Principal / Uncategorized / Como nos dias de Noé, o retorno dos Nefilins: Outras ferramentas biotecnológicas úteis para o Anticristo- Parte 09

Como nos dias de Noé, o retorno dos Nefilins: Outras ferramentas biotecnológicas úteis para o Anticristo- Parte 09

“Pelo uso responsável da ciência, tecnologia e outros meios racionais vamos finalmente conseguir nos tornar pós-humanos.”-Prof. Nick Bostrom

“Podemos encontrar formas de, pelo menos, tentar gerir o enorme poder da nanotecnologia, mas a superinteligência, por sua natureza não pode ser controlada. A revolução nano/robótica nos forçará a reconsiderar a própria definição do humano “.-Ray Kurzweil

“Nosso espírito deve  discernir e ponderar as ruminações dos Transhumanistas , isto  faz com que se conclua que o que esses pensadores propõem é o desenvolvimento progressivo em direção a algo como os  Borgs de Star Trek, o Cybermen ou os Daleks, uma raça fictícia de mutantes extraterrestres, na série de ficção científica britânica Doctor Who.

 

 Os borgs são uma fictícia raça alienígena de ciborgues no universo Star Trek (Jornada nas Estrelas). Eles são caracterizados por possuírem corpos melhorados através de implantes cibernéticos e por sua individualidade suprimida em favor de uma mente coletiva. Tem como objetivo “assimilar” todas as raças e tecnologias que por ventura encontrem, desde que possuam relevância tecnológica e cultural para alcançarem o que entendem como perfeição.
Ao abordar uma nave qualquer no espaço, sua mensagem é:
Nós somos os borg. Abaixem seus escudos e preparem-se para a abordagem. Sua cultura será adaptada à nossa. Nós adicionaremos suas qualidades biológicas e tecnológicas à nossa. Resistir é inútil.”
 Fonte: Wikipédia
 
Um artigo da revista Wired deu um tom  positivo na pesquisa sobre transgênicos e concluiu com um cientista com o nome de Marie Cecile Van de Lavoir dizendo que os potenciais benefícios para a saúde humana, em pesquisas sobre transgênicos “justifica mexer” com o plano da natureza. “Se um animal transgênico produz uma grande terapia contra o câncer”, disse ela, “Eu não vou ouvir ninguém me dizer: ‘Você não deveria fazer isso’.”
Estes comentários da Sra. Van de Lavoir são, sem dúvida,  respondem a algumas das minhas   observações,vejo com cautela a frase “mexer com o plano da natureza.” Abordagem daSra. Van de Lavoir é polêmica e  os  bioeticistas estão  muitos envolvidos no atual debate, que é um assunto muito assustador , na minha opinião. Eu gostaria de ter tido a oportunidade de conversar com ela para sugerir que ela assistir ao filme Eu Sou a Lenda , Que trata de forma adequada  com um cientista anuncia a cura para o câncer usando um vírus geneticamente modificado que combina genética animal e  humana. Se você já viu o filme, você sabe que a “cura” resulta em uma forma humana de raiva que anula a maior parte da vida na terra, uma possibilidade real, dado o cenário. 

 Filme Eu Sou a Lenda , Que trata de forma adequada  com um cientista anuncia a cura para o câncer usando um vírus geneticamente modificado que combina genética animal e  humana

Embora eu acredite algumas coisas positivas virão da biotecnologia, nanotecnologia e biologia sintética, é a expectativa profética destes   campos novos/velhos da ciência que me intrigam. Além de potencialmente ser um mecanismo que forças invisíveis poderiam usar para encarnar o Homem do Pecado e levantar do abismo seu exército de Nefilins(que estão extintos muito a tempo) para o Armagedon, a biotecnologia pode fornecer uma série de outras ferramentas úteis para facilitar o império do Anticristo, incluindo a eugenia , contágios de alimentos, vírus híbridos, a contaminação prion,  novas doenças exóticas e pragas de proporções bíblicas, apenas para citar alguns. Porque não podemos tomar o muito  espaço nesta série para cobrir adequadamente cada um desses riscos, apresentamos dois aspectos da biotecnologia (além da vinda de apolion e dos Nefilins) que poderiam, eventualmente, se destacarou estar  relacionados com o livro do Apocalipse e o advento do Anticristo. Estes seriam:
1) As pragas do fim dos tempos  e
2) A marca da Besta, devemos dar uma atenção a idéia original da biotecnologia e da Marca da Besta.
1) A CIÊNCIA MODERNA & OS VIGILANTES E A ABERTURA DA CAIXA DE PANDORA
Em 1818, Mary Shelley, autora de Frankenstein, descreveu pela primeira vez em sua viagem  “turvas passagens subterrâneas” dentro da caverna trapezoidal de Cumas,  de Sibila,  perto de Nápoles, Itália. Foi aqui, na caverna tão freqüentemente descrita em Eclogas, no  primeiro século de Virgílio e Eneida, que Shelley afirma ter descoberto antigos escritos apocalípticos da profetisa Romana SIBILA , gravadas em folhas de carvalho. Traduzidas  e editadas como ”Prophecias sibilinas”, Mary Shelley publicou em ”O Último Homem”,  em 1826.
Descrito como “uma lembrança no final da história” , o ”Último Homem” começa assim: “… deixe-me extravagante como eu era em 2.094” e continua a descrever uma praga terrível que destrói a humanidade como espécie. O Último Homem se tornaria o primeiro relato moderno de uma pandemia apocalíptica e preocupante, seria escrito como uma narrativa niilista em uma era pós-humana.
Contágios, a transmissões de doenças, sempre foram  únicos, superando todos os cataclismos potenciais com sua característica singular de ser inteiramente soberanos e não discriminatórios. Sem fronteiras, apolítico, e presunçosamente desafiadores, a doença se espalham, multiplicaram-se e sofrem  mutações e tem historicamente mostrado deferência para com ninguém.
No entanto, tem havido crescente preocupação entre os especialistas modernos pelo rápido aumento da densidade populacional  e a necessidade imediata de criar estratégias para evitar grande número de mortes em inevitáveis ​​desastres naturais. Da mesma forma, especialistas em saúde pública alertam que a vigilância e a velocidade no rastreamento e responder a surtos de doenças é fundamental para limitar as chances de uma pandemia.
Cada época da história teve seu pragas, guerras e desastres. O que é diferente em  nosso mundo de hoje é o enorme potencial de uma situação de pandemia catastrófica. A emergência de saúde pública, a este nível seria muito mais catastrófico do que qualquer outro tipo de ocorrência natural, acidental ou outro evento que o mundo tenha experimentado.
Enquanto Hollywood tem vindo com filmes  preocupado com ameaças  notavelmente preocupados com a inoculação da populção em  bio-cenários, filmes como ”Eu sou a Lenda”, Epiemia, The Stand, V de Vingança, os programas de investigação muito reais e prolíficos,  comecei a notar que as formas de vida confinadas ao reino microscópicos foram mudando: rapidamente, às vezes de maneira previsível, muitas vezes de forma imprevisível e, em alguns casos, assustadoramente proposital!
Adicione a isso a realidade desagradável de uma guerra biológica, que começa no  passado  e termina em a frente, no futuro. Envenenamento de fontes de águas do inimigo, lançando cadáveres sobre os muros da cidade ou dando cobertores contaminados com varíola  para os índios americanos, é difícil de entender o conceito de ser agredido assim,  ainda que inimigo, seja microscópico. Mas as doenças do pssado são ”brinacadeiras e criança” comparados as mutações fabricadas em laboratórios de todo o mundo.
Como a ciência continua sua busca para desvendar o DNA, há uma prioridade paralela -, com uma agenda muito mais sinistra , já esta crescendo e  está  à solta. Projetada para o máximo de baixas e com impacto emocional elevado, este nano-exército pode ser trabalhado para a segmentação étnica específica. Apesar dos avisos , esses guerreiros invisíveis estão ansiosos para conhecer seus novos hospedeiros e estão preparados para lançar uma nova campanha, prometendo revelar-se em todo o seu horror, num final espetcular e sem precedentes na história da humanidade
Em ”Guerra das Pragas: A terrível realidade de uma guerra biológica , Os autores Tom Mangold e Jeff Goldberg afirmam que,
Armas biológicas são tão mais imorais e mais letais do que suas  companheiras do arsenal nuclear e químico, para infectar o agressor inimigo ,mas tambem podem infectar seu próprio lado tambem ; os patógenos mancham as linhas entre a paz e a guerra e silenciosamente se espalham através das fileiras das famílias e dos não-combatentes …
… Mas para os pesquisadores  que quebrou as regras, vírus exóticss e toxinassão preferíveis a adagas.
… Permitir seu uso é acenar para o mal, para a peste e o veneno, pois  são aflições tanto quanto as armas. 
  Recentemente, o jornal israelense Yedioth Ahronoth informou que Israel está usando nanotecnologia para criar um robô do tamanho de uma vespa que seria capaz de perseguir, se esconder, fotografar e entregar agentes letais para matar seus alvos. O robô voador, apelidado de “vespão biônico”, seria capaz de navegar por  becos estreitos para alvejarrm inimigos de outra forma inacessível. Desenvolvimentos biomecânicos semelhante  estão sendo financiados pela DARPA nos E.U.A, onde ciborgs insetos com interfaces que lembram ‘‘warbots” de pequeno tamanho,  que podem ser levados ao campo de batalha  como espiões ou em enxames poderosos o suficiente para derrubar caças. O mesmo sentinelas-insetos micro-mecânicos poderia servir de armas biológicas, carga de vírus , bactérias, toxinas ou microorganismos que afligem ou destruem as pessoas, animais e agricultura.

Enquanto tais estratagemas, obviamente, apelam para os mais altos níveis de inteligência militar dos EUA , teólogos estão incomodados pelas semelhanças gritantes entre esta tecnologia e as previsões bíblicas de uma enxame do fim dos tempos da humanidade,  em uma guerra cataclísmica, onde gafanhotos letais terão o ” poder, como os escorpiões da terra têm o poder “(Apocalipse 9:3). 
Os gafanhotos transgênicos do inferno
Ao descrever a atividade do demônio-anticristo Apolion, em Apocalipse 9:1-11 fala que este “rei” dos gafanhotos transgênicos abre o poço do abismo e libera insectóides sintetizados quem virão atormentar a humanidade. Alguns estudiosos acreditam que quando “João, o profeta do Apocalipse” fez essas revelações, ele estava realmente descrevendo tecnologias futuras e que ele simplesmente se refere aos híbridos bio-mecanizados nos termos da época em que viveu e que ele entendia ; enxames  de “biônicos ” eram vistos como gafanhotos cujas asas barulhavam como “muitos cavalos que correm ao combate” (Apocalipse 9:9).
As hordas de gafanhotos do Apocalipse , no capítulo 9 ,criados em laboratórios humanos que empregam a tecnologia dos VIGILANTES para dar origem a vinda de Apolo? Poderiam ser  esses bio-produtos menos glamurosos e decididamente mais dramáticos do que procurar um brilho mais perniciosos e indeléveis como as ‘novidades’ do biológicas que o público tem visto até agora, como  filhotes geneticamente modificados de plantas, peixe e ratos que brilham no escuro. 

 

Plum Island e NEST
Localizado em  Long Island, NY, além de Montauk, o Plum Island Animal Disease Center (PIADC) é uma instalação de Biossegurança em Agricultura, nível 3. Transferidos em 2002 do Departamento de Agricultura dos EUA para o Departamento de Segurança Interna dos EUA, Plum Island é uma instalação federal para a pesquisa e investigação de agentes patogénicos dos animais domésticos e estrangeiros. Estado no exterior Plum Island permite que o estudo de organismos  proibidos, incluindo o alojamento de freezers que contém amostras de doenças microbianas como  pólio e outras que podem ser transferidos de animais para humanos.
O NEST, por outro lado (Equipe de Apoio de Emergência Nuclear) é um dos sete ramos de resposta a emergências do Departamento de Administração de Energia de Segurança Nuclear(E.U.A). Informações do Boletim de Cientistas Atômicos indica que o NEST tem a capacidade de implantar até 600 especialistas em caso de um “incidente” ao lado do Federal Bureau of Investigation,  Equipe Nacional de Emergência de Apoio ou Equipe do Departamento de Estado dos Negócios Estrangeiros de Apoio de Emergência.

…Conheça  o ”plum island” aqui neste documentário:

Guerras e Armas Biológicas-Pandemias Fabricadas-Seres Mutantes-Plum Island-Jesse Ventura 1/3

Jesse Ventura ( ex governador de Minessota) e sua equipe desvendam os segredos sobre os laboratórios de armas biológicas e estranhos experimentos com seres humanos e animais hibridos nos EUA, entre estes o Monstro de Mountak, em Plum Island.
Todos os profetas, incluindo Jesus Cristo profetizaram que os últimos dias tetemunhariam  incidências ”NEST”, onde inesperadas pestes nucleares e/ou biológicas  (Mt. 24:7) contaminarão  a terra. Zacarias, o profeta, forneceu uma descrição vívida de uma praga tal, dizendo, “sua carne será consumida, estando eles em pé, e seus olhos serão consumidos em suas órbitas, e sua língua se lhes apodrecerá na sua boca” (14: 12). Apesar de pandemia apocalíptica,  Mary Shelley, em O ”Último Homem” , insiste que   seu livro é uma tradução dos nove livros Sibilinos antigos como registrado pela sacerdotisa Sibila de Cumas, enquanto presidia o  oraculo de Apolo, a mesma  profetisa  aponta para a chegada da divindade que a Escritura e os ocultistas concordam que vem para governar o império final pagão. Biotecnologia vai desempenhar um papel no cumprimento de suas profecias, fornecendo as ferramentas para elevar seu deus e as Escrituras falam das pragas irão acompanhá-lo? Pessoas de graande inflluencia e de altos escalões do governo acreditam que sim e você?

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

Sinais do fim: Rússia exibe ao mundo o Satan 2, seu novo míssil termonuclear

No meio de toda a recente tensão entre Estados Unidos e Rússia – com o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *