Principal / AGENDA SATÂNICA DE HOLLYWOOD / Agenda Satânica de Hollywood: Feitiçaria e Satanismo em Hollywood

Agenda Satânica de Hollywood: Feitiçaria e Satanismo em Hollywood

John Todd, um ex-satanista de alto nível, declarou certa vez em uma apresentação gravada que os cristãos eram efetivamente barrados em Hollywood. Por exemplo, cada um dos atores em Guerra nas Estrelas, teve de apresentar provas que participação em m conciliábulo. Como aquele filme estava baseado no tema da feitiçaria, todos os atores tinham de ser iniciados no ocultismo. Todd acrescentou que este mesmo princípio era aplicado até mesmo às comédias e citou Laverne and Shirley, uma comédia de situação exibida de 1976 a 1983) como exemplo.

A Religião Dominante em Hollywood é a Feitiçaria

Hollywood é, sem dúvida, o centro mais importante no mundo hoje para a produção de propaganda ocultista. A religião de Hollywood é fundamentalmente ocultista. Embora tente se esconder por trás de um véu de hedonismo, ateísmo e imoralidade casual, Hollywood é, na verdade, um dos locais mais intensamente religiosos que existe no mundo. Mas, este fato nunca é revelado, porque o principal objeto de adoração em Hollywood é o deus chifrudo, Lúcifer.

Em anos recentes, Hollywood tem se tornado muito mais extremista na promoção do ocultismo. O conteúdo sadista e demoníaco de certos filmes no gênero de terror é quase indescritível. Várias séries exibidas na televisão no horário nobre — como Buffy, a Caça-Vampiros, Charmed e Angel — exaltam a feitiçaria e a demonologia nos termos mais gráficos possíveis. De fato, o conteúdo satânico de muitos filmes de Hollywood tornou-se tão intenso que as produções mais moderadamente ocultistas são agora consideradas padrões para o entretenimento das famílias. Por exemplo, os filmes da série Harry Potter, com sua mistura sinistra de inocência infantil e possessâo demoníaca são considerados adequados para as famílias, porém são equivalente a um curso de formação básica nos princípios da feitiçaria.

Os executivos que controlam a indústria do cinema em Hollywood são praticantes ativos da feitiçaria de alto nível. Elas adoram o deus chifruto e desprezam o Cristianismo. Quase todos os filmes produzidos por Hollywood têm a intenção de zombar, solapar ou corromper os valores cristãos tradicionais.

A audiência-alvo também foi grandemente expandida pela inclusão de temas e subtemas ocultistas em muitos filmes e programas, com o resultado que hoje é quase impossível evitar a exposição a esses materiais.

Marcos Ocultistas na História de Hollywood

Existem indubitavelmente muitos marcos na influência corruptora de Hollywood e sua cada vez mais crescente celebração do Satanismo, mas existe um em particular que realmente se sobressai. Esse marco foi a primeira ocasião em horário nobre na televisão — em uma série apresentada em um horário em que as crianças ainda estão acordadas — em que um menino invoca Satanás e pede que ele se torne seu mestre. Isto não foi feito de uma maneira codificada, não foi disfarçado como alguma outra coisa menos ameaçadora, e não foi colocado como uma paródia de um ritual que estava sendo retratado. A cena é mostrada como real, embora em um cenário de comédia de situação, e até inclui uma bruxa praticante que instuir a criança. De fato, o cenário descontraído serve somente para reforçar a impressão que aquilo que a pessoa está assistindo é tanto social quanto moralmente aceitável.

O episódio ao qual eu me refiro é o de número 6 da terceira temporada do lasciva comédia de situação Two and a Half Men, que foi ao ar em 24 de outubro de 2005, intitulado “Olá, Sr. Chifrudo”.

As imagens seguintes do episódio, como os comentários acompanhantes, fazem um resumo do enredo e das cenas principais. (A duração total do episódio é de 22 minutos.):

Charlie é convidado para uma “festa” especial na noite de sábado por Isabella. Sem que ele saiba, ela é uma satanista e a principal sacerdotisa de um conciliábulo. Ele é o único homem entre treze mulheres… “Treze, o número sagrado.” (Isabella).

Anteriormente naquela tarde, Alan tinha tentado alertar Charlie sobre o fato que Isabela era uma bruxa. “— Você tem ideia em que Isabella está realmente envolvida?” Ele acreditava que ela tinha lançado uma maldição sobre ele, após pegar uma amostra de seu cabelo.

Charlie é drogado e carregado até a “Sala do Altar” para ser iniciado no Satanismo. Enquanto ele é carregado, as bruxas entoam “Unja-o! Unja-o!” repetidamente.

Mais tarde no episódio é revelado que ele teve intimidade sexual com todas as treze mulheres do conciliábulo e que a orgia durou várias horas.

A maldição que Isabella colocou sobre Alan fez com que um abcesso se formasse em seu olho direito. A maldição também fez com que ele se cortasse repetidamente em sua face ao se barbear. O abcesso ocular permanece proeminente durante todo o episódio.

A faxineira vai embora em pânico ao perceber o quão perigosa Isabella realmente é.

Na manhã de domingo Isabella informa a Alan e à sua atemorizada faxineira (que mais tarde sai às pressas) que ela pretendia passar o dia inteiro na cama com Charlie. Ele tinha concordado com ela “de gerar uma criança chamada Gilgamés, que fará aparecer uma nova era das trevas.”

Naquela tarde, Charlie revela para Alan que não tem lembrança do evento da noite anterior. Ele também mostra para Alan um grande pentáculo que as bruxas desenharam em sua barriga. Alan explica que o pentáculo é “um símbolo satânico usado para invocar demônios do inferno.”

Observe que o pentáculo está centralizado em seu umbigo, ou onfalo, o que tem mais significado ocultista. [NT: Veja a explicação em http://pt.wikipedia.org/wiki/Onfalo.] Embora estivesse no banheiro, Charlie não tenta lavar e remover o desenho.

Isabella: “— Ouça-nos, ó Chifrudo. Dobre tuas asas escuras em volta desta jovem alma e conceda-lhe todas as recompensas que ela deseja.”

Jake: “— Ok. Ei, Sr. Chifrudo. Aqui está o acordo. Eu lhe darei minha alma em troca de…”

Enquanto Charlie está conversando com Alan, Isabella aproveita a oportunidade para realizar um ritual satânico com Jake, o filho de Alan (que parece ter cerca de onze anos). A mesa está decorada com um pentáculo e parafernálias ocultistas, incluindo várias velas. Ela tem o livro de encantamentos ao seu lado. O ritual tem o objetivo de vincular Jake ao “Chifrudo”, em troca do que ele receberá várias recompensas. Ela também se refere ao Chifrudo como “Senhor do Mundo dos Mortos”. Jake está muito interessado em participar do ritual. A invocação que ele faz, “Ei, Sr. Chifrudo”, é também o título do episódio.

Charlie e Alan aparecem e encontram Isabella realizando o ritual satânico com Jake. Eles interrompem o ritual, mas Jake protesta:

Jake: [para Alan]: “— Desculpe, pai, mas você não é mais meu mestre… Já tenho idade suficiente para escolher minha própria religião.”

Isabella: [para Charlie]: “— Como você se atreve a interfirir?”

Isabella: [para Charlie] “— Você acha mesmo que pode simplesmente terminar?… Você não entende que nossas almas estão agora ligadas uma com a outra, destinadas a se contorcerem em êxtase no abençoado fogo do inferno por toda a eternidade?… Você se lembra dos votos que fez na noite passada?… Você jurou fidelidade perpétua à irmandade do conciliábulo… Se quebrar seus votos, você fará cair sobre si mesmo a antiga Maldição da Traição!”

Charlie está se sentindo desconfortável com seu relacionamento com Isabella e quer encerrá-lo, porém ela o ameaça com retribuição satânica se ele fizer isto. Ela abre seu livro de encantamentos — observe o grande pentáculo na capa — e começa a invocar uma série de maldições. Charlie somente fica alarmado quando ela ameaça reduzir a masculinidade dele e, neste ponto, ele cede e concorda em ser o pai da criança satânica.

Durante os diálogos entre Charlie, Alan e Isabella, a prática generalizada da feitiçaria em Hollywood é claramente mostrada e sem pejo algum.

Charlie: “— A Lei do Zoneamento em Malibu não permite rituais satânicos, ou qualquer uma das artes das trevas, não é mesmo, Alan?”

Alan: “— É verdade. Se for em Hollywood, então tudo bem, ou também em qualquer ponto ao leste da Rodovia 405.”

Evelyn, a mãe de Charlie e Alan, chega neste momento, vestida como uma bruxa para um baile de fantasia. Isabella a reconhece e entra em pânico. Evelyn pergunta o que ela está fazendo ali. Isabella fica aterrorizada e humildemente caminha em direção à porta.

A discussão que ocorre em seguida entre Alan e Charlie implica claramente que Evelyn está vestida como uma bruxa por que ela é uma bruxa, muito provavelmente uma Mãe das Trevas, com autoridade absoluta sobre Isabella.

[O momento em que Evelyn confronta a aterrorizada Isabella.]

Antes de Evelyn chegar, Isabella era um bruxa furiosa e vingativa, mas mostra total submissão diante de Evelyn e nega que tenha tido qualquer intenção de usar a feitiçaria contra os filhos dela.

Este é o aspecto de derrota na face de Isabella, quando ela vai embora. Observe as joias ocultistas e as tatuagens satânicas no corpo dela.

Evelyn está triunfante em seu traje de “Bruxa Malvada do Oeste”; ela está vestida como uma bruxa das trevas do mais alto escalão.

Uma Flagrante Celebração da Feitiçaria

Este episódio foi claramente criado não apenas para celebrar a feitiçaria, mas para retratá-la como uma religião legítima e, ao fazer isto, incorporar o maior número possível de aspectos distintivos possíveis em apenas 22 minutos. A lista seguinte revela o quão bem-sucedidos os produtores foram:

  1. Alguém vende sua alma ao diabo em troca de recompensas.
  2. Um pentáculo vermelho no torso de uma pessoa.
  3. Um conciliábulo ativo.
  4. O canto entoado em um conciliábulo.
  5. Um ritual que envolve orgia sexual (ocorre, mas não é mostrado)
  6. Uma iniciação satânica (ocorre, mas não é mostrada).
  7. Votos satânicos (feitos, mas não mostrados)
  8. Um maldição para derramar sangue humano — o que ocorre (a face de Alan, durante o barbear)
  9. Uma maldição para fechar o olho de uma vítima — o que ocorre.
  10. Um Olho de Hórus presente em muitas cenas (o olho aberto de Alan).
  11. Uma maldição para vingar algo tido como errado (Isabella sobre Charlie).
  12. Submissão a uma bruxa ameaçadora (duas vezes; faxineira e Alan).
  13. Expressão genuína de terror diante da ameaça de uma bruxa (duas vezes; faxineira e Isabella).
  14. Derrota para uma bruxa (duas vezes; Charlie para Isabella e Isabella para Evelyn].
  15. Invocação a Satanás (duas vezes: Isabella e Jake).
  16. Hierarquias na bruxaria (membro do conciliábulo, sacerdotisa, Mãe das Trevas).
  17. Intenção declarada de gerar um filho maligno.
  18. Uso da feitiçaria (a droga de elixir)
  19. Referência à feitiçaria como uma escolha religiosa válida (“Tenho idade suficiente para escolher…”)
  20. Referência a Satanás como “Mestre” superior aos pais de alguém.
  21. Exibição de jóias satânicas.
  22. Exibição de tatuagens satânicas.
  23. Duas referências positivas a Gilgamés (Ninrode); o primeiro tipo do Anticristo na Bíblia.
  24. Pentáculo visível sobre a mesa durante um ritual.
  25. Pentáculo visível na capa de um livro, ou manual de encantamentos.
  26. Confrontação entre duas bruxas (Isabella e Evelyn).
  27. Fidelidade a um conciliábulo.
  28. O inferno como um lugar desejável para se viver durante toda a eternidade.
  29. O fogo do inferno é descrito como “abençoado”.
  30. Ligação eterna das almas (entre Charlie e Isabella).
  31. Uso de um livro, ou manual de encantamentos.
  32. Uso ritual das velas na bruxaria.
  33. Uso do sexo para facilitar a magia (Isabella e Charlie; conciliábulo e Charlie).
  34. Vanglória da popularidade secreta da feitiçaria [em Hollywood e em outros lugares).
  35. Confirmação que 13 é o “número sagrado”
  36. Confirmação que os feiticeiros amaldiçoam aqueles que se opõem a eles.
  37. Uma Sala do Altar (mencionada, porém não é mostrada)
  38. Referência à forma física de Satanás [“Dobre tuas asas negras…”)
  39. Uso de material do corpo para fazer uma maldição entrar em efeito (cabelo de Alan).
  40. Referência à feitiçaria como uma caminho para uma realidade maior.
  41. Repetição três vezes da frase de vinculação da maldição “Que assim seja”.
  42. Intenção declarada de introduzir uma nova era das trevas.

A lista é muito abrangente. Ela prova que os criadores do programa não estavam usando o ocultismo simplesmente como um argumento do enredo, mas estavam claramente determinados a endossarem de forma explícita, durante o horário nobre, as doutrinas da feitiçaria. Eles sabiam que crianças de apenas seis anos poderiam assistir ao programa, não apenas nos EUA, mas em muitos outros países, como Alemanha, Japão, Austrália, África do Sul e Brasil. Milhões de mentes e corações vulneráveis ficariam expostos às essências da feitiçaria, com um episódio em que uma criança faz um pacto com o chifrudo e oferece sua alma em troca.

O Alvo de Satanás É a Alma Humana

Satanás,.o Pai da Mentira, faz as promessas mais surpreendentes possíveis, mas tem somente um objetivo — enganar suas vítimas nesta vida e destrui-las na próxima. Ele explora a natureza caída do homem, apelando à lascívia e ao desejo de obter fama, riquezas e poder.

A Bíblia ensina que, sem o poder purificador da graça, nossa natureza caída fica realmente atraída para a depravação.

“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” [Jeremias 17:9].

“Porquanto não se executa logo o juízo sobre a má obra, por isso o coração dos filhos dos homens está inteiramente disposto para fazer o mal.” [Eclesiastes 8:11].

Antes do último grande julgamento que caiu sobre este mundo, uma catástrofe terrível conhecida como Dilúvio, o Senhor contemplou a impiedade e a depravação do homem:

“E viu o SENHOR que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente.” [Gênesis 6:5].

A indústria do cinema em Hollywood é controlada por indivíduos que louvam e adoram ao deus chifrudo. Portanto, não deve ser surpresa que eles o sirvam continuamente, exaltando e celebrando a malignidade no coração humano de todas as formas imagináveis. Os cristãos precisam ter muita cautela com tudo o que é produzido por Hollywood. Ali está a entrada ricamente adornada para um esgoto que tem sua origem nas profundezas do inferno.

Um Apelo aos Praticantes da Feitiçaria

O conciliábulo ensina seus membros a temerem a autoridade de Satanás e de seus anjos caídos. Sim, eles têm uma medida de poder, porém esse poder é ridiculamente minúsculo quando comparado com o tremendo poder de nosso maravilhoso Salvador, Jesus Cristo.

Compreenda que é possível libertar-se do ocultismo, se for isto que você realmente deseja, mas você não conseguirá fazer isto por si mesmo. Somente Jesus Cristo pode libertá-lo dos poderes das trevas.

Ore a Ele com o desejo fervoroso e em genuína humildade. Além disso, peça para um cristão nascido de novo orar por você. Se você não conhecer ninguém, então escreva para o pastor de uma igreja evangélica e peça-lhe para fazer isto por você. (Você pode fazer isto anonimamente.)

Não permita que o medo o controle, mas confie em Cristo para salvá-lo e protegê-lo. Ele já libertou muitos das profundezas das trevas do controle demoníaco e pode libertá-lo também, se for isto que você realmente deseja.

Leia o Evangelho de João, no Novo Testamento, em uma Bíblia on-line, na tradução fidedigna de João Ferreira de Almeida, versão Corrigida e Fiel ou versão Revista e Corrigida. Duas opções são http://www.bibliaonline.com.br e http://www.Biblias.com.br.

Cristo, o Filho unigênito de Deus, veio para salvar todos os que querem se reconciliar com nosso maravilhoso Criador. A salvação é um dom inestimável que Ele ganhou para cada um de nós. Aceite esse dom que Ele oferece.

A profundidade da sua malignidade no passado não é uma barreira, desde que você realmente se arrependa e receba Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. Para fazer isto, você precisa crer de todo o seu coração que Ele sofreu e morreu na cruz pelos seus pecados e que ressuscitou fisicamente do sepulcro. O amor, a graça e o poder de Cristo podem quebrar cada uma das correntes que o mantém amarrado, mas você precisa pedir.

“Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao SENHOR, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar.” [Isaías 55:6].

 

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Agenda Satânica de Hollywood: Filme “Demônio de Neon” revela a Face Verdadeira da Elite Oculta

“Demônio de Neon”  é um filme sobre a indústria da moda e sua obsessão com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *