Principal / Uncategorized / FJÖGUR PÍANÓ, UM VÍDEO VIRAL SOBRE CONTROLE MENTAL MONARCA?

FJÖGUR PÍANÓ, UM VÍDEO VIRAL SOBRE CONTROLE MENTAL MONARCA?

O vídeo viral Fjögur píanó
foi visto milhões de vezes, mas muitos não entendem sobre o que ele
verdadeiramente fala. Embora haja uma grande dose de mistério sobre o
vídeo, uma coisa é certa: Há um monte de simbolismo de controle mental
nele. Assistir a Fjögur píanó é uma experiência estranha. Há o
Shia Leboeuf e uma garota nua, há um piano estranho tocando ao fundo, e
um monte de borboletas. Há dança, uma luta e pirulitos com pequenos
escorpiões dentro. Que diabos está acontecendo? E por quê? Não vou dizer
que este artigo vai totalmente decodificar esse quebra-cabeças, mas
muito de seu simbolismo sugere fortemente um conceito específico:
Controle Mental Monarca. Enquanto esse vídeo é único e original (ao
contrário de muitos dos vídeos analisados ​​neste site), não obstante,
ele contém muitos elementos clássicos do simbolismo de controle mental .
Quando esses símbolos são decodificados, a história começa a fazer um
pouco mais de sentido e uma mensagem subjacente começa a vir à tona.
Fjögur píanó faz parte da
série de vídeos que acompanha o novo álbum da banda islandesa Sigur
Rós. A banda pediu uma dezena de cineastas para que cada um escolhesse
uma música de seu álbum, Valtari, e filmasse um vídeo inspirado
nessa música escolhida. Todos os diretores receberam o mesmo orçamento
de $ 10.000 e “instruções nenhuma da banda”. Provavelmente devido ao seu
elenco de alto perfil e nudez inesperada, Fjögur píanó
rapidamente se tornou uma sensação viral, atraindo a atenção da mídia e
milhões de pontos de visualização em toda a web. O vídeo pode ser visto aqui (Aviso: Contém nudez, então use seu critério).
O vídeo foi dirigido por Alma
Har’el, um cineasta israelense, que é conhecido por dirigir vídeos
musicais de diversas bandas, bem como chamadas de TV para a primeira
campanha presidencial de Obama em 2008. Ao contrário de seus comerciais
de TV, o trabalho de Har’el para Fjögur píanó é estranho,
perturbador e difícil de compreender. Embora seja um pouco impossível
extrair uma narrativa coerente a partir do vídeo, a compreensão de
alguns de seu simbolismo ajuda a fazer sentido. Enquanto alguns possam
interpretar o vídeo como sendo sobre relacionamentos difíceis, há
elementos que parecem fazer alusão a algo mais profundo e perturbador.
Por exemplo, por que existem “pessoas de fora” controlando o ambiente
dos personagens principais? Vamos olhar para as cenas do curto vídeo.
Tontos e Confusos
Desde o início, é evidente que o
casal apresentado nesse vídeo estão muito confusos, não estão no
controle de seu destino e estão presos em um mundo muito restrito.
O casal acorda tonto e confuso em uma sala que costumava ter quadros pendurados na parede.
Shia e sua namorada
(interpretada por Denna Thomsen) acordam com todos os tipos de hematomas
e marcas em seus corpos, mas não se lembram por quê. Obviamente, um
monte de abuso e violência que lhes aconteceram no dia anterior.
Depois de acordar, Shia vê marcas de registro nas costas de Denna, semelhante aos 
usados ​​por presos para contar os dias atrás das grades. Isso sugere que duas pessoas estão em
 estado de confinamento forçado, e a “prisão” é, aparentemente, seus próprios corpos.
O casal então se envolve em uma dança coreografada que alude à sexualidade misturada com dominação e violência.
Enquanto dançam, Shia e Denna estão vestindo as roupas um do outro. No controle
mental, o conceito ocultista da união dos opostos é extremamente importante e é utilizado
durante a programação. Shia e Denna, na verdade, são dois lados de uma mesma pessoa?
No final da dança, Shia e Denna
realizam um gesto simbólico: Eles “removem” o rosto com a mão e depois
os largam. O conceito de remoção de rostos ou máscaras é usado na
programação de controle mental real para representar a remoção e
posterior substituição da personalidade central com alter personas.
No contexto do vídeo, há um sentido definido de perda e confusão de
identidade entre os dois. Eles podem ser até mesmo dois lados opostos da
mesma pessoa.
Os Manipuladores
Após a dança, dois caras
estranhos entram na sala e dão ao casal de aparência suspeita pirulitos
com escorpiões dentro. Uma vez que os escorpiões são conhecidos por
serem insetos venenosos, não há razão para acreditar que esses pirulitos
não são apenas pedaços de doce, mas muito provavelmente drogas que
alteram o estado da mente, tais como aquelas usadas ​​na programação de
controle mental. O casal ansiosamente chupa esses pirulitos, indicando
que eles estão irremediavelmente viciados neles.
Distraído pelo doce dado pelos seus manipuladores, Shia não parece 
perceber que ele está sendo vendado e levado para um passeio.
Apenas por meio do sopro, os
manipuladores são capazes de fazer o casal ir para onde ele quiserem. O
fato de nenhum contato físico ser necessário para controlar o casal
implica que é realmente sobre … controle mental.
Enquanto os manipuladores estão levando o casal para outro local, a câmera focaliza 
uma imagem com o sinal de um olho, juntamente com um buraco no coração – símbolos 
associados e utilizados em programação Monarca.
O casal é conduzido em um carro onde eles fazem um passeio “virtual”, com um dos manipuladores no assento do motorista.
O carro não está se movendo mas as imagens projetadas em uma tela dão a impressão 
de que eles estão indo para lugares exóticos. Essa é uma reminiscência do conceito de 
dissociação no controle mental; o processo de fazer o sujeito do controle mental
 desconectar-se da realidade, mentalmente transportando-o a algum lugar, sem 
realmente estar se movendo.
Em outra cena, não há nem mesmo um carro. Em outras palavras, trata-se de ilusão.
 O “passeio” de fato está acontecendo nas mentes das vítimas e dos manipuladores
 (em MK, manipuladores estão frequentemente sob o controle mental também).
Dentro do carro, o casal está completamente obcecado com os pirulitos, lambendo-os em
 uma forma lasciva e sexual. As estampas de animais nas roupas de Shia dentro do carro 
indicam para a Programação Beta (também conhecida como Sex Kitten). Nesse tipo de
 programação, os escravos MK muitas vezes recebem indutores fármacos de libido.
De Volta ao Quarto
Após o passeio psicodélico, o
casal é levado de volta para seu quarto. As paredes vazias agora estão
cheias de quadros com borboletas mortas, uma visão que visivelmente
atrapalha o casal. Após o burburinho das drogas, a dura realidade se
instala e o casal parece ter um raro momento de lucidez.
Shia está extremamente preocupado com as borboletas na parede. Elas não estão ali
simplesmente para decoração – elas representam algo profundamente sombrio. 
Talvez elas os lembram do seu estado de controle mental?
O casal torna-se sexy e sensual,
mas Shia parece estar obcecado com um rosto específico, que ele desenha
no corpo de Denna. Em seguida, ele desenha o rosto no papelão.
Inconfundivelmente com o terceiro olho brilhante, Shia desenhou o rosto de 
seu manipulador em Denna. Ela é uma criação de seu manipulador?
Como se estivesse confirmando o
fato de que Denna é uma divisão da personalidade de Shia criada pelos
seus manipuladores, Denna imediatamente mostra o que ela realmente é.
Denna pega uma moldura de uma borboleta da parede e mostra a Shia, como se estivesse 
dizendo: “Olha, isso é o que está acontecendo conosco. Estamos sob o controle mental!”.
Shia, em seguida, parece
extremamente confuso, indo de lágrimas, a riso e a raiva. Obviamente não
feliz com o que Denna lhe disse, ele quebra o quadro de borboleta.
Neste ponto, Denna aparentemente desaparece e Shia fica sozinho – uma
outra dica que aponta para o fato de que ela é parte de sua
personalidade dividida. Em seguida, ele faz algo que é encontrado em
quase todos os vídeos temáticos de controle mental:
Shia quebra um espelho, uma imagem simbólica que representa sua tentativa de romper
 com sua programação. Se você ler outros artigos neste site, você saberá que esse gesto 
é quase inevitavelmente encontrado na ficção relacionada ao controle mental.
Depois de destruir seu quarto, Shia encontra sua namorada de novo (ou o lado oposto de si mesmo) e começa a bater nela.
Enquanto o casal luta, uma cena mostra uma boneca de porcelana sendo quebrada e com 
sangue
saindo dela. Na programação de controle mental, os escravos são
descritos frequentemente como bonecas ou bonecos, que representam sua
impotência contra os seus manipuladores.
Após a luta, Shia adiciona uma
marca de registro na parte de trás de Denna – nada como um dia de um
escravo do controle mente. Exausto, ele adormece.
Shia dorme ao lado da mesma borboleta com a qual ele acordou . Apesar 
de todos os seus esforços, ele ainda está em programação Monarca.
Os manipuladores, em seguida,
entram na sala para limpá-lo e para remover os quadros da parede,
deixando-o no mesmo estado em que estava na manhã anterior. O casal
então acorda da mesma maneira que fazia antes, com os mesmos hematomas e
cicatrizes. Eles começam mais um dia na interminável e entorpecente
vida que é a vida de um escravo de mente controlada.
Conclusão
Fjögur píanó é um vídeo
enigmático e estranho que tem sido descrito como uma “seqüência de
sonho, sem uma narrativa” por alguns críticos. No entanto, ao
decodificar o simbolismo do vídeo, descobrimos que há uma história sendo
contada, aquela que é contada de uma forma muito figurativa. A
explicação “oficial” do vídeo diz que se trata de um relacionamento
difícil e as muitas borboletas representam “coisas bonitas que morrem
rápido”. Embora isso possa explicar algumas partes do vídeo, há outros
elementos que não podem ser ignorados. O casal está, obviamente, vivendo
em um estado de prisão virtual, onde cada aspecto de suas vidas é
manipulado por forças externas: o ambiente da vida de Shia e Denna é
controlado e modificado pelos manipuladores; eles são drogados, têm os
olhos vendados e são levados à força a estranhas viagens dissociativas, e
suas tentativas de se libertar são inúteis. Em suma, o casal é
totalmente impotente contra o mundo à sua volta – a única coisa que ele
pode fazer é adicionar outra marca de registro na parte de trás de
Denna.
Em uma questão artística e elegante, Fjögur píanó
conta a história de escravos de controle mental. Apesar de muitos terem
aplaudido o “gênio” do vídeo, a maioria não tem entendimento do seu
significado subjacente. No final, os espectadores que assistem ao vídeo
são como o casal em Fjögur píanó: levado para um passeio, sem nenhuma ideia de onde eles estão sendo levados.

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Sinais do fim: Rússia exibe ao mundo o Satan 2, seu novo míssil termonuclear

No meio de toda a recente tensão entre Estados Unidos e Rússia – com o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *