Principal / Uncategorized / VÍDEO: Bicha homo-fascista imunda ataca manifestação pacífica da TFP americana a favor do casamento tradicional

VÍDEO: Bicha homo-fascista imunda ataca manifestação pacífica da TFP americana a favor do casamento tradicional

Ativista pró-homossexual rasga violentamente faixa da TFP em Fairport, Nova Iorque.

John Ritchie: TFP Student Association, 6 de junho de 2011
A Associação de Alunos da TFP
foi atacada enquanto fazia demonstração pacífica pelo casamento
tradicional
em Fairport, Nova Iorque, em 2 de junho.
Quando jovens voluntários se postavam com cartazes na esquina entre Main Street e Church Street,
um pro-homossexualista atirou-se contra a faixa de 4 metros do grupo, que tinha os  dizeres “O casamento criado por Deus = 1 Homem & 1 mulher.” A
faixa, segurada por três voluntários, foi derrubada e violentamente
despedaçada.
[N. do T: esse pessoal da TFP está mole demais. Se fossem
muçulmanos  os responsáveis por uma manifestação de rua qualquer, esse veado nunca
mais arrumaria ninguém pra lhe comer a bunda depois de fazer uma coisa
destas, porque passaria o resto da vida tetraplégico — no caso
improvável de sobreviver
].
 
O agressor também ameaçou destruir as
câmercas que o grupo usava para documentar suas campanhas por valores
morais. “Vou quebrar sua câmera”, disse ele. Aproximando-se de outro
voluntário da TFP que segurava um cartaz que dizia “Buzine pelo
Casamento Tradicional,” o agressor disse: “Você vai me dar seu cartaz ou
eu vou precisar rasgar ele também !?”
Agressão com garrafa de vidro
Em um incidente separado na mesma manifestação, um outro apoiador do “casamento gay
atirou uma garrafa no voluntário da TFP Michael Shibler, desde um
veículo em movimento. A garrafa o atingiu na testa, causando inchaço e
sangramento. A políca local está investigando ambos os incidentes.
“Estas táticas de intimidação
não diminuem nem de leve minha resolução em continuar a promover a
verdade sobre o casamento na caridade. Nossa casa é nobre e venceremos,”
disse Shibler. [N. do T: vocês já perderam, seu idiota]

“Alguns dizem que o casamento
‘de mesmo sexo’ não faz mal nem afeta ninguém. Bem, eu acho que minha
cabeça latejante é um bom exemplo de como ele faz mal às pessoas.
Proponentes da anti-família gostariam de silenciar completamente meu
direito da primeira emenda à liberdade de expressão,” disse ele. “Embora
exijam tolerância pelo que chamam de ‘diversidade’, eles são totalmente
intolerantes em relação a pontos de vista divergentes.” 

 
Voluntários da TFP e membros do Cidadãos por uma Comunidade Decente uniram forças em  Rochester, Nova Yorque, para defenderem o casamento tradicional.

Em sua tournée pelo casamento tradicional, os membros da Ação Estudantil da TFP estão distribuindo um panfleto intitulado 10 Razões por que o “casamento tradicional’ é prejudicial e devemos nos opor a ele. Ele exorta os nova-iorquinos a resistirem pacificamente ao avanço do assim chamado movimento pelos direitos dos gays.


[Fim do artigo]
Que mané demonstração pacífica
de TFP bunda-mole que nada. Esta aqui sim é a cara que deveria ter uma 
 saudável manifestação de rua de nós que defendemos a liberdadee  que desejamos
nos fazer respeitar por esquerdistas, bichas e muçulmanos:
 

 

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Sinais do fim: Rússia exibe ao mundo o Satan 2, seu novo míssil termonuclear

No meio de toda a recente tensão entre Estados Unidos e Rússia – com o …

2 Comentários

  1. Por isso que eu sempre pesnso assim.. veado nao tem que ser respeitado . Por Que ? por que respeitamos tanto que acabamos dando espaço pra eles.
    É por isso que hoje em dia crianaças confusas acabam virando veados.. (gays)
    Nas Escola do meu sobrinho crianças e jovens de 13 a 16 anos … a maioria sao gays.. coisa que a + ou – 5 anos atras era diferente.
    Parada Gay,Kit Gay,Programas para Gays.. devem sim ser condenados… isso tá gerando é confusao na cabeça das pessoas.
    Morte aos Filhos da pulta gays! e aos maçons! (pARABENS PELO SEU BLOG. NAO ENXERGA QUEM NAO QUER.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *