Principal / ARTISTAS ILLUMINATI / O Anúncio do Novo X Factor UK é Todo Sobre Controle Mental

O Anúncio do Novo X Factor UK é Todo Sobre Controle Mental

O anúncio do X Factor UK 2015 retrata juízes como robôs de mente controlada sendo programados em um laboratório subterrâneo. É uma forma bastante precisa de descrever a indústria da música. 

O X Factor é um desses concursos de canto que assola a indústria da música hoje em dia, transformando uma forma de arte que é sobre a criatividade e a expressão artística em um grande concurso de popularidade, onde o “vencedor” tem a oportunidade de se tornar o mais recente escravo da indústria da música. Essas competições, que acontecem ao redor do mundo chegando a vários mercados, são fábricas de criação de popstars literais, produzindo um fantoche após o outro, amarrando-os em um contrato apertado e forçando-os a seguir as orientações da elite oculta.
Os juízes desses shows são basicamente fantoches que são convidados a sentar lá e julgar uma apresentação de música estúpida uma após a outra, criticando aqueles que não se encaixam nesse específico molde de “música pop”. Então, quando eu vi o anúncio mais recente do X Factor no Reino Unido, que retrata os juízes como robôs programados, eu achei isso bastante preciso, mas preocupante: é mais um exemplo da elite ostentando seu controle completo sobre a indústria para as massas – sem que elas nem ao menos percebam isso. Aqui está o anúncio. 

O anúncio ocorre numa “Base Secreta Subterrânea do X Factor”. Por que um concurso de canto requer uma base subterrânea secreta?

 Um grupo de “cientistas” estão trabalhando duro para preparar e programa aqueles que, por sua vez, irão preparar e programar as massas acerca de como uma estrela pop tem que se parecer. 
 Nick Grimshaw é equipado com um “microchip de julgamento especial”.
Ele então aponta para algum lugar e sem expressão diz “Você parece como uma estrela pop, você soa como uma estrela pop” para, em seguida, perceber que ele está usando chips do ano passado. Ele, aparentemente, não pode usar seu próprio cérebro para julgar. 
Rita Ora, que é uma grande fantoche da indústria está vestindo uma roupa dualista quadriculada (indicando que ela é uma escrava da indústria). Ela está, aparentemente, encantada demais com ela mesma para julgar a cantora bem na frente dela.
Cheryl Fernandez-Versini é um robô com centenas de clones prontos ara serem usados. Em um ponto, uma luz  ascende em um único olho dizendo-lhe que se trata de controle mental Illuminati. 
Simon Cowell está tendo seus pensamentos escaneados, enquanto a cientista toma notas.

Em suma, esse anúncio “peculiar” e “divertido” está transmitindo uma mensagem clara: Ninguém na indústria da música pop tem uma mente própria. Eles são controlados por um poder superior que cuidadosamente, e cientificamente, molda a produção da indústria para se adaptar a sua Agenda e influenciar as massas para uma direção específica.

Fonte: VC

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Ataque Terrorista em Manchester: Comovendo os Jovens a aderir à Agenda da Elite Oculta

No dia 22 de maio de 2017, um atentado suicida ocorreu no Reino Unido, logo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *