Principal / Uncategorized / Vídeo: Muçulmanos queimam homossexuais vivos no Iraque

Vídeo: Muçulmanos queimam homossexuais vivos no Iraque

A sessão de agregação de notícias do site Free Republic colocou no ar há poucos minutos um link para um vídeo que o blog anti-islâmico Answering Islam colocou no ar dia 19 de abril último, terça-feira.

O vídeo havia sido originalmente colocado no YouTube, mas, claro, foi removido em poucas horas.

A postagem mais antiga deste vídeo que consegui encontrar foi a do blog anti-islâmico Islam Watch, de 09 de abril, postagem à qual cheguei a partir do blog antí-islâmico Creeping Sharia. Na página do Islam Watch somos informados de que a barbárie aconteceu no Iraque. Só que esta postagem do Islam Watch contém, na verdade, um link para uma página em árabe e nela não se vê o vídeo. Assim, a postagem mais antiga em que ainda se consegue ver o vídeo é mesmo a do Creeping Sharia, ao menos que eu tenha conseguido achar.

Como  não sei árabe, não posso dizer se o vídeo de fato é do Iraque e se os coitados que os monstros queimam vivos aí são são mesmo gays. Mas se trata, é óbvio, de uma barbárie perpetrada por muçulmanos observantes contra desafetos seus. Pode perfeitamente bem ter acontecido no Iraque, hoje uma terra de ninguém onde facções terroristas muçulmanas operam livremente, e pode muito bem ter sido dirigida contra bichas, ou pessoas sendo acusadas de serem, já que os muçuns observantes são unânimes: veado tem que morrer — dê uma olhadinha na postagem do Creeping Sharia, ela traz vários outros vídeos de clérigos muçulmanos dizendo qual a postura ortodoxa do Islam em relação às bichas.
 
 
Os esquerdistas e seus protegidos gays fariam bem em assistir filmagens como estas. Dentro de alguns anos, cenas assim vão acontecer na Europa, é só o número de muçulmanos continuar crescendo lá.
Aí esse pessoal vai chorar de saudades do valente deputado Jair Bolsonaro, que não pregava o assassinato das bichas, só que o pai desse uns murros no filho que começasse a desmunhecar, que é pra ele virar homem. Vamos ver se então a patrulha pró-bicha vai ter culhão de se voltar contra os muçulmanos com a fúria que se voltaram contra o Bolsonaro ou se vão se acovardar  como bichas que são e por o rabo entre as pernas quando o perigo de críticas a perseguições reais contra os homófilos for pra valer.
O deputado Jair Bolsonaro em 2031, quando a tortura, a perseguição e o assassinato de bichas na Europa, por parte de muçulmanos devotos, já vai ter virado noítica diária:
Já estão com saudades, bicharada?
Talvez eu não fosse tão ruim afinal, hein?
***

 

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Sinais do fim: Rússia exibe ao mundo o Satan 2, seu novo míssil termonuclear

No meio de toda a recente tensão entre Estados Unidos e Rússia – com o …

11 Comentários

  1. O autor desse blog se esconde por trás de uma máscara cristã/evangélica para expor seus reais sentimentos e opiniões homofóbicas aos gays, gerando ainda mais o sentimento de desprezo ao verdadeiros e reais cristãos, e fique ciente que quando o cara é gay pode socar a vontade quando desmunheca, que o cara sempre vai ser gay!

    • Meros acusadores! homofobia não existe, se os homossexuais devem ser tratados como pessoas normais, então não deveria ser necessário que se criassem leis especificas e especiais que os diferenciam da legislação comum a todos os cidadãos. Existe diferença entre ser homossexual e ser ativista gay que quer instaurar e nos condicionar a seu modo de vida sórdido.
      Tentem fazer isso com os islamicos e serão queimados vivos, porque eles não toleram se quer um corte de cabelo de um emo, eles matam, ressuscitam e matam de novo, certos de que fizeram justiça.

  2. MISERICÓRDIA,ALMAS QUEIMADAS VIVAS É DEMAIS PRA MIM….
    É óbvio que um governo cristão verdadeiro não faria dessa forma, mas creio que somos peregrinos aqui,logo vamos embora pela esperança da salvação em Cristo para provar um governo justo e de amor.
    Apesar da agressividade do apocalink a respeito de homossexuais,é necessário entender que foi feita uma comparação de como é tratado o assunto em legislações diferentes e em nações regidas pelo islã,que não toleram desvios até menores do que este.
    Quanto á forma de tratamento aqui,vejo que estão tentando nos impor a obrigatoriedade de se aceitar o injusto pelo justo,como se não bastasse a impunidade quanto a corrupção e leis que protegem assassinos e etc.
    QUERO SABER SE ALGUÉM CONHECE ALGUM EVANGÉLICO QUE FICA ESPANCANDO OU BATENDO ATÉ A MORTE EM SEUS FILHOS PARA QUE NÃO SEJAM GAYS?
    FAÇAM UMA PESQUISA PARA SABER QUANTOS GAYS FORAM DISCRIMINADOS EM IGREJAS EVANGÉLICAS E FICARÃO ENVERGONHADOS AO SABEREM QUE A MAIORIA SÃO CASADOS E AGORA TÊM ATÉ FILHOS!
    NOS ROTULAM DE CRENTES FANÁTICOS,DE EVANGÉLICOS TROUXAS,DE ALIENADOS,DE IGNORANTES E MUITO MAIS,
    AGORA SE CHAMARMOS UM HOMOSSEXUAL DE "BICHA" É O FIM DO MUNDO!
    ESSA É UMA GUERRA EM QUE NÃO HAVERÃO VENCEDORES,MAS QUANDO SE MANIFESTAR A VERDADE EM RESPLENDOR DE GLÓRIA,OS QUE QUEREM VIVER COMO EM SODOMA E GOMORRA CONHECERÃO A SUA CIDADE QUE É ONDE HABITA O CHORO E O RANGER DE DENTES.

  3. "Aí esse pessoal vai chorar de saudades do valente deputado Jair Bolsonaro, que não pregava o assassinato das bichas, só que o pai desse uns murros no filho que começasse a desmunhecar, que é pra ele virar homem."

    Violência só gera mais violência… AFF
    Eh, começa assim: Bate no filho quando ele começa a demonstrar sinais de ser homossexual, depois quando ele cresce e vê que não pode ir contra a própria natureza, aos pais e conhecidos evangélicos se dão conta disso e o espancam até a morte… NOSSA… Vocês são um exemplo do "amor" do seus dEUs hein?

  4. O que o autor desse post não percebe, é que em um governo teocrático evangélico, esse tipo de execução seria comum, sem falar que matar homossexuais deixaria de ser visto como um crime… ¬¬ (é fácil falar do cisco no olho do outro, mas a trave no próprio olho, nem se dá conta, né?)

  5. Pura verdade…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *