Principal / CÓDEX MÁGICA / Série Códex Mágica: Mão Invisível dos Homens de Jahbuhlun – Capítulo 4

Série Códex Mágica: Mão Invisível dos Homens de Jahbuhlun – Capítulo 4

Os sinais de mão dos Homens de Jahbuhlon

Porque a grande trindade  deve estar presente no ser humano antes da união da alma ter lugar … o Omnific é a Palavra secreta pronunciada no Arco Real e só pode ser dada pelos três membros do grupo … a mão direita de cada um dos três então, é levantada acima de suas cabeças e dão fôlego a palavra: Jah-buh-lon, Je-ho-vah,  DEUS. CC-ZainMaçonaria Antiga
O maior, o momento mais terrível na vida de um Maçon … Os três funcionários supremos da Loja, com três chaves diferentes, desbloqueiam a caixa de madeira com o “Segredo dos Segredos” e dão-lhe para ler um pedaço de papel, sobre o qual está escrito o nome de ” Deus “, o qual é … JAH-BUH-LON.
Yermak-DC

O Eixo da Morte

Nestes anos de exposição das mentiras e dos males da Maçonaria , da Ordo Templi Orientis, dos Rosacruzes, e outros cultos traiçoeiros das sociedades secretas, sou desafiado, desacreditado, ameaçado por muitos maçons e até ”maçons evangélicos” e outros leitores deste blogue cuja  queixa típica é:

“Como você ousa dizer tais coisas sobre a Maçonaria! Por que, você sabe que eu sou um cristão , e não há nada na Loja ou em seus rituais que não seja aceitável para a fé cristã”.

Claro, é super fácil, quase como tirar doce de uma criança,  desiludirmos o chorão e reclamão Maçônico , que gritando que você ou eu caluniamos os maçons, ao negarmos que a sua ordem tenha ” atributos cristãos “.  Afinal, no ponto de vista deste blogueiro existem dezenas de pontos que detonam qualquer noção tola de que a Loja Maçônica ou grupos semelhantes a eles sejam, mesmo que vagamente ” cristãos “,  em sua natureza. Mas a maneira mais fácil de lidar com tal queixa é perguntar ao maçom se ele já atingiu o nível ritual do Real Arco Maçon ou  equivalente (grau 13 º do Rito Escocês). Se ele responder “sim”, então,  ôh! ôh! , ele está com sérios problemas.

Não falam sobre Jahbuhlon

Eu, então, seu perguntarmos sobre qual o nome de sagrado de seu deus, que é revelado no ritual do grau do Arco Real,  ou seja,   Jahbuhlon . E, normalmente, ouviremos eles gaguejarem um longo e ininterrupto som ofegante. Em geral, neste ponto eles encerram a discussão . Os Maçons definitivamente não querem discutir publicamente esse nome, Jahbuhlon . Qualquer coisa menos isso. E tcham! Eles se vão. E eu posso entender o porquê.   

Ed Decker , um que é um ex-pedreiro(é o mesmo que ex maçon, entendam por favor) e ex-mórmon, agora lidera um  ministério cristão que visa ajudar os homens a sairem destas seitas. Em seu livro  intitulado O Lado Negro da Maçonaria , em que ele explica que é negado ao maçom  o conhecimento do  nome sagrado de seu deus e só depois ele descobre tardiamente que o nome da divindade Masonica definitivamente não é Jesus , o nome acima de todo o nome (Filipenses 2:9-11).

O nome perdido de Deus

Os maçons da Loja Azul , que abrange os três primeiros graus da Maçonaria, são informados de que eles estão buscando a Palavra Perdida ou o nome perdido de deus … Não é revelado até que eles atinjam o nível  do Real Arco da maçonaria ( sétimo grau no Rito de York), que depois de tudo isso, eles descobrem que o nome perdido de Deus não se perdeu . É neste nível que eles aprendem o sagrado nome do deus da Maçonaria. Eles acham que o sagrado nome de deus(maçônico)é composto de três nomes que representam as três identidades de Deus . É tão sagrado que somente os Maçons do Arco Real podem pronunciar isso ..Jahbuhlon : Jah-buh-lon, Jah-buh-lon, Jah-buh-lon, Je-hov-ah”
O nome Jahbuhlon tem três sílabas que representam um composto de Deus,  feito de três divindades subordinadas. O material maçônico identifica os três como :

1-Yah (ou Javé )
2-Baal 
3-Osíris
Logicamente, o nome deveria ser escrito Yah-Baal-On , mas o ritual maçônico Duncan e Monitor admite que, ao longo dos anos, a grafia foi “corrompida” pela maçonaria até a sua forma atual. Decker corretamente afirma que, “O que esses homens estão fazendo é adorar um deus demônio  tão distante do Deus real,  e que essa adoração visa certamente contaminar a santidade do verdadeiro Deus e garantir aqueles que pronunciem esse nome em uma cerimônia uma ida rápida para o inferno … “
CC Zain , um maçom que faz parte de um grupo chamado “Irmandade da Luz,” é desenvolvedor e autor de um curso inteiro sobre Maçonaria antiga que tem haver com “o significado espiritual dos rituais maçônicos, graus e Símbolos”. Zain aponta que o nome Jahbuhlon é a grande palavra Maçonica Omnific , o nome de sua divindade onipotente. Ele ainda mostra a importância do fato de que o nome Jahbuhlon tem nove letras e é composto de três sílabas, Jah, buh, lon. No ritual do Grau do Arco Real, uma vez que há três Maçons do Arco Real que pronunciam o nome três vezes cada, em conjunto, diz Zain, 27 sílabas são pronunciadas. Isso, explica ele, representa “os 27 dias 27 que a lua leva para passar pelo círculo dos signos zodiacais.”
Curiosamente, no drama ritual, os três maçons fazendo a pronúncia de Jahbuhlun se diz ter vindo de Babilônia! Então, nós temos um ritual do grau 13 º do Rito Escocês e 7 no Rito de York, no qual três “mestres” vêm da Babilônia para instruir o candidato sobre como construir o Arco Real (simbolicamente, é a  reconstruçáo do Templo Judeu em Jerusalém e, assim, estabelecer o reino da elite e seu deus diabo na terra).

A Palavra Perdida Encontrada

Além disso, os três mensageiros de Babilônia informam ao candidato que o verdadeiro nome de Deus , o nome que havia sido perdido por tanto tempo, não é Jesus , mas é Jahbuhlon . Eles convenientemente omitem mençionar de que este é, de fato, o nome de um monstruoso deus demônio , que o nome é um composto profano e blasfemo de Jahweh , Baal e Osíris , ou On .
 Em uma cidade no Egito, onde o culto do deus sol, Osíris, influencoiu de alguma forma, a muitos na Maçonaria de hoje areverenciarem e honrarem Osíris sob o nome de On, o nome da sua cidade, curiosamente se escreve Un no nome original: Jahbuhlun. Não é de admirar que a autoridade Maçônica WL Wilmshurst , em seu de conceituado (pelos maçons) ”O Significado da Maçonaria” , proclama esse grau como sendo tão vital para a transformação da vida do candidato. Ele ainda sugere que para atingir este grau, deve  “exibir a realização de uma nova ordem de vida.”  O Grau do Arco Real, enftiza Wilmshurst, oferece “um nível extremamente elevado de pensamento e de instrução” para o Mason alcançar .

Novo nascimento ou possuído pelo demônio?

O que Wimshurst quiz dizer quando afirmou que o adepto atingiu uma “nova ordem de vida?”. Eu acredito que o candidato receba uma falsa experiência do ”nascer de novo” cristão, recebendo o espírito de Lúcifer em seu corpo, como resultado do acordo dos requisitos deste grau.
Ao aceitar o nome Jahbuhlon de seu deus diabo como o nome sagrado de Deus, o homem que sobe para este nível na maçonaria ou uma seita semelhante torna-se possuído por demônios, cheio do diabo, indo para o inferno, preparado para fazer os atos mais perversos possíveis para sua oculta divindade, Baphomet, também conhecido como Lúcifer, Satanás ou Jahbuhlon. 

Agora, o sinal (que termina em morte espiritual) fatal que é ensinado neste grau é o mesmo que você vai encontrar ao ver homens fazendo nas imagens deste capítulo. Devo realçar que somente os iniados de maior nívele adeptos normalmente são vistos fazendoeste sinal do mal, carimbando-os como discípulos endemoninhado de Satanás. Eu chamo isso de o ”invisível sinal da Mão dos Homens de Jahbuhlon” .

De Washington a Rothschild

Lamentavelmente, o primeiro presidente dos Estados Unidos, George Washington , exibiu este sinal, se o pintor de um dos seus retratos mais famosos. Presidentes subseqüentes, homens como Franklin Pierce e Hayes Rutherford, eram discípulos de Jahbuhlon , como era o presidente Teddy Roosevelt.
Temos também os comunistas Karl Marx, Vladimir Lenin e Josef Stalin fazendo o sinal, além de Napoleão, Salomon de Rothschild, e muitos outros cujas imagens e fotos você vai ver nas cenas seguintes, em que realizam este sinal diabólico.

Vinho em crânio humano.

Muitas outras facetas e atividades relativas ao ritual deste grau o carimbam como puramente Luciferiano e seu titular sinalizante como um adorador de Lúcifer. Durante a iniciação no sétimo grau do Real Arco Maçon (Rito de York) ou grau 13 (Rito escocês), o candidato bebe vinho em um crânio humano.
Este ato monstruoso,  é reforçado pelo o fato de que ele fez um juramento de “ter seu crânio golpeado por fora e seu cérebro exposto aos raios de um sol escaldante” para que ele nunca divulgue os segredos maçônicos. Ele dá a entender que, se ele  divulgar segredos, todos os pecados da pessoa morta, cujo crânio que ele está bebendo,  serem acumulado sobre o próprio crânio do candidato. Assim, vemos que o recém descoberto “Deus ” maçon, Jahbuhlon ( Jah-Baal-On), é um tirano rígido que não vê com bons olhos os traidores. Foi o deus cananeu Baal , é claro, a quem os judeus apóstatas e os pagãos sacrificaram seus filhos no fogo. Você deve se lembrar que o profeta Elias trouxe a mensagem de julgamento de Deus contra os que adoravam o sanguinário Baal, que, na realidade, é apenas uma representação idólatra de Satanás. Sim, Baal é o diabo. Para tentar em vão combinar o nome do verdadeiro Deus com o do falso deus como Baal e On é particularmente doloroso para o verdadeiro Deus no céu. No entanto, os milhões de maçons espalhados e infiltrados em todo mundo fazem exatamente isso com o nome compôsto de Jahbuhlon e seu grave erro, adotando como um de seus principais logotipo , o sinal da águia de duas cabeças (simbolizando um corpo de Deus , duas cabeças!)

O Tau Triplo

Outra prova do satânico Jahbuhlon é o símbolo do Tau Triplo, que é o símbolo mais importante do Grau do Arco Real. Composto de três símbolos interligados tau (T), estes três representam uma tríade de poderes sagrados, de rei judeu, sacerdote e profeta. Em outras palavras, o maçom assume uma trindade judaica de poder espiritual.  Na verdade, essa trindade dos judeus está em oposição ao verdadeiro Senhor Deus da Bíblia: Pai, Filho e Espírito Santo.

O Tau Triplo é o símbolo mais significativo, ou logotipo, do Real Arco Maçonico. Ele representa o maçom que atingiu um diploma no sétimo grau do Rito de York ou grau 13 do Rito Escocês ,incorporando dentro dos atributos da Santíssima Trindade,  blasfêmando, ao se declararem o grande ”Eu Sou o que Sou”, assim, identificando-se com a promessa de Satanás, no Jardim, “sereis como Deuses. “

“Eu Sou o que Sou”,  o Maçon Proclama

Igualmente blasfema, ,  na palestra sobre o sétimo, ou o grau do Arco Real, do Rito de York, o maçom iniciado é a pergunta,
“Você é um maçon do Arco Real?”
Sua resposta é necessário para ser: “. Que eu sou o que sou”
Em outras palavras, no ritual deste grau o maçom não só reconheceu que o demônio, sob o disfarce de Jahbuhlon, como o seu senhor sagrado, mas agora ele está declarando que ele, ele mesmo, um simples homem, é o grande eu sou! Em outras palavras, ele está dizendo: “Eu sou Deus! ”

Revelando o sinal de mão

Agora você já sabe porque coloquei o título deste capítulo de, ” A Mão Invisível dos Homens de Jahbuhlon “.
Nos graus iniciais, ao maçom é dito que o nome de Deus foi perdido. Até se diz que ele deveria usar um nome substituto para Deus , MAHABONE . Mas mais tarde, depois que ele engoliu todo o podre do ritual, grau após grau,   é finalmente dito que o que ele está a adorando atende pelo nome Jahbuhlon e que ele está pronto para declarar-se, um homem, como o grande EU SOU. Obviamente, elite maçônica Illuminati não quer que o público em geral conheça estas coisas terríveis. Afinal, por mais incrivel que pareça, a imagem pública da Maçonaria é que é algum tipo de “grupo cristão”. Assim, essa pretensão deve ser mantida e os segredos escondidos das massas “profanas e vulgares” (nesse caso, eu e você, caro leitor).

 Portanto, o nome do terrível deus a quem o maçons cultuam deve ficar escondido. Este nome e  identidade secreta de deus deve ser oculto a todo custo e, assim, um sinal de mão apropriado foi concebido para representar este ocultamento grotesco: o sinal da Mão Invisível.

O ritual de iniciação a este grau re-encena o retorno a Jerusalém, ,  três maçons excelentes que foram mantidos em cativeiro na Babilônia. Eu não vou passar toda a cerimônia e simbolismo, mas em um ponto, o iniciado é convidado a aprender uma senha secreta e um sinal de mão, a fim de passar por uma série de véus. A imagem baixo mostra o sinal de mão necessários para atravessar o segundo véu, conforme documentado no Duncan’s Masonic Ritual and Monitor:
Como fazer o sinal
Figura 34 acima,  mostrada aqui foi tomada diretamente do ritual maçônico Duncan e Monitor (3 ª Edição). Retrata o maçon do Real Arco realizando o mágico Sinal do ”Mestre do segundo véu” , que informalmente e mais informativo chamarmos aqui de o sinal da Mão Invisível dos Homens de Jahbuhlon . Segundo o Duncan,  o candidato apresenta este sinal quando ele é abordado por três peregrinos da Babilônia. Seu objetivo: reconstruir o Templo de Salomão, em Jerusalém, e eventualmente estabelecer um império mundial dos judeus. No  ensino do curso em Maçonaria Antiga, CC Zain, da A Irmandade da Luz , explica que o ritual para este grau exige uma profunda compreensão da astrologia. Mas, seu desempenho é dito ser derivado de uma passagem nas escrituras. “O sinal é feito”, escreve Zain “, colocando a mão no peito e, novamente, puxando-o para fora.”  A explicação oficial maçônica para este sinal mítico: a intenção de desviar o profano(eu e você) da verdade. E que ele se refere ao quarto capítulo do Êxodo na Bíblia:
“E o Senhor disse a Moisés: Põe agora a tua mão no teu peito, e ele colocou a mão em seu peito, e quando ele a tirou, eis que a mão estava leprosa, branca como a neve.”
De fato, o APOCALINK afirma: leprosa é não só a mão, mas a alma , o corpo e o espírito de todo pedreiro(maçon), que em vão tenta esconder e encobrir seu juramento de fidelidade a  Jahbuhlon , seu sagrado deus . Mas, acredite em mim, não há nenhuma relação entre o Maçon e Moisés, um profeta de Deus que lealmente adorava o verdadeiro EU SOU, o Deus que reina por toda a eternidade no céu.
 
Como dito acima, eles dizem este gesto foi inspirado por Êxodo 4:6. Neste versículo bíblico, o coração (“peito”) significa o que somos, e a mão é o simbolo para aquilo que fazemos. Assim, pode ser interpretada como: O que somos é o que nós consequentemente fazemos. O significado simbólico desse gesto poderia explicar a razão pela qual é tão amplamente utilizado por maçons famosos. A mão oculta permite que os outros iniciados saibam que o indivíduo retratado é parte desta irmandade secreta, e que suas ações eram inspiradas na filosofia maçônica e crenças. Além disso, a mão que executa as ações está escondida atrás de um pano, que pode se referir simbolicamente à natureza secreta das ações do pedreiro. Abaixo estão alguns dos homens famosos que usaram o sinal de mão.

George Washington, em um pose Maçônica. Em torno do pescoço note o emblema da deusa lua, complemento feminino ao deus sol  , Osíris, secretamente adorado na Maçonaria ocultista(embora não seja uma imagem muito boa, procure no google e você achará figuras melhores). Este emblema, combinado com o dispositivo em forma de diamante logo acima dele, indica que Washington havia feito o voto de vingança a todos os inimigos da Ordem dos Illuminati.

George Washington foi um dos fundadores dos Estados Unidos e é considerado o mais importante “Maçom Americano”. Charles Willson Pealed produziu essa pintura, quando Washington tinha 52 anos de idade. Observe a posição dos pés de Washington: eles formam um quadrado oblongo. A posição dos pés são de extrema importância no simbolismo maçônico. Compare isso com este trecho do Duncan’s Ritual Monitor:

O marquês de Lafayette da França presentou George Washington com este avental maçônico que está preservado na biblioteca da Grande Loja da Pensilvânia, na Filadélfia. Ele contém muitos símbolos ocultistas, o seu significado, presumivelmente, é reservado para os ”irmãos maçons” de níveis superiores, os TOP maçons illuministas ou Atlantistas. Muitos, no entanto, são expulsos,  e o APOCALINK explica isso nesta série, para o desgôsto, tenho certeza, da fraternidade maçônica illuminista globalista.

Emblema da exclusivista Ordem de Cincinnati (também chamada de Sociedade de Cincinnati ) usada pelos membros da elite. A sociedade secreta se reunia privadamente e foi dirigida por George Washington.

Obra de um conjunto de porcelana que exibe símbolos importantes para a Sociedade de Cincinnati, uma ordem secreta de elitistas homens ricos começada após a Guerra Revolucionária, liderada por George Washington. Os símbolos incluem um anjo estranho, de asas negras, coroado , soprando um chifre e uma ave Fênix com uma tocha acesa em sua cabeça de que emite um turbilhão de fogo, ou signo solar. Esta pequena Sociedade de Illuminati acabou sendo dissolvida quando a consciência pública cresceu de que este pequeno grupo de conspiradores pareciam exercer um controle indevido sobre os governos.

Iniciados de sociedades ocultas, incluindo muitos maçons e rosacruzes, tem uma marca peculiar que eles colocam em sua assinatura. Esta é a assinatura de George Washington. Veja se você pode encontrar a “marca” peculiar.

O presidente George Washington(na figura acima) faz o juramento em sua posse como o primeiro presidente dos Estados Unidos após a aprovação da Constituição dos EUA pelos estados. O cara de pé atrás dele está dando uma versão decididamente diabólica de um sinal de mão secreto de sociedade ocultista. (G. Washington: Mestre Maçom, por Allen E. Roberts, Macoy Publishing & Masonic Supply Co., Inc., Richmond, Virginia, esboço por Ronald LeHew)

Muitas pinturas e desenhos que retratam os delegados que redigiram e aprovaram a Declaração de Independência apresentam um ou mais delegados secretamente identificando sua filiação à sociedade secreta através de um sinal com a mão. O nome de Jesus, o único e verdadeiro Deus nunca foi mencionado em qualquer Declaração de Independência ou subsequente Constituição dos Estados Unidos. Em vez disso, os fundadores desta nação usaram termos vagos, termos iluministas codificados como “natureza de Deus “ou” Providência ” divina.
Benjamin Franklin, um dos principais líderes dos delegados, era ao mesmo tempo um Grande Mestre Maçom (Loja das Nove Irmãs, Paris, França) e um Rosacruz. Thomas Jefferson, que ajudou a redigir a Declaração de Independência, escrevia de forma favorável a Ordem dos Illuminati e seu fundador, Professor Europeu e jesuíta Adam Weishaupt.

https://mrdiggs.files.wordpress.com/2010/11/1sgm6d.jpg?w=618

Este cartaz que mostra o primeiro presidente dos Estados Unidos, George Washington, como maçom, foi distribuído pela George Washington Masonic National Memorial Association. Ele foi impresso pela Scottish Rite Journal (agosto de 1992).

GUERRA CIVIL DOS EUA- Retratos de oficiais com sinal maçônico da fraternidade de Jahbuhlon . À esquerda esta o major Robert Anderson, do Exército Confederado e o da direita é o General George McClellan, União Geral do Exército do Potomac. (Fotos de ”The Mason”,  Flórida, janeiro, 2004, p. 7)

Russo Mikhail Katkov (1818-1880), oculto editor do The Moscou Gazette. Katkov levou os ensinamento do hinduismo e da Teosofia  para a Rússia. Ele também publicou alguns livros da mística russa, Helena Blavatsky.

Acima, de John Wilkes Booth (ao centro), um ator de teatro bem conhecido, com seus irmãos, em uma produção de César, em 1864, apenas um ano antes de ele assassinou o presidente Abraham Lincoln. Booth e seu irmão mais velho, Edwin, eram ambos membros da Loja Maçônica, mas por causa de John Wilkes notoriamente, os maçons silenciosamente retiraram seu nome dos respectivos cadernos de registros maçônicos.
Porém o escritório da Associação do Rito Escocês ,  sustenta que o somente um dos irmãos, o Edwin era maçom (Foto do livro, American Brutus, de Michael W. Kaufman).

Esta fotografia do tenente Eliseu Caça Rhodes , em um livro de 1993, intitulado maçons em Gettysburg, por Sheldon A. Munn. A legenda acima da fotografia, disse que o tenente Rhodes foi:
“Membro e Venerável Mestre (o equivalente ao presidente da loja) de Harmony Lodge # 9, Cranston, Rhode Island. Ele também era o Grão-Mestre da Grande Loja de Rhode Island, em 1892-1893.”

John Jay, escolhido pelo presidente George Washington e confirmado pelo recém montado Senado dos EUA para ser o primeiro chefe de Justiça da Suprema Corte dos Estados Unidos.

O ex-secretário de Estado Colin Powell de mãos dadas com o líder da OLP, Yasser Arafat , note como ele secretamente coloca a mão direita em seu casaco, um sinal para outros iniciados. Powell é  maçon grau de 33.  O Arafat ,mais tarde também se tornou um membro da Loja Maçônica.

Tanto o presidente Franklin Pierce (acima) e presidente Rutherford B. Hayes (abaixo) são reconhecidos como maçons no livro de autoridades, ”10.000 maçons famosos”, uma publicação oficial do Supremo Conselho Mãe, masons Scottish Rite.

Rutherford B. Hayes, presidente dos Estados Unidos (1822-1893).

EUA Presidente Teddy Roosevelt, em revisão as tropas a bordo de um navio da Marinha, está dando o sinal secreto dos seguidores do deus , Jahbuhlon. Foi Teddy que uma vez disse: “Fale suavemente e mantenha a sua mão bem escondida“.

Karl Marx, o judeu radical  que inspirou Lenin e Trotsky com suas teorias comunistas, era secretamente um Sumo Sacerdote de Satanás (ver o livro de Richard Wurmbrand, ”Marx e Satan”).  Mostrado aqui em seu retrato oficial, Marx está dando um enigmático sinal de mão maçônico (consulte o Monitor de Richardson, da Maçonaria, p. 74).

Vladimir Lenin, maçon judaico, que liderou a derrubada do czar comunista na Rússia, realizando o sinal ocultista dos homens que adoram ao seu deus , Jahbuhlon. Lênin e seus companheiros estabeleceram o Terror Vermelho, o brutal massacre de dezenas de milhões.

General Paul Von Hindenburg, o  notável herói de guerra alemão na I Guerra Mundial, na frente russa  conquistou inúmeras vitórias. Mais tarde, na era nazista, um dirigível, em homenagem ao general, o Hindenburg, foi destruído pelas chamas quando tentava pousar em Nova Jersey (EUA), após um vôo transatlântico . Muitas vidas foram perdidas.

Três  “heróis” comunistas vermelhos que conspiraram para estabelecer uma ditadura bolchevique na Rússia: Sergei Kirov, Mikhail Levandovsky, e Konstantin Mekhonoshin. Estes homens mandaram para o expurgo, tortura e morte milhares incontáveis ​​antes que eles mesmos, por sua vez, serem exterminados por Stalin. Levandovsky (centro) está exibindo seu maçônico sinal de mão “Jahbuhlon” . Mekhonoshin (direita) usa o boné llluminati frigio.

Quatro comandantes dos campos de prisioneiros Gulag. Notem que todos os quatro estão dando o sinal secreto da maçonaria judaica, assim como fez o pai fundador do comunismo, o pedreiro( mesmo que maçon, na linguagem ocultista) judaico, Karl Marx.

Escultor Auguste Bertholdi era membro da Grand Françe Orient Lodge. Foi Bertholdi (1834-1904) que esculpiu a monumental estátua da Liberdade dos illuminati, que esta no porto de Nova York. A estátua está repleta de mensagens codificadas da Sociedade Secreta e símbolos de natureza particularmente blasfêmas. No entanto, a grande maioria dos norte-americanos adoram a Estátua da Liberdade e ingenuamente só vêem unicamente virtude e bondade nela.

Em meados do século XIX, o escritor francês Victor Hugo (autor de Les Miserables)  teve uma enorme presença nos círculos ocultistas. Aqui vemos  o místico Hugo fazendo um sinal claro de mão  Luciferiano maçônico. Foi Victor Hugo que escreveu a história, “O Homem que Ri”, sobre um menino cujo rosto tinha sido horrivelmente moldado em um sorriso permanente por açougueiros diabólicos .O conto grotesco foi a base para o personagem ”Coringa” de Batman. Alegou-se que Victor Hugo não era apenas um Rosacruz, mas foi também um Grão-Mestre da ordem ocultista conhecida como Priorado de Sião .

Neste anúncio para Hitachi Electronics, Napoleão está usando o caminho da mão esquerda (ocultismo, ou magia negra). Napoleão também tinha reputação de ser um llluminatus e um iniciado nos Mistérios Maiores (grau Areopagita). Note também o sinal de sol (maltês)no crachá.

Napoleão Bonaparte (1769-1821) foi um líder militar e político da França, cujas ações estavam na forma da política europeia no início do século 19. Ele foi iniciado na Loja Philadelphe Exército em 1798. Seus irmãos, Joseph, Lucian, Louis e Jerome, também foram maçons. Cinco dos seis membros do Grande Conselho Imperial de Napoleão eram maçons, assim como seis dos nove oficiais imperiais e 22 dos 30 marechais da França. A associação de Bonaparte com a Maçonaria sempre foi jogada para baixo em registros históricos. O pesquisador maçônico J.E.S. Tuckett aborda a situação:
“É estranho que a evidência a favor da adesão do grande Napoleão, da Irmandade Maçônica nunca foi examinada em detalhe, a questão é certamente de interesse, e – vendo a parte notável que os homens notáveis desempenharam nos assuntos da Europa, em um momento em que a Maçonaria Continental estava lutando fora do caos em ordem regular – não poderia ser sem um papel importante na história maçônica “
Em sua pesquisa sobre Napoleão e Maçonaria, Tuckett diz:
“Há evidências incontestáveis de que Napoleão estava familiarizada com a natureza, objectivos e organização da Maçonaria: que aprovou e fez uso dele para continuar os seus próprios fins”
-J.E.S. Tuckett, Napoleão I ea Maçonaria (Fonte)
Napoleão foi dito também ser auxiliado por poderes ocultos. Em 1813 ele foi derrotado na Leipzip e atrás dele estava um “gabinete de curiosidades”, na qual um oficial prussiano descobriu seu “Livro do Destino” e Oráculo. Originalmente este Oráculo foi descoberto em uma das tumbas reais do Egito durante uma expedição militar francesa de 1801. O imperador ordenou que o manuscrito fosse traduzido por um famoso estudioso alemão e antiquário. Daquele momento em diante, o Oráculo foi um dos bens mais preciosos de Napoleão. Ele consultou-o em várias ocasiões e foi dito que “tornou-se um estímulo para seus empreendimentos mais especulativos e mais bem-sucedidos.”

Agora encontramos mais uma indicação do envolvimento de Napoleão na sociedade secreta. Vestindo vermelho, a cor dos Rothschild e do sangue, Napoleão simboliza a sua orientação no caminho da esquerda. A simbologia da igreja de três torres no fundo da pintura (por trás da cortina!) Significa o orgulho que Napoleão, um soberano político, é também Senhor no reino espiritual.

Nesta famosa pintura de Napoleão, o imperador é retratado usando sua mão direita para fazendo o sinal do Real Arco Maçonico.

O Irlandes-americano, político e autor,  Inácio Donnelly causou sensação em 1882 com seu livro, Atlantida: O Mundo Antediluviano . Donnelly alegou evidência científica para a existência do lendário continente perdido de Atlântida , que afundou sob o mar,  predecessora da civilização moderna. Livro de Donnelly mesmo continha um gráfico mostrando a alegada evolução do alfabeto apartir de Atlântida para as eras dos maias, egípcios e hebreus, etc.
A elite Illuminati de hoje acredita que eles são, de fato, descendentes de Deus , homens e sacerdotes que, sozinhos, escaparam da trágica queda da lendária Atlântida. A Disney Studios fez um filme, Atlantida, com base no tema, um filme saturado com códigos  e símbolos esotéricos.

Príncipe Alexandre da Iugoslávia, que agora reside em Londres, a cidade onde seu pai, o falecido rei Pedro, fugiram durante a segunda guerra mundial, é mostrado em sua primeira viagem a Belgrado, Iugoslávia, em 1991. Sua Alteza Real, juntamente com sua família, ”respeitosamente” posou para esta foto.
DECODIFICANDO A MENSAGEM: Com base na posição de sua mão, o príncipe herdeiro claramente queria que seus associados de sociedades secretas e do mundo maçônico / ocultista sabessem que ele era um deles e que o poder da elite já estava estabelecido no país do bloco soviético .

O fabulosamente rico Salomon de Rothschild, fundador e superintendente do VienaÁustria,  ramo do clã Rothschild.

Quão profundamente estava o Vaticano e seu Papa Negro da Ordem dos Jesuítas envolvidos na trama 1865 para assassinar o presidente Abraham Lincoln?
Burke McCarty, em seu livro extraordinário de 1924, ”A Verdade Reprimida” , que fala sobre o assassinato de Abraham Lincoln , alega que o poderoso e influente Giacomo Antonelli, o cardeal e secretário dos Estados Pontifícios, sob o Papa Pio IX, supervisionou o enredo de longe e ainda escondeu um assassino associado do assassino de John Wilkes Booth no Estado do Vaticano, onde tinha fugido, para protegê-lo de execução pelas autoridades norte-americanas que buscavam sua extradição.
No livro, o pesquisador McCarty inclui esta foto do Cardeal Antonelli, sem, contudo, explicar o óbvio segredo do sinal da mão secreto de Antonelli.

Orígenes (185-254 dC), é muitas vezes chamado de “pai da igreja primitiva.” Mas, de fato, Orígenes trouxe muitas heresias, incluindo o gnosticismo (ideologia iluminista) na Igreja. Orígenes, um erudito muito citado nos estudos teologicos evangélicos, veio de Alexandria, no Egito, o que nos dá ainda outra pista para suas filosofias heréticas. No desenho acima, feito de caneta e tinta reveladora, parece que a mão esquerda de Orígenes está demonstrando o sinal misterioso de uma antiga sociedade secreta.

Esta edição da intrigante revista  Paranóia, nesta publicação, incluiu um artigo examinando a vida trágica do jovem e popular ator River Phoenix, que morreu de uma overdose de drogas em Halloween em 1993. Escritor do artigo, Al Hidell, contou iniciação de Phoenix no culto de sexo sórdido,  conhecido como os Filhos de Deus , também chamados de “A Família”.
No culto deles se praticava incesto(sexo entre parentes consanguíneos, pai e filha, irmão e irmã, mãe e filho, etc), tambem conhecido entre eles de prostituição sagrada. River Phoenix, que foi premiado por seus papéis em filmes como Stand By Me e Running On Empty, evidentemente, não poderia escapar de seu passado. Por que na foto ele é mostrado fazendo o sinal da Maçonaria, o que não é mencionado na revista, mas algumas autoridades dizem que os membros da sociedade os ”filhos de Deus” e seu  líder David Berg tinham ligações de alto nível com políticos e Lojas maçônicas.

Lloyd Shearer (direita), com o ator James Dean, ele escreveu a famosa coluna, “Parade Scott’s Personality Walter” na revista Parade.

“A guerra é o inferno”, disse o duro e brutal general da União William Tecumseh Sherman, mostrado aqui exibindo o sinal do culto a Jahbuhlon nesta foto oficial do Exército dos EUA . Centenas de civis foram massacrados durante a marcha de fogo Sherman contra o sul.

Três figuras régias pertencem a um templo da Núbia. Cada um carrega em uma mão o ankh egípcio, significando o renascimento e reencarnação . Outros símbolos também são vistos (Desenho: Livro, As Torres Redondas de Atlântida, por Henry O’Brien, Unlimited Adventures Press, Kempton, IL, 2002)

Uma lembrança da convenção do Partido Republicano representando o ex-presidente Ronald Reagan. O site que o oferecia para venda descreve assim: “A partir da convenção de 1984, um sorriso de  Ronnie em uma posição de Napoleão.” A Reagan foi dado o grau honorário por 33 líderes do Rito Escocês em uma cerimônia privada realizada no Salão Oval do presidente , em Washington, DC, apenas algumas semanas antes de seu segundo e último mandato terminar. 

CONTINUA…

Comente com seu facebook

Comentário

Veja também

CODEX MÁGICA:“Cada homem e mulher é uma estrela” – capítulo 26

 26  Sim, levastes Sicute, vosso rei, Quium, vossa imagem, e o vosso deus-estrela, que fizestes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *