Principal / Uncategorized / Conheça algumas conspirações

Conheça algumas conspirações

Se no passado as teorias de conspiração ficavam em pequenos grupos ou
cidades, com a chegada da internet elas atingiram um outro patamar na
sociedade. Mais do que apenas ganhar mais visibilidade, elas ganharam o
poder de ficar ainda mais poderosas.

DARPA: a Agência

Sob o nome de Agência de Pesquisas em Projetos Avançado de Defesa,
esconde-se a maior divisão de pesquisa e desenvolvimento bélico e
tecnológico de todo o planeta. Apesar de o governo norte-americano
alegar que esta agência é responsável apenas por projetos de defesa,
documentos secretos afirmam que eles são bons mesmo no ataque.

Grupos que sofrem retaliações por parte da DARPA costumam chamá-la
de: “A Agência”. Muitos dos ataques de origem desconhecidas são
financiados por ela. Há indícios de que eles estejam envolvidos em
financiamentos de guerras civis em vários países, e também há provas
contundentes de que eles possuam uma equipe de hackers poderosíssima.

Cuidado com

E foi esta equipe que descobriu o paradeiro de Julian Assange
(criador da Wikipédia! quer dizer, WikiLeaks), após cruzar dados de
todos os computadores que replicavam os dados da WikiLeaks. Eles também
são responsáveis pela quebra de sigilo de opositores ao governo
norte-americano e por espalhar mensagens difamatórias, tentando
convencer a população mundial de que as ações da DARPA são apenas
teorias conspiratórias.

HAARP: a máquina de desastres

Esqueça tudo o que você sabe sobre movimento natural das placas
tectônicas. O que aconteceu no Haiti não tem nada a ver com natural. O
governo norte-americano, por meio do HAARP (Programa de Investigação de Aurora Ativa de Alta Frequência) é responsável por grande parte das tragédias dos últimos anos.

O HAARP é utilizado para aquecer a ionosfera terrestre, o que permite
utilizá-la como uma gigantesca antena. Desta forma, é possível enviar
ondas de ressonância para as placas tectônicas e, assim, causar
terremotos poderosos na estrutura do planeta. E para testar o poder
desta arma, os Estados Unidos fizeram dois grandes testes

HAARP: arma geofísica?
Fonte da imagem: HAARP

O primeiro deles foi o tsunami que atingiu a Ásia no final de 2004,
destruindo muitas construções e matando muitas pessoas. Mas o mais
poderoso aconteceu no Haiti, no início de 2010. Com este ataque, o HAARP
e suas ondas de altíssima frequência dizimaram famílias e excluíram
alguns vilarejos da face da Terra.

2012 é logo ali

No dia 21 de dezembro de 2012, encerra-se o calendário maia. É o
último capítulo da profecia que diz: “O que é de luz, verá a escuridão! O
que é de vida, verá a devastação”. Muitos interpretam isso como um
aviso para o fim do mundo. Dez dias depois termina o prazo do protocolo
de Kyoto, maior tratado ambiental da história – o mesmo que os Estados
Unidos se recusaram a assinar.

Você consegue ver a ligação? Está muito claro que os norte-americanos
estão planejando o maior ataque já visto e este será realizado em
múltiplas frentes. Os hackers da DARPA já estão planejando invasões em
todos os computadores do mundo, ataque que irá resultar na transmissão
de mensagens de apoio ao novo sistema.

2012 está próximo!

E para quem se recusar a aceitar, o HAARP será utilizado para enviar
ondas de lavagem cerebral. Isso porque as antenas gigantes também podem
ser responsáveis pelo envio de sons inaudíveis e ondas de rádio com
mensagens persuasivas. Importante lembrar que nem mesmo os iPod Touch
poderão barrar estas frequências.

Quando os ataques forem encerrados, não mais será possível ir contra
os ideais norte-americanos. O calendário que conhecemos hoje será
extinto e o mundo passará a contar os dias com o novo Calendário
Washingtoniano. A profecia maia não estava totalmente errada.

Ataque às Torres Gêmeas: mais um golpe norte-americano

Em 1969, os Estados Unidos da América enganaram o mundo todo,
fingindo que uma nave espacial havia chegado à Lua. O filme, que
supostamente foi transmitido ao vivo, na verdade foi produzido pelo
diretor Stanley Kubrick e gravado com atores profissionais. E como você
deve saber, tudo o que é gravado em Hollywood ganha extras.

A película de extras da viagem à Lua continha o making of com
todos os detalhes, mas para garantir a integridade e a reputação do
governo norte-americano, tudo ficou armazenado em uma sala secreta na
segunda Torre Gêmea do complexo World Trade Center, em Nova Iorque. Faz
parte do código de honra presidencial manter os documentos em sigilo.

Destroços das torres gêmeas
Fonte da imagem: Wikimedia Commons/Kafziel

Mas em 2001, George W. Bush deixou a informação vazar ao errar o
endereço de email de seu pai (ex-presidente). Não pensou duas vezes:
antes que a informação pudesse realmente vazar, ele ordenou que
sequestrassem um avião e o atirassem na janela da sala secreta.

Infelizmente o GPS de Bush estava com o firmware desatualizado e
alguns erros ainda não estavam corrigidos, por isso a torre atingida não
foi a certa. Para corrigir o erro, o presidente repetiu a operação no
outro prédio. Depois foi só pedir para a Pixar criar a animação de um
terrorista confessando a autoria dos crimes e esperar que o mundo o
apoiasse para uma guerra.

Google: Skynet ou Illuminati?

Lembre-se do filme “O Exterminador do Futuro”. A Skynet
era um sistema responsável pelo rastreio de todas as informações sobre
todas as pessoas de todos os lugares. Agora pense: qual empresa sabe
onde você está, o que você gosta de fazer e tudo o que acontece na sua
vida? Isso mesmo: a Google.

Também há quem diga que os chefões da Google são membros da famosa
seita Illuminati. Diz-se que os membros desta seita são responsáveis
pela infiltração em sociedades secretas e destruição de sistemas.
Estariam envolvidos na independência dos Estados Unidos e no golpe
comunista da Rússia.

Skynet? Illuminati?

O próximo passo seria acabar com as repúblicas atuais para fundar um
grande império das máquinas. Logo, a resposta para a pergunta “Skynet ou
Illuminati?” é: ambos. Isso mesmo, a Google está ligada aos Illuminati
para fundar um grande império virtual da Skynet no mundo real.

Nem sempre a culpa é dos americanos

Outros países estão envolvidos em incidentes conspiratórios. Sempre
encobrindo objetivos escusos, nações escondem a verdade para permanecer
na soberania de determinados campos da sociedade. Confira agora algumas
das principais obras das agências secretas de alguns países da Terra.

Paul McCartney: o dia em que a Inglaterra dominou o mundo

Antes de os Estados Unidos surgirem ao mundo como a maior potência do
planeta, a Inglaterra foi o grande país imperialista. Na década de
1960, a corte britânica decidiu tentar reconquistar o planeta e criou
uma arma poderosíssima: The Beatles. A banda foi responsável pela volta
do Reino Unido ao topo das paradas.

Alguns anos depois, quando o grupo de Liverpool estava no posto mais
alto do planeta, o baixista e vocalista Paul McCartney sofreu um golpe
na cabeça e acabou morrendo afogado em uma piscina de hotel. Em menos de
dez minutos o serviço secreto da Rainha chegou ao local, recolheu o
cadáver e começou a procurar um sósia do músico.

Paul! Ainda em sua primeira versão!
Fonte da imagem: Wikimedia Commons/The Fabs

Em duas semanas, Paul McCartney II estava de volta aos palcos. John
Lennon, que havia sido tocado pelas forças ocultas nipônicas de Yoko
Ono, havia deixado de concordar com os métodos dos Beatles e decidiu
contar para todo mundo que havia algo errado com o baixista de sua
banda.

Para isso, criou diversas mensagens subliminares nas capas dos discos
dos Beatles para mostrar a todo o planeta que McCartney estava morto.
Quando o serviço britânico descobriu as mensagens nas capas dos discos,
não houve alternativa a não ser eliminar o vocalista principal do grupo.

Eles bem que tentaram encontrar um sósia para Lennon, visando
substituir o cabeludo por algum outro que fizesse o mesmo trabalho e,
assim, prosseguir no império musical. Sem sucesso, pois Yoko Ono já
sabia dos planos e matou todos os homens parecidos com seu marido. O
serviço secreto inglês preferiu acabar com os Beatles.

Varginha: a conspiração brasileira

Felizmente, para o governo brasileiro, em 1997 a internet ainda era
muito pouco usada no Brasil. Poucas casas possuíam computadores e, as
que possuíam, utilizavam internet discada quando queriam se comunicar ou
navegar. Se a banda larga estivesse no mesmo patamar que está hoje, o
mundo todo saberia da verdade.

A verdade ainda está escondida!
Fonte da imagem: Adriana Ferraz

Em Varginha, Minas Gerais, um OVNI caiu e para fugir de fazendeiros
da região, foi embora com muita pressa, deixando um de seus tripulantes
para trás. O exército brasileiro capturou o ser alienígena e, até hoje,
mantém o ser preso em uma base secreta. Mas por quais motivos o Brasil
estaria escondendo esta verdade?

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Sinais do fim: Rússia exibe ao mundo o Satan 2, seu novo míssil termonuclear

No meio de toda a recente tensão entre Estados Unidos e Rússia – com o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *