Principal / CONSPIRAÇÕES / Por que Há Pinturas sobre Abuso Ritualístico em Exibição no Tribunal de Las Vegas

Por que Há Pinturas sobre Abuso Ritualístico em Exibição no Tribunal de Las Vegas

Pinturas perturbadoras que representam várias cenas de abuso ritualístico estão em exibição perto da entrada do Tribunal Federal Lloyd George em Las Vegas.
O site oficial do Tribunal Distrital dos Estados Unidos de Nevada afirma:

“A pedra angular do sistema judicial americano são os tribunais de julgamento… nos quais as testemunhas testificam, os jurados deliberam e a justiça é feita”. 
William H. Rehnquist, Chefe de Justiça dos Estados Unidos

Se for esse o caso, por que há pinturas de pássaros que violentam pessoas sendo exibidas no Tribunal de Las Vegas?
Segundo Redoubt News:
Essas pinturas foram penduradas na parte frontal do tribunal, ao lado da entrada principal. (…) Elas foram criadas por estudantes locais do Ensino Médio. O professor disse a um dos reclamantes: “Eles estão aprendendo que não se identifica pessoas pelos seus rostos”.

O artigo afirma que ninguém no tribunal teve a responsabilidade de aprovar essas pinturas. Um olhar mais atento sobre essas pinturas revela que sua mensagem vai muito além de “não identifique as pessoas pelos seus rostos” (seja o que for que isso signifique). De fato, as pinturas estão repletas de imagens e simbolismos relacionados ao Abuso Ritualístico Satânico (SRA, em inglês) e ao controle mental baseado no trauma (conhecido como Programação Monarca). Eles contam uma história perturbadora de abuso na mão de pessoas extremamente malignas, o que me leva a duvidar de que elas foram mesmo feitas por estudantes do Ensino Médio.
Aqui estão as pinturas:
Um pássaro que violenta uma menina enquanto outro pássaro assiste.
.
Esta pintura retrata um unicórnio com as palavras REI MALIGNO. À direita 
estão dois pombos e a palavra IRMÃO. Sob o unicórnio, há um arco-íris (um
 símbolo do controle mental monarca) e abaixo a palavra CAMPONÊS.
.
Um unicórnio aparentemente abusando de uma pessoa debaixo de 
um arco-íris. Na programação MK, as vítimas do trauma são ditas
 para “ir além do arco-íris” para se dissociarem da realidade.
.
No simbolismo oculto, um unicórnio é um símbolo fálico (enfatizado por seu único chifre). Em mitos e lendas antigas, diz-se que o unicórnio “só pode ser domesticado por uma virgem”.
Uma representação clássica de um unicórnio e uma virgem.
.
Será que o unicórnio (chamado Rei Maligno) está violentando as virgens?
Um pássaro violenta uma pessoa enquanto outro pássaro observa.
,
Uma pessoa usa uma máscara inspirada em médicos da peste. A pessoa à 
direita não tem máscara e está sem rosto. Será que as pessoas com máscaras 
representam vítimas de abuso que foram roubadas de sua personalidade núcleo?
,
O unicórnio (também conhecido como Rei Maligno) se entrelaça profundamente com uma pessoa. Será que isso representa um manipulador MK que controla todo o ser de um escravo dissociado?
.
Um pássaro violenta uma pessoa enquanto outro pássaro segura algo (para sufocar)? Atrás deles está uma pessoa que usa uma máscara. Outra vítima dissociada?
.
Essas pinturas são surpreendentemente semelhantes à arte de Kim Noble, uma sobrevivente da programação monarca.
A pintura de Noble “What Ted Saw” descreve o abuso de uma criança pequena enquanto outros “ajudam” e observam.
.
Duas meninas usando máscaras de peste e coroas irônicas. Duas vítimas.
.
Um manequim sem cabeça e desmembrado vestindo uma máscara. Uma maneira típica de representar escravos impotentes.
A pintura de Kim Noble, “Armless Goddess” retrata uma figura irremediavelmente impotente, ironicamente referida como uma deusa.
.
Três figuras ameaçadoras com cabeças de animais.
.
Uma pessoa mascarada segura algo que emite fumaça. No canto inferior direito está escrito: “Eu realmente gosto da fumaça pela história que isso conta”. À esquerda, um contorno pálido de uma pessoa mascarada semelhante. No canto superior direito, uma pessoa sem cabeça que parece estar derretendo. Será que esta pintura refere-se ao uso de drogas para programar os escravos dissociados?
.
Conclusão
A série de pinturas expostas no Tribunal Federal Lloyd George parece contar uma história horrível de abuso ritualístico. O manipulador principal é representado por um unicórnio (um símbolo fálico) chamado “Rei Maligno”. Mais abusos são cometidos por aves com corpos humanos. O fato de que os abusadores são animais provavelmente alude ao fato de que os escravos dissociados têm pouco ou nenhum contato com a realidade. Em todas as pinturas, os escravos aparecem completamente fora de si ou desmaiados.
Esses escravos são representados como figuras sem rosto que usam máscaras, representando sua personalidade núcleo sendo substituída por um alter-persona criado pelos manipuladores. As máscaras usadas pelos escravos se assemelham àquelas usadas em bailes de máscara ao estilo “De Olhos Bem Fechados“, onde indivíduos de elite participam da cópula ritualística.
O objetivo da programação Monarca é causar trauma tão intenso que força os escravos a dissociar-se da realidade como um mecanismo de defesa natural. As pinturas no tribunal de Las Vegas descrevem exatamente esse processo usando simbolismo perturbador. Por que essas pinturas horríveis são exibidas em um prédio do governo dedicado ao direito e à justiça?

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Revista The Economist faz Previsões Sombrias para 2017 usando Cartas de Tarot

A influente revista The Economist lançou sua tradicional edição de fim de ano, onde prevê eventos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *