Principal / ANÁLISE / “Torture”: Um Vídeo Assustador Sobre Michael Jackson sendo submetido ao Controle Mental Baseado no Trauma

“Torture”: Um Vídeo Assustador Sobre Michael Jackson sendo submetido ao Controle Mental Baseado no Trauma

 

“Torture” é um grande pesadelo misturado com um monte de simbolismo Illuminati de controle mental. Será que o vídeo simbolicamente revelaria a vida secreta dos Jacksons, particularmente do membro mais famoso da família, Michael?

A história dos Jacksons reflete tudo o que está de errado com a indústria da música: Jovens talentos sendo preparados em condições cruéis por manipuladores, depois colocados no holofote, a fim de sofrerem uma bruta queda mais tarde. Quando Michael Jackson tornou-se o maior astro do mundo, as coisas ficaram extremamente estranhas, de uma forma extremamente rápida. Em primeiro lugar, a aparência e a cor da pele de Michael mudaram drasticamente devido à enorme cirurgia reconstrutiva de escarificação óssea e clareamento de pele quimicamente induzido. Em seguida, todos os tipos de relatos de comportamento estranho – que culminaram com acusações de abuso sexual infantil – vieram à tona na mídia, definindo o resto da carreira de Michael. Depois de passar os últimos anos de sua vida falando contra os males da indústria, o “Rei do Pop” morreu no que agora é considerado um homicídio.

Embora eu esteja convencido de que havia uma infinidade de experiências estranhas realizadas sobre este artista ao longo de sua vida, Michael também mostrou sintomas de um “tratamento” típico da indústria: o controle mental baseado no trauma. O processo provavelmente começou em uma idade muito jovem, visto que Jackson teria sido severamente traumatizado pelo abuso físico e psicológico sofrido nas mãos de seu pai.

Quando Jackson saiu da custódia de seu pai para a custódia da indústria da música, as coisas pioraram. E se há algo que se pode aprender com os nossos artigos é que a elite oculta gosta de nos revelar, de uma forma distorcida, simbólica e enganosa, seu controle sobre os artistas, a indústria… e o mundo. Por isso, “Torture”.

É Tortura

“Torture” do Michael Jackson foi lançado dois anos depois que o monumental álbum Thriller fez dele uma estrela internacional. Enquanto o resto dos Jacksons parecia agarrar-se ao talento de Michael para obter um pouco de sua fama e fortuna, “Torture” descreve o nojento sistema de controle mental Illuminati que se esconde por trás do glamour e do brilho da indústria.

Assistir a “Torture” é uma tortura. Combinando efeitos visuais de baixa qualidade com um monte de imagens irritantes e perturbadoras, o vídeo é tedioso e difícil de assistir. É como se pudéssemos sentir o fato de que as filmagens do vídeo foi uma tortura para todos os envolvidos – incluindo o diretor Jeff Stein:

Stein lembra a sessão como “uma experiência que fez jus ao título da canção”, e esse sentimento é compartilhado por outras pessoas envolvidas na produção. Terminou mais tarde que o esperado e com o orçamento maior. No final, os próprios Jacksons haviam parado de comparecer. Stein diz que foi tão estressante que um dos membros de sua equipe perdeu o controle de suas funções corporais. “O lema da tripulação costumava ser Morte ou Vitória”, diz ele. “Eu acho que foi a única vez que já rogamos pela a morte.”  – Craig Marks “I Want My MTV: The Uncensored Story of the Music Video Revolution”

Além disso, como se sentissem que havia algo intrinsecamente errado com este projeto, Jermaine Jackson se recusou a aparecer no vídeo e Michael saiu de cena, citando outros compromissos. O resultado de tudo isto: Um boneco de cera de Michael Jackson foi utilizado para o vídeo.

Eles usaram um manequim para substituir Michael Jackson nesta cena. SIM. Eles ainda colocaram um dos seus braços para cima e tudo. Isso tem que estar no top 5 dos momentos mais tristes da história da música.
Video

Embora é dito que a música é sobre como os sentimentos de amor tornam-se “tortura” quando uma separação está se aproximando, o vídeo vai em uma direção decididamente MKULTRA. O vídeo é tudo sobre a tortura literal e o simbolismo associado com essas cenas apontam diretamente para o controle mental monarca (se você não sabe o que é isso, leia este artigo primeiro).

O vídeo começa com um Jackson em pé na frente de uma linha que o leva para um lugar estranho. Esta não é diferente da estrada de tijolos amarelos em O Mágico de Oz, que se diz ser o “caminho para a programação” por manipuladores monarca.
Por trás dos óculos, seus olhos explodem, o que implica a explosão iminente de sua mente.

A letra do primeiro verso descreve a situação de um escravo MK.

Foi em uma rua, tão mau
Tão mau que até mesmo o inferno o deserdou
Cada passo era um problema para o tolo
Que tropeçou nele
Olhos no escuro estavam observando
Senti aquele súbito arrepio de perigo
Algo me disse para continuar andando
Me disse que eu não deveria ter ido lá

Preso dentro de um mundo estranho e claustrofóbico, representando o mundo da mente de um escravos MK dissociado, os irmãos são submetidos a todos os tipos de trauma.

Que diabos é isso? Este rosto confuso é o tipo de imagens usadas para traumatizar e confundir os escravos MK sobre o seu próprio corpo.

Muito parecido com outros filmes MK dos anos 80, como O Mundo Fantástico de Oz e Labirinto, o vídeo mostra como um escravo dissociado percebe a realidade ao ser submetido a trauma.

O início da programação é representado pelo escravo entrando em um templo oculto.

O escravo está diante da entrada de um templo oculto, completo com dois pilares e um Olho Que Tudo Vê acima.
Iniciação na Maçonaria é representado pela passagem através de dois pilares que estão sob o Olho Que Tudo Vê.

No entanto, os Jacksons não são iniciados em uma fraternidade. Em vez disso, eles são forçadamente introduzidos a um mundo de dor sob o Olho Que Tudo Vê de um manipulador sádico.

Dentro do templo, eles são atraídos mais longe por um “mágico” assustador, o que representa o manipulador.

O rosto do manipulador é assustadoramente desfigurado o que implica, possivelmente, que os manipuladores são eles próprios escravos traumatizados.

O escravo, em seguida, cai em um buraco e descobre quem realmente governa o mundo.

Observado por um “olho no céu” literal, o escravo MK é constantemente monitorado pelo seu manipulador.
Nada mais se parece com um escravo MK Illuminati como uma celebridade indefesa presa a uma parede de globos oculares.
Tocar um globo ocular é aparentemente contagioso visto que um olho cresce bem em sua mão. Trauma.
Embora existam olhos em todos os lugares, os próprios irmãos estão cegos para o que realmente está acontecendo com eles. Nesta cena rápida, mas altamente preocupante, os irmãos removem suas máscaras para revelar que eles literalmente não têm olhos.

Dentro desse mundo de Olhos Que Tudo Vê, os irmãos encontram-se em todos os tipos de situações indutoras de trauma.

Eletrocutado por uma parede elétrica representando terapia de eletrochoque – uma técnica básica de indução de trauma do controle mental monarca.

Mais tarde, uma bela mulher o atrai mais longe no “templo” (programação).

No topo de um obelisco curvado está, mais uma vez, um grande globo ocular que tudo vê.
Enquanto ele tenta alcançar a mulher, coisas pontiagudas tentam esfaqueá-lo. O caminho para a programação está repleto de dor e tortura.
Logo antes que ele alcance a mulher, ela se transforma em um louco mascarado rindo histericamente.

O verso de Michael Jackson explica como um escravo fica atraído para um mundo de dor.

Ela subiu a escada para lugar nenhum
Um quarto que para sempre vou lembrar
Ela falou como se eu devesse conhecê-la
Diga-me, qual é a sua dor ou prazer?
Cada pequena coisa que você encontra aqui
É simplesmente pela emoção que você persegue
Solidão ou coração em chamas
Estou aqui para servir a todos os mestres

“Estou aqui para servir todos os mestres” é o tipo de coisa que um escravo MK está programado para pensar.

O escravo acaba em um nível ainda mais profundo de programação.

Ele encontra-se em um cenário que é feito sob medida para induzir trauma, com teias de aranha gigantes e esqueletos pendurados pelos braços.
Lá, os Jacksons se transformam em esqueletos fazendo seus passos de dança famosos.

A programação transforma os Jacksons em esqueletos dançantes, animados pela “mágica” dos manipuladores. Isso é o showbiz para você.

Somos, então, tratados com um símbolo clássico de narrativas relacionadas com o MK: O escravos MK quebrando vidro (ou espelho) para representar a fratura de sua personalidade.

Cada irmão sucessivamente quebra o vidro – suas personas são simbolicamente fragmentadas após dissociação e trauma intenso.

Depois da tortura e da programação, os irmãos estão prontos para voltar ao “mundo real” e ser escravos da indústria.

Após a programação estar concluída, um raio cai e reabre a porta para o mundo real. Nunca se esqueça que eles substituíram Michael Jackson com um manequim de cera, porque ele não queria aparecer no vídeo. SIM.

Embora eu tenho certeza que os produtores quiseram que o MJ real aparecesse no vídeo, ele ser substituído por um boneco é tragicamente apropriado, visto que Michael é o único que acabou nos níveis mais profundos de programação.

Conclusão 

“Torture” é uma daquelas produções que quase parecia estar amaldiçoada. A canção foi evitada pela crítica e a filmagem do vídeo foi uma experiência difícil e dolorosa, que foi boicotada por Michael e Jermaine Jackson. O vídeo até mesmo levou a empresa de produção ir à falência.

“Torture” foi, no entanto, um protótipo dos vídeos de música “modernos” cheios de imagens MK. Ele apresenta artistas retratados como escravos que são atraídos para um mundo assustador cheio de trauma e simbolismo Illuminati, dando aos espectadores a sensação de que eles estão assistindo a algo errado e ruim. “Torture” é sobre a elite oculta simbolicamente “revelando” o que realmente aconteceu com os Jacksons a portas fechadas… e foi literalmente uma tortura.

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Azealia Banks, cantora rapper americana, assume que sacrifica animais a satanás

A americana e cantora rapper Azealia Banks, 25 anos, começou o ano de 2017 com polêmica …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *