Principal / Uncategorized / Apocalipse nuclear: inventaram a pílula antirradiação

Apocalipse nuclear: inventaram a pílula antirradiação

Chega de temer o apocalipse nuclear: inventaram a pílula antirradiação 
(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)
Você já deve ter lido sobre o que acontece quando somos expostos à radiação, não é mesmo? Dependendo da dose, o efeito pode até ser fatal. Porém, de acordo com o site io9, já não precisamos mais temer um apocalipse nuclear, pois a companhia biofarmacêutica ONCONOVAparece ter desenvolvido um medicamento capaz de tratar o envenenamento pela radiação de forma bem eficiente.
Segundo a publicação, o medicamento em questão se chama Ex-RAD e funciona tanto se é administrado antes como depois da exposição à radiação. O “antídoto” foi testado em um grupo de ratinhos, que foram expostos a uma quantidade de radiação suficiente para matar a maioria dos seres no prazo de duas semanas. Os resultados mostraram um índice de sobrevivência de 88% entre os animais que receberam o medicamento.
Conforme explicou a ONCONOVA, o medicamento evita que o DNA exposto à radiação seja destruído, além de ajudar o material genético que já sofreu danos a se recuperar. Além disso, o Ex-RAD também impede a produção de uma proteína específica responsável por provocar a morte celular. O medicamento está disponível na forma de pílula e injetável, e por questões de segurança ainda não foi testado em humanos.

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Macron avisa que anunciará seu próprio plano de paz se Trump demorar

Emmanuel Macron e Donald Trump. (Foto: Getty Images) Se o presidente dos EUA, Donald Trump, …

Um comentários

  1. "Além disso, o Ex-RAD também impede a produção de uma proteína específica responsável por provocar a morte celular."
    Traduzindo: ao invés de Apocalipse Nuclear, teremos um Apocalipse Zumbi!
    Aliás, eu prefiro assim também. Muito mais divertido.

    Apesar que com a radiação, vêm os Pokémons e os X-Men, né?
    Agora fiquei em dúvida…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.