Principal / Uncategorized / Pastor é condenado à morte no Irã por abandonar o Islamismo

Pastor é condenado à morte no Irã por abandonar o Islamismo

Um pastor Iraniano está prestes a ser executado por apostasia depois de perder o recurso contra a sentença de morte.

Suprema
Corte na cidade de Qom confirmou a sentença de morte contra o pastor
Yousef Nadarkhani em uma decisão na última quarta-feira. Seus advogados
ainda têm de receber confirmação por escrito dessa decisão, mas eles
entendem que o pastor Yousef poderia ser executado a qualquer momento – a
menos que ele renegue sua fé.
O pastor Yousef foi oficialmente condenado à morte em novembro de 2010 e
sua equipe de defesa apresentou um recurso no mês seguinte.
Ele foi preso pela primeira vez em outubro de 2009 – depois de protestar
contra o ensino obrigatório do Alcorão nas escolas Iranianas. Ele foi
inicialmente acusado de protestar, mas as acusações foram mais tarde
mudadas para a acusação de apostasia (abandonar o Islamismo) e por
evangelizar os Muçulmanos, de acordo com a Christian Solidarity
Worldwide (CSW).

A
CSW relata que o pastor Yousef havia sido detido anteriormente em
dezembro de 2006, também sob a acusação de apostasia e evangelismo, mas
foi liberado duas semanas depois.
O pastor, que tem dois filhos com sua esposa Fatemah, lidera uma igreja
na cidade de Rasht na província de Gilan. Fatemeh também foi detida por
quatro meses em 2010 e vários outros membros de sua igreja foram
detidos.
A Middle East Concern relata que a última execução judicial conhecida de
um líder da igreja Iraniana foi em dezembro de 1990, quando o Rev.
Hossein Soodman foi enforcado.
(Fontes: Christian Solidarity Worldwide, Middle East Concern, Mohabat News)

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Vídeo mostra inacreditável cidade flutuando no céu na China

Cena de gravação amadora postada no Youtube: impossível ficar indiferente à Fata Morgana (Foto: Reprodução) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.