Principal / ARQUEOLOGIA BÍBLICA / Fóssil de cobra com 4 patas retoma debate sobre a Bíblia

Fóssil de cobra com 4 patas retoma debate sobre a Bíblia

Descoberta de paleontóloga reabre discussão sobre a “maldição” de Gênesis 3

Tetrapodophis specimen. Credit: Dave Martill.

Todas as vezes que os críticos falam sobre a veracidade dos relatos bíblicos, o Livro de Gênesis é quase sempre o mais atacado.

Contudo, uma descoberta revelada pela conceituada revista “Science” nesta semana reascende o debate sobre o quanto se pode aceitar a ideia de uma cobra com patas.

Tetrapodophis catching a lizard. Credit: James Brown, University of Portsmouth

O fóssil de uma nova espécie de cobra que inegavelmente tinha quatro patas e teria vivido no Brasil é a primeira que se tem notícia. Segundo os cientistas, ela viveu na Bacia do Araripe, no Ceará, há cerca de 120 milhões de anos.

Tetrapodophis_reconstructio

O artigo da Science foi assinado por David M. Martill, paleontólogo da Universidade de Portsmouth, no Reino Unido, com a colaboração de Helmut Tischlinger e Nicholas Longrich.

A espécie foi batizada de Tetrapodophis amplectus. “O fóssil faz parte de uma exposição maior de fósseis do período Cretáceo”, disse Martill em um comunicado. “Ficou claro que ninguém tinha apreciado a sua importância, mas quando eu a vi, sabia que era um espécime extremamente significativo.”

Tetrapodophis forelimb. Credit: Dave Martill.

Tetrapodophis hindlimb. Credit: Dave Martill.

Embora fósseis de cobras com pernas tivessem sido encontrados antes, sempre eram duas patas malformadas. Este é o primeiro exemplar de uma cobra com quatro patas funcionais.

Durante centenas de anos, os defensores do criacionismo alegavam que com a maldição o animal sofreu uma mudança em sua estrutura. Agora, parece que essa hipótese não era totalmente sem fundamento.

Com informações de National Geographic

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

G.A.D.U.: O Grande Arquiteto do Universo ILLUMINATI/MAÇÔNICO – Ele é o mesmo Deus cristão?

Ilustração gnóstica do Arquiteto do Universo “Mas em seu lugar honrará a um deus das …

2 Comentários

  1. Cícero R. Pereira

    Eu queria saber qual é a desculpa dos crentes darwinistas para esta perda de um órgão tão importante como as patas; acaso seria uma vantagem adaptativa??!!… bem, então por que outros seres com patas não as perderam se isso fosse mesmo uma “evolução”???

    Lembrando que certo Livro tido como “lenda” já afirmava que as serpentes NÃO rastejavam!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *