapidamente e muitas contêm
simbolismo “chocante”. Bem, isso foi chocante em 1992. Agora é só
propaganda repetida.
Mulher de topless posando como Jesus Cristo … GÊNIO! Espere, não… muito podre.
Mulher com roupa representando a escravidão, com a cruz sobre o
 rosto e um pentagrama invertido (símbolo do satanismo) no fundo.
A cabeça de Baphomet pisca por uma fração de segundo durante o vídeo.
Serpentes emergem  da genitália da mulher … sexo = mal?
Uma mulher sendo sufocada com uma máscara estranha. Glamourizar a tortura 
e misturá-la com sexo é uma forma de a mídia de massa tentar rebaixar a juventude.
Brincando com um esqueleto (morte) e uma arma atirando… agora é sexy.
Crânio na genitália de uma mulher. Sexo = Morte?
O vídeo termina estranhamente com um triângulo com sua parte superior
 iluminada, algo que se assemelha a pirâmide com o olho que tudo vê.
Não há uma análise profunda
necessária para este vídeo: É apenas uma coleção de imagens
estereotipadas que a indústria continua bombardeando na juventude,
justapondo um símbolo sobre outro e criando associações na mente do
espectador. Por que a sexualidade sempre tem de ser associada à
violência, maldade e tortura? Por que a moda sempre tem que se parecer
como os filmes violentos e pornográficos, que retratam a violência crua e
real?
A resposta é complexa, mas
também bastante simples. Trata-se de uma forma de degradar a juventude,
mostrando-lhe o que é real e puro e o apresentando da maneira distorcida
e pervertida da elite.
Fonte: VC

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Sinais do fim: Rússia exibe ao mundo o Satan 2, seu novo míssil termonuclear

No meio de toda a recente tensão entre Estados Unidos e Rússia – com o …

2 Comentários

  1. meu brother!
    que Deus continue te abençoando sempre!
    gostaria de saber se posso postar algumas matérias no meu blog?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *