Principal / Uncategorized / Por Que Tantos Pastores Estão Terrivelmente Cegos com Relação aos Tempos Proféticos em Que Vivemos? — Parte 1

Por Que Tantos Pastores Estão Terrivelmente Cegos com Relação aos Tempos Proféticos em Que Vivemos? — Parte 1

 

Por
que os pastores não enxergam que todas as guerras no século XX tiveram o
propósito de produzir o Anticristo? A profecia bíblica é tão clara que
essa verdade pode ser conhecida com base unicamente nas Escrituras.

“… dizei-nos coisas aprazíveis…” [Isaías 30:10] é o desejo de muitos pastores, enquanto Jesus Cristo lamenta, “… pois que não conheceste o tempo da tua visitação.”
[Lucas 19:44] Muitos pastores recusam-se a acreditar que a enganação
inigualável predita em Mateus 24:24 aplica-se aos eventos e aos líderes
dos dias atuais.

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está
sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas
notícias do dia-a-dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma.

Agora você está no
APOCALINK

Muitos frequentadores do APOCALINK regularmente
nos escrevem e reclamam que, apesar de apreciarem nossos artigos por
abrirem seus olhos espirituais para o que está acontecendo no mundo e
para que possam entender melhor o que está acontecendo e se prepararem
para os desastres vindouros, eles se sentem frustrados porque seus
pastores recusam-se a ver a verdade! Realmente, muitos pastores estão
tão cegos quanto morcegos no que se refere ao discernimento das
personalidades e dos eventos no campo da política e da guerra, e eles se
recusam teimosamente a pelo menos considerar a verdade.
Como isso é possível? A Bíblia nos ensina que os cristãos devem estar especialmente equipados
com a Bíblia e com o Espírito Santo para discernir o tempo em que
vivem, os líderes e a política de seu tempo. Veja as advertências da
Bíblia:
“… o coração do sábio discernirá o tempo e o juízo.” [Eclesiastes 8:5].
“Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve.” [Malaquias 3:18].
“Ora, o homem natural não
compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e
não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” [1 Coríntios 2:14].
Sendo assim, por que a maioria dos pastores cristãos
acreditam que, por exemplo,  o ex-presidente Bush é um cristão nascido de novo, quando, na
verdade, existem enormes evidências que ele é totalmente Iluminista? Por
que a maioria dos pastores acredita na propaganda da razão para os EUA
irem à guerra no Iraque? Por que os pastores recusam-se a perceber os
perigosos tempos proféticos em que vivemos, enquanto estamos prestes a
perder nossas liberdades para o mesmo presidente que diz que precisa
dessas leis ditatoriais para que possa “combater o terrorismo”?
Por que os pastores estão encorajando um hiperpatriotismo que alcança dois objetivos iluministas?
  1. Encorajar os jovens cristãos da igreja a
    ingressarem nas mesmas Forças Armadas que estão lutando uma guerra para
    produzir o Anticristo;
  2. Encorajar todos os membros da igreja a terem esse governo Iluminista em alta estima.
Onde está o discernimento deles? Por que os pastores
cristãos de hoje tornaram-se impotentes pela propaganda que nos cerca,
incapazes — ou indispostos — de verem a verdade dos eventos e líderes
dos dias atuais? Teria Satanás descoberto um modo de remover o
“discernimento espiritual” citado em 1 Coríntios 2:14, tornando então um
líder letrado na Bíblia totalmente incapaz de aplicar os princípios
espirituais aos líderes e eventos de nossos tempos?
Jesus Cristo lamentou a cegueira espiritual dos líderes religiosos de Seu tempo:
“…sabeis discernir a face do céu, e não conheceis os sinais dos tempos?”
[Mateus 16:3] Jesus estava muito decepcionado com os fariseus e
saduceus, pois eles estavam deliberadamente desencaminhando o povo com
suas palavras, ações, e críticas ao Seu ministério. As escrituras
hebraicas (o Velho Testamento) traziam aproximadamente trezentas
profecias específicas pelas quais o povo poderia reconhecer o Messias;
Daniel 9:24-26 trazia uma profecia muito especifica que previa o dia em
que o Messias seria proclamado ao povo , e ainda assim eles não perceberam a realidade de que a profecia estava sendo cumprida e que o Messias estava no meio deles.
Da mesma forma, a Bíblia contém aproximadamente
trezentas profecias pelas quais saberemos que o fim dos tempos chegou; a
grande maioria dessas profecias já se cumpriu, ou o palco já foi
preparado para o cumprimento delas. Você pode pensar que muitos pastores
fundamentalistas, que crêem na Bíblia, deveriam estar no controle da
situação, apontando para os membros de suas igrejas a hora avançada em
que nos encontramos, mas esses homens encontram-se calados por uma série
de motivos, sendo um deles a eficácia da atual propaganda da mídia de
massa, que está enganando até mesmo aqueles que conhecem a Bíblia!
(Vamos nos aprofundar mais nesse assunto posteriormente neste artigo).
Subitamente, Jesus voltou-se para os habitantes de
Jerusalém e declarou os mais terríveis julgamentos, pois eles não tinham
discernido os tempos proféticos em que viviam. Veja:
“E, quando ia chegando, vendo a
cidade, chorou sobre ela, dizendo: Ah! se tu conhecesses também, ao
menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isto está
encoberto aos teus olhos. Porque dias virão sobre ti, em que os teus
inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te estreitarão de
todos os lados; e te derrubarão, a ti e aos teus filhos que dentro de ti
estiverem, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, pois que não
conheceste o tempo da tua visitação.” [Lucas 19:41-44].
A ignorância não é desculpa para não conhecer o tempo de visitação profética! Mesmo que seu pastor se recuse a ver a verdade, você ainda será considerado responsável!
Um dos principais motivos para o povo de Jerusalém e
Israel serem fisicamente aniquilados foi porque não reconheceram Jesus
como o Messias, mesmo tendo recebido fortes e claras profecias pelas
quais deveriam ter percebido. Além disso, mesmo tendo Jesus criticado
constantemente os fariseus e saduceus pela maneira como ludibriavam o
povo, Jesus se recusou a permitir que o cidadão comum escapasse do
julgamento pelo fato de não perceber que o Messias estava entre eles. Da
mesma forma hoje, mesmo que a maioria dos pastores esteja dormindo com
relação as profecias, e se recusando a escutar, você não será livrado do
julgamento se não reconhecer os sinais proféticos. Por outro lado, você
será recompensado no Dia do Julgamento diante do Trono de Cristo se
reconhecer os tempos em que vivemos, mesmo que seu pastor esteja
propositalmente tão cego quanto o proverbial morcego!
Discernir o Tempo de Visitação Profética requer conhecimento das Escrituras — doutrina e profecia — e uma forte disposição de aplicá-las aos eventos do dia-a-dia.
Infelizmente, essa é a área na qual a grande maioria de pastores e
líderes bíblicos intencionalmente cegos estão falhando com o povo. Eles
não aplicam adequadamente seu conhecimento bíblico aos eventos e líderes
da atualidade. Estaremos discutindo rapidamente alguns desses problemas
neste artigo, por limitações de tempo e de espaço.

Os Pastores Deveriam Conhecer a Verdade Profética Mesmo Sem Terem Conhecimento Específico Sobre o Ocultismo

Mesmo tendo o apóstolo Paulo afirmado que estava
ciente dos ardis de Satanás [2 Coríntios 2:11] para que o Maligno não
obtivesse uma vantagem sobre ele, ele estava falando aos cristãos de
todas as eras para que fiquem igualmente atentos aos ardis de Satanás.
Todavia, a igreja cristã hoje não ensina os ardis do Maligno, ao ponto
de a maioria dos cristãos não reconheceriam o Maligno mesmo se ele os
segurasse pelos pescoços! O Apocalink  foi fundado
para preencher essa lacuna de estudar a feitiçaria de Magia Negra, pois
está profetizado que essa será a religião do Anticristo [veja Daniel
8:23-25], e estudar o bem elaborado plano ocultista pelo qual os
Illuminati pretendem produzir o Anticristo. Ao mesmo tempo, comparamos
esses planos com as profecias bíblicas e informamos que a maioria deles
cumpre as profecias exatamente.
Mas, ainda que um pastor cristão não tenha recebido nada do conhecimento sobr,
deveria sabre a NOM que o fim dos tempos está claramente sobre nós, e deveria
conhecer alguns fatos específicos que poderiam ser aplicados ao nosso
tempo. Estudaremos brevemente esse aspecto, e então entraremos em
algumas áreas especificas dessa cegueira intencional.
A Bíblia prediz alguns acontecimentos pertinentes
pelos quais seremos capazes de saber que o fim dos tempos está sobre
nós. Esses eventos são:

1. Governo Ditatorial, Economia e Religião Globalizados

“E faz que a todos, pequenos e
grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na
sua mão direita, ou nas suas testas, para que ninguém possa comprar ou
vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número
do seu nome.” [Apocalipse 13:16-17].
Esse é um dos versículos que possui mais ação em toda
a Bíblia! Para que esse versículo seja cumprido, um governo global e
ditatorial precisará ser instalado que obrigue todas as pessoas no mundo
a aceitarem esse “sinal da besta” como é comumente chamado. Ninguém
terá escolha; todos terão de aceitar esse sinal, ou serão mortos. Isso
requer uma ditadura global que possa manter controle sobre cada uma das
pessoas do planeta.
Conseqüentemente, quando as pessoas que conhecem a
Bíblia viram duas guerras mundiais inigualáveis acontecerem no planeta,
deveriam saber que o tempo do aparecimento do Anticristo tinha chegado.
Quando expositores da Bíblia vêem que cada uma dessas Guerras Mundiais
terminaram com uma tentativa de criar um governo global (as Nações
Unidas), deveriam conhecer a singularidade profética sem igual que
estava diante do mundo, pois uma guerra global nunca tinha acontecido
antes da 1ª e 2ª Guerra Mundial.
Quando vemos as Nações Unidas, cujas organizações
não-governamentais (ONGs) estão criando leis supostamente aplicáveis a
todas às nações do planeta, devemos saber que o “tempo da visitação”
está se aproximando. Quando vemos as etiquetas RFID que podem rastrear
todas as pessoas na face da Terra, e podem inclusive revelar que roupas
elas estão vestindo e que comida estão comendo, devemos saber que o
aparecimento do Anticristo está muito próximo.
Esse versículo também requer uma economia globalizada
e sem o uso de papel-moeda. Portanto, quando vemos na cena
internacional uma economia cada vez mais globalizada, e o crescimento
dos negócios globais por meio de fusões e/ou aquisições, devemos saber
que o fim dos tempos está próximo. Quando vemos tecnologia capaz de
combinar os requisitos políticos globais desse versículo com os
requisitos econômicos globais — o microcircuito implantável em seres
humanos da Veri-Corp — devemos saber que o Anticristo está muito
próximo.
Finalmente, esse versículo requer uma religião
global, pois é o falso profeta religioso que forçará as pessoas a
receberem a marca da besta e o principal motivo pelo qual essa marca
será colocada é para que as pessoas façam um juramento de lealdade ao
Anticristo. Dessa forma, quando vemos o pontífice católico romano
liderar o caminho para religião global, devemos saber que o fim dos
tempos está próximo.
A essência desse conhecimento é que, quando você vê os eventos tornando-se globais,
sabe que o mundo entrou em um período singular da história, um período
em que as preparações estão sendo feitas para o aparecimento do
Anticristo. Estes outros sinais relacionados a seguir também serão
globais e quando você os vir se tornando globais, os pastores deverão
saber que o fim dos tempos chegou.
2. O nascimento do Anticristo será gradual, consistindo de guerras, rumores de guerras, terremotos e fomes
“E ouvireis de guerras e de
rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso
tudo aconteça, mas ainda não é o fim.” [Mateus 24:6].
Jesus diz aqui que o período que levará ao
aparecimento do Anticristo [Mateus 24:15] demorará um longo tempo para
acontecer. Na verdade, demorará muito tempo. Vimos aproximadamente 2.000
anos de história desde que Jesus Cristo proferiu essa profecia, então
demorou realmente muito tempo para chegarmos aqui. Em todas as eras da
história, pessoas disseram que viam os sinais proféticos ocorrendo nos
eventos do dia-a-dia; no entanto, algumas outras pessoas que conheciam
suas Bíblias se levantaram para dizer que o fim dos tempos não poderia
ter iniciado, pois Israel não tinha retornado à sua terra e os eventos
não tinham se tornado globais.
Muitas guerras foram travadas antes do século XX, mas nenhuma delas foi global!
Neste momento, os pastores deveriam conhecer dois grandes conceitos que podem ser aplicados aos eventos do século XX:
O nascimento do Anticristo
consistirá em guerras mundiais, rumores globais de guerras, terremotos
em vários lugares e fomes em todo o mundo.
Portanto, quando a primeira guerra global — a Primeira Guerra Mundial
— foi travada, os líderes conhecedores da Bíblia e seus seguidores
deveriam ter percebido naquele momento que o fim dos tempos estava sobre
nós!
A Primeira Guerra Mundial foi batizada dessa forma,
pois nenhuma outra guerra havia sido global! Algumas outras guerras
tinham sido grandes, com grandiosas batalhas, e muita perda de vidas,
mas nenhuma havia sido global.
Esse fato deveria ter repentinamente chamado a
atenção, pois, imediatamente após o fim da 1ª Guerra Mundial, um grande
passo foi dado para iniciar o primeiro governo global, a Liga das
Nações!
Então, quando a segunda guerra global — a Segunda Guerra Mundial
— começou, aqueles que não perceberam o objetivo da primeira guerra
global deveriam ter percebido que o mundo estava vivendo em um período
de tempo muito singular! As pessoas deveriam ter percebido que o
Anticristo era o fim profetizado para o fim dessas guerras globais, e
que o mundo havia entrado naquele período. Quando o general americano
Dwight Eisenhower emitiu ordens para seus homens, imediatamente antes da
invasão, usou o termo “Nações Unidas”. Leia:
“Muito ocorreu desde os triunfos nazistas de 1940-41.
As Nações Unidas infligiram grandes derrotas aos alemães…”
[“Quartel-General Supremo, Folheto das Forças Expedicionárias Aliadas”,
general Dwight Eisenhower, 6 de junho de 1944, http://carlisle-www.army.mil/cgi-bin/usamhi/DL/showdoc.pl?docnum=203].
Na verdade, muitos informes da mídia de massa durante
os dois últimos anos da Segunda Guerra Mundial usaram o termo “Nações
Unidas” ao se referir às nações que haviam se juntado ao lado dos
aliados. O conhecedor da Bíblia deveria ter percebido que essa guerra
estava sendo travada para estabelecer o reinado do Anticristo.
Assim, quando a 2ª Guerra Mundial terminou
oficialmente e as Nações Unidas foram criadas, os estudiosos da Bíblia
deveriam ter chegado a três importantes conclusões:
  1. O Fim dos Tempos estava claramente próximo
  2. Estabelecer o Anticristo era o objetivo final
  3. Ambas a guerras mundiais foram travadas pelo
    motivo único e exclusivo de mover o mundo ao reinado do Anticristo. Esse
    ponto é importantíssimo!! A maioria das pessoas nunca aplicou
    devidamente esse conceito a essas duas guerras. Grande parte dos
    pastores e leigos ainda acredita que o motivo pelo qual fomos à guerra
    em ambas as guerras foi “para tornar o mundo um lugar seguro para a
    democracia”; especificamente no caso da Segunda Guerra Mundial, a
    maioria das pessoas ainda acredita que fomos à guerra para parar Hitler,
    mesmo havendo fortes evidências disponíveis ao publico há 60 anos que
    provam que Hitler foi criado pelos Illuminati globais para que pudessem
    promover a guerra contra ele, da mesma forma que Saddam Hussein foi
    criado para que pudéssemos empreender as Guerras do Golfo I e II contra
    ele!
Voltaremos a esse assunto na Parte 3 desta série e daremos muito mais detalhes.
Então, quando Israel renasceu, em 14 de maio de 1948,
todos os cristãos bíblicos deveriam ter percebido que o mais importante
sinal das profecias do fim dos tempos tinha acabado de ser cumprido. “As Promessas Bíblicas Referentes à Vindoura Restauração de Israel”
para ver maiores detalhes.] Muitos estudiosos da Bíblia concordam que o
cronômetro que marca a chegada do fim dos tempos não poderia começar a
funcionar até que Israel voltasse para sua terra! Contra todas as
probabilidades, Israel voltou à sua terra prometida! Israel nunca mais
será removido de sua terra novamente [leia Amós 9:11-15 e Obadias 17].
Os eventos posteriores que levarão Israel a aceitar seu falso Messias
puderam começar a ocorrer.

Jesus deu o período de tempo:

“Aprendei, pois, esta parábola
da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas,
sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas estas
coisas, sabei que ele está próximo, às portas. Em verdade vos digo que
não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam.” [Mateus 24:32-34].
Israel é definitivamente a “figueira” [“A Maldição da Figueira Estéril” — International Standard Bible Encyclopedia],
de modo que Jesus está dizendo que, quando virmos Israel começar a
voltar para sua terra [“ramos se tornam tenros e brotam folhas”], todos
os outros eventos profetizados na Bíblia ocorrerão antes de uma
“geração”; o Comentário Amplificado da Bíblia revela que, essa palavra,
“geração”, literalmente significa o tempo de vida de uma pessoa que vê
as folhas brotarem. No século XX, as pessoas têm vivido em torno de
80-90 anos. Quando o jovem Israel começou a voltar para sua terra, isto
é, quando os “ramos se tornaram tenros”? Muitos historiadores dirão que a
volta de Israel à sua terra tornou-se inevitável por causa da
Declaração de Balfour, de 1917. Se você adicionar 90 anos a essa data,
chegará a 2007; se adicionar 90 anos à data em que Israel se tornou uma
nação, chegará a 2038. Acreditamos que os eventos mundiais estão todos
convergindo para a data mais próxima, mas a humanidade terá de esperar
para ver como os eventos se desenrolarão.
Para reiterar, todas as pessoas que têm discernimento
bíblico devem ter percebido que tanto a 1ª quanto a 2ª Guerras Mundiais
foram travadas pelo motivo único de preparar o palco mundial para a
chegada do Anticristo, pela simples aplicação correta de seus
conhecimentos das Escrituras proféticas aos eventos atuais. Duas guerras
globais travadas pela primeira vez na história mundial e produzindo
também pela primeira vez um governo mundial, deveriam ter sido vestígios
suficientes.

Mesmo assim, muitos pastores não suspeitaram de nada!

Então: –

Quando o mundo entrou no período de quarenta anos
conhecido como “Guerra Fria” — um período de ameaça de confronto nuclear
global entre os EUA e a URSS — as pessoas deveriam ter percebido que
vivíamos em um período de “rumores mundiais de guerra”! Sem qualquer
conhecimento do plano ocultista do “Conflito Dialético” — Conflitos Controlados Causando Mudanças Controladas
— as pessoas deveriam ter percebido que um rumor mundial de guerras
estava seguindo as duas guerras mundiais! No Seminário 2, “America
Determines The Flow of History”, demonstramos como os Illuminati criaram
o comunismo e que a Guerra Fria foi tão falsa quanto uma nota de R$ 3 e
foi criada para mover as nações mundiais para o novo sistema, a
“síntese”, a Nova Ordem Mundial.

Então: –

Quando a Coréia do Norte invadiu a Coréia do Sul em
25 de junho de 1950, os cristãos bíblicos deveriam ter ficado alarmados
pelo fato de, mesmo tendo os Estados Unidos fornecido o maior
contingente de tropas e materiais, a guerra foi travada sob a bandeira
do novo governo mundial das Nações Unidas!
Sendo assim, logo após o estabelecimento do primeiro governo global na
história mundial, esse jovem governo global teve sua primeira
oportunidade de empreender uma guerra. Quando as forças de 22 países das
Nações Unidas [Comemoração da Guerra da Coréia, http://korea50.army.mil/history/chronology/timeline_1950.shtml] lutaram sob a bandeira azul e branca da ONU, todas as pessoas
familiarizadas com as profecias bíblicas deveriam saber que essa guerra
estava sendo travada para produzir o Anticristo.

Então: –

A Guerra do Vietnã é um pouco mais difícil para o
cristão comum perceber, mas também foi travada para produzir o
Anticristo. No entanto, como demonstramos no Seminário 2, essa guerra
teve o objetivo de produzir tremendas mudanças na sociedade americana.
Os Illuminati queriam mover uma geração inteira de jovens para longe dos
valores cristãos e para a cultura das drogas, um pré-requisito nacional
para a feitiçaria; essas foram exatamente as mudanças sociais causadas
pela Guerra do Vietnã. Todos os 58.000 soldados que pereceram, morreram
em vão, pois essa guerra foi lutada de modo a ser perdida.

Então: –

Quando Saddam Hussein invadiu o Kuwait em 2 de agosto
de 1990, o presidente George Bush, comandou a resposta. Em 16 de agosto
de 1990, o presidente Bush declarou em público, audaciosamente, que
essa guerra era da Nova Ordem Mundial! Veja o que ele disse:
“Essa guerra não irá se manter, pois ameaça a Nova Ordem Mundial”
Daquele momento em diante, muitos políticos começaram
a usar esse termo ou tentavam explicá-lo. O vice-presidente americano
Dan Quayle, a primeira-ministra britânica Thatcher e o presidente russo
Gorbatchev começaram a utilizar publicamente esse termo. Até mesmo o
evangelista Billy Graham entrou na onda! Após comparecer à Casa Branca
para orar com o membro da sociedade Caveira e Ossos, o presidente Bush, e
pedir a benção de Deus sobre a guerra da Nova Ordem Mundial, Graham
declarou:
“Talvez, dessa guerra venha uma nova paz e — como foi dito pelo presidente — uma Nova Ordem Mundial.” [Billy Graham And His Friends, Dr. Cathy Burns, pág. 6; leia um relato completo sobre os amigos maçons de Billy Graham .
A Cutting Edge e outros grupos cristãos começaram a gritar em alto e bom som que a “Nova Ordem Mundial” era o reinado do Anticristo!
O presidente Bush usou a permissão das Nações Unidas
como base de sua autoridade para declarar a guerra. Imediatamente após a
Guerra do Golfo I, chefes de estado viajaram para as Nações Unidas para
formalmente estabelecer uma força militar permanente.
Portanto, os cristãos bíblicos deveriam saber que a Guerra do Golfo I foi travada somente para produzir o Anticristo.
A Guerra do Golfo II foi travada para estabelecer o
Anticristo, embora o George W. Bush tenha criado um verdadeiro Conflito
Dialético com as Nações Unidas,
“O Fiasco do Presidente Bush no Iraque Está Levando o Mundo ao Governo
Concreto e Coercitivo das Nações Unidas”.] O presidente Bush ordenou a
invasão ao Iraque usando sua prerrogativa de líder de uma nação
soberana, mesmo que isso significasse ir contra o “desejo coletivo” das
Nações Unidas. Uma vez que a invasão do Iraque chegou ao ponto em que as
pessoas de todo o mundo perceberam que era um fiasco, a premissa
original das Nações Unidas foi considerada a melhor. Quando Bush
recorreu às Nações Unidas para obter mais dinheiro e apoio geral, muitas
pessoas começaram a acreditar que a soberania nacional é perigosa para a
“paz e segurança” mundial, e que as Nações Unidas seriam um melhor
órgão governante.
No entanto, no momento em que Bush ordenou a invasão
(20 de março de 2003), muitas profecias bíblicas começaram a ser
cumpridas. Pela primeira vez na história, o mundo tinha um microcircuito
implantável em seres humanos, que poderia ser colocado na mão direita
ou na testa de cada pessoa na Terra. A economia global estava avançada
no objetivo de criar uma economia sem papel-moeda, necessária para
cumprir a profecia de Apocalipse 13:16-18. Israel estava avançado no
objetivo de guerrear contra seus vizinhos árabes, em cumprimento a
inúmeras profecias. Seguindo os ataques de 11/9, governos eleitos em
todo o mundo começaram a exigir poderes mais ditatoriais imagináveis,
poderes nunca vistos desde os dias de Stalin e Hitler, tudo em nome da
“luta contra o terrorismo global”. Pela primeira vez, leis que concediam
poderes ditatoriais coercitivos aos governantes foram aprovadas em
países em que a população vai às urnas; claramente, esses países livres
cairiam sob o severo poder ditatorial necessário para cumprir a profecia
do sinal da besta. Finalmente, a tecnologia que irá definitivamente
localizar e controlar cada pessoa da Terra, para que elas sejam forçadas
a aceitar o sinal, tornou-se realidade.
Portanto, toda pessoa que conhece bem a Bíblia
deveria ter percebido que uma guerra no Oriente Médio neste momento da
história era inquestionavelmente uma guerra para produzir o Anticristo.
Onde estão os atuais líderes eclesiásticos nessa questão? Estão
basicamente adormecidos, seguros em suas ilusões. Muitos deles acreditam
que o presidente Bush é um homem bom e de Deus, e poucos deles têm
prestado atenção aos Bons Frutos Versus Maus Frutos do
presidente. Poucos líderes de igrejas prestaram atenção a verdade que,
para combater o terrorismo e preservar nossa liberdade, o presidente
Bush e o Procurador Geral Ashcroft exigiram — e receberam — poderes
extremamente ditatoriais!
Mas esse fato lamentável não muda a realidade que os
líderes eclesiásticos da atualidade deveriam ter percebido que essa
guerra contra o Iraque foi travada para produzir o Anticristo. Além
disso, quando os pastores incentivam o patriotismo em um nível elevado,
estão encorajando seu povo a jurarem forte lealdade e suporte emocional
ao próprio governo que está levando o mundo ao reinado do Anticristo;
essa situação é similar a tentar fazer os cristãos amarem o governo de
César que estava planejando lançá-los aos leões, pois esse governo está
planejando destruir os cristãos genuínos quando a ocasião apropriada
aparecer.
Esse hiperpatriotismo também está incentivando os
jovens da igreja a ingressarem nas forças armadas que estão lutando para
produzir o Anticristo!
Um desses pastores hiperpatriotas disse a um jovem de
sua congregação, que estava prestes a ir para o campo de treinamento,
“Filho, faça seu pai e sua mãe sentirem orgulho de você”! Isso se parece
muito com o plano dos Illuminati de coagir os jovens a prestarem o
serviço militar. Veja:
“O júnior irá para guerra, ou seu pai ficará
envergonhado. Então, o Júnior irá para a guerra, sem se opor ao
verdadeiro propósito dela.” [Behold A Pale Horse, William Cooper, pág. 63,].
Se esse Júnior compreendesse que estava indo para a
guerra para ajudar o Exército americano a lutar pelo Anticristo, teria
ficado tão animado para ir? Sendo assim, teriam seus pais cristãos
ficado tão animados para ele ir? Porém, lá está ele, pensando que está
fazendo algo maravilhoso ao se alistar no Exército neste momento da
história mundial, tudo porque seu sentimento patriótico foi tão
aumentado.
Que tragédia ver um pastor cristão, que deveria ter
melhor conhecimento ao aplicar as profecias bíblicas aos eventos
mundiais não compreender que o “tempo de visitação” está próximo!
3. Existirá uma conspiração global no fim dos tempos para preparar o mundo para o Anticristo. Quando a primeira besta se levantar, os principais líderes mundiais irão simplesmente entregar sua autoridade a ela. Veja:
“Porque Deus tem posto em seus
corações, que cumpram o seu intento, e tenham uma mesma idéia, e que
dêem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras de Deus.” [Apocalipse 17:17].
Portanto, devemos esperar que os líderes do fim dos
tempos executem um plano muito minucioso, com o qual gradualmente
mudarão os valores, atitudes e condições do mundo para que o Anticristo
possa então surgir e tomar o controle ditatorial na cena internacional! O
senso comum lhe dirá que esses líderes certamente não quererão que
seus cidadãos saibam o que eles estavam planejando secretamente, de modo
que vão do ponto A ao ponto Z, em ziguezague, mesmo que publicamente
lutem e discutam e às vezes até mesmo matem-se uns aos outros. Mas, por
baixo dos panos, estão “agindo em harmonia” para gradualmente executarem o plano global!
Sabemos que a única maneira de esses líderes agirem em harmonia é se concordarem com um plano. [Amós 3:3].
Portanto, os líderes cristãos conhecedores da Bíblia
devem estar atentos à ocorrência gradual dos seguintes eventos em um
período de tempo:
Guerras globais, rumores de
guerras em todo o mundo, economia global sem o uso do papel-moeda,
religião global, conspiração global, formação de um governo global
Isso tudo está profetizado, e descrevi muito
resumidamente os eventos do século XX! Os pastores não têm desculpa,
pois deveriam ter reconhecido o “tempo de visitação”! Sem nenhum
conhecimento especifico do ocultismo, os pastores deveriam ter acoplado
os eventos atuais com as profecias para perceber que o Anticristo estava
em gestação no mundo e que logo nasceria! Eles também deveriam estar
preparando os membros de suas igrejas!
Além disso, da última vez que verifiquei, os símbolos
maçônicos dos Mistérios Egípcios ainda estavam no verso da nota de um
dólar. Mesmo tendo o poder de ordenar que a Casa da Moeda retirasse
esses símbolos satânicos do dinheiro americano, o presidente Bush nada
fez. Isso significa que o governo atual dos Estados Unidos, sob a
liderança do presidente Bush, ainda está compromissado em estabelecer a
Nova Ordem Mundial, o reinado do Anticristo.
Agora, prossigamos para a Parte 2, para descobrir como o conhecimento específico do ocultismo que o nosso blog propicia pode permitir que um pastor veja a verdade do período de tempo
em que vivemos. Com base nesse curto conhecimento das Escrituras, no
entanto, você pode agora perceber que a Bíblia predisse precisamente os
principais eventos do século XX e não teria falhado para com o cristão
conhecedor da Bíblia. Se esse tipo de cristão tivesse aplicado os
eventos históricos e do cotidiano a essas Escrituras, teria percebido
que o fim dos tempos e a ascensão do Anticristo estão muito próximos.
Fonte 

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Macron avisa que anunciará seu próprio plano de paz se Trump demorar

Emmanuel Macron e Donald Trump. (Foto: Getty Images) Se o presidente dos EUA, Donald Trump, …

Um comentários

  1. Paulo diz nas escrituras sagradas:”não desprezei as profesias”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.