Principal / PEDOFILIA / YouTube está permitindo Sexualização de Crianças (E está monetizando)

YouTube está permitindo Sexualização de Crianças (E está monetizando)

Algo bizarro e incompreensível está acontecendo no YouTube. Por um lado, a plataforma de vídeo tem trabalhado duro para desmonetizar e não recomendar vídeos que poderiam “desinformar os usuários” (ou seja, teorias da conspiração). Por outro lado, o YouTube não para de permitir a proliferação de milhares de vídeos profundamente perturbadores que sexualizam crianças.
De fato, por um lado, o YouTube está usando o avançado “sistema de detectamento”, combinado com um exército de moderadores humanos, para censurar vídeos que consistem basicamente em adultos discutindo tópicos que podem ou não ser 100% fato. Mas, por outro lado, o YouTube está lucrando com vídeos que exploram clara e inequivocamente crianças para o prazer dos pedófilos. Talvez eu seja louco, mas uma dessas coisas é muito pior que a outra.
Há dois anos, publiquei um artigo intitulado Vídeos Infantis no YouTube: Há Alguma Coisa Muito Errada, que mostrou o conteúdo chocante, perturbador e traumatizante encontrado em inúmeros vídeos destinados a crianças. Visto que esses vídeos costumam usar personagens populares como a Elsa para atrair crianças para assistir aos vídeos, esse fenômeno perturbador foi apelidado de Elsagate por alguns fóruns online, incluindo o Reddit.
O artigo de 2017 também continha uma seção intitulada “Servindo os Pervertidos”, que expôs vídeos que são claramente feitos para agradar “amantes de crianças”. Esses vídeos mostram crianças vestindo roupas inadequadas e fazendo coisas inadequadas, enquanto os pervertidos assistem e postam comentários inadequados.
A existência desses vídeos causou muita controvérsia nos últimos dois anos. No entanto, nenhuma ação clara foi tomada pelo YouTube para impedir isso. Na verdade, as coisas pioraram.
O vídeo abaixo expõe a extensão perturbadora do problema (ative as legendas em português). Ele explica como um usuário normal do YouTube pode acabar numa brecha que leva a “vídeos recomendados” que consistem basicamente em exploração infantil. Os comentários são principalmente “elogios” e timestamps para as partes mais “reveladoras” dos vídeos. Em suma, é uma rede de pedófilos dentro do YouTube.
Na descrição, MattsWhatItIs escreveu:
O algoritmo recomendado do YouTube está facilitando a capacidade dos pedófilos de se conectarem uns aos outros, trocarem informações de contato e vincularem o CP real nos comentários. Consigo consistentemente ter acesso a isso de contas do YouTube, antes inéditas, através de vídeos inócuos em menos de dez minutos, em algumas vezes com menos de cinco cliques. Além disso, tenho evidências em vídeo de que esses vídeos estão sendo monetizados pelo YouTube, marcas como McDonald’s, Lysol, Disney, Reese’s e muito mais.

Indo mais fundo no território do WTF, crianças estão fazendo vídeos de ASMR. ASMR significa “resposta meridiana sensorial autônoma” e é descrita como “uma combinação de sentimentos positivos e uma sensação distinta de formigamento na pele”, quando alguém é exposto a sons visuais específicos, como alguém sussurrando.
Há vídeos no YouTube de crianças fazendo esse tipo de coisa. E esses vídeos claramente atendem aos pervertidos. Aqui está um vídeo que resume o problema.
Por que esses vídeos existem (e estão sendo monetizados) enquanto outros estão sendo retirados da plataforma por razões dúbias? Em 25 de janeiro, uma postagem no blog do YouTube anunciou a remoção de “vídeos de conspiração” de seu sistema de recomendação.

“Começaremos a reduzir as recomendações de conteúdo limitado e conteúdo que poderia desinformar os usuários de maneiras prejudiciais – como vídeos promovendo uma cura milagrosa falsa para uma doença grave, afirmando que a Terra é plana ou fazendo afirmações descaradamente falsas sobre eventos históricos como o 11/9”

Não é necessário dizer que o algoritmo de recomendação do YouTube é uma importante fonte de tráfego para os criadores de conteúdo do YouTube. Os criadores dos vídeos afetados por essa política (que é extremamente ampla e subjetiva) terão dificuldade em alcançar seu público-alvo. Observe também que, em um movimento clássico de manipulação, o post do blog usa a ridícula ideia da “terra plana” para justificar a censura de uma ampla gama de tópicos, incluindo o 11 de setembro e inúmeros outros que não são mencionados lá. Então, a pergunta precisa ser feita: por que o YouTube não usa seus recursos de “censura” para combater um problema real, urgente e profundamente perturbador? 
Há crianças reais que estão sendo usadas por adultos inescrupulosos para gerar dinheiro e construir uma rede de pedófilos no YouTube. Por que o sistema de detectamento não é usado para combater esse mal em vez de censurar opiniões discutíveis e sufocar a liberdade de expressão? Quando se suspeita que o YouTube possa estar diretamente conectado com a elite oculta, a resposta se torna óbvia.

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

A Exploração do “Menino Drag” Desmond is Amazing

Desmond é um artista drag de 11 anos que se tornou um queridinho da mídia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.